Mercedes encheu o saco no Brasil

Falta do pneu sobressalente pode ser um transtorno na estrada. Mercedes resolveu o problema na linha AMG com uma “gambiarra germânica”

Por Boris Feldman02/02/18 às 17h55

Uma das boas novidades das marcas premium, principalmente nos modelos esportivos, é a substituição dos pneus convencionais pelos do tipo “run flat”, que permitem rodar mesmo vazio por qualquer motivo. Outra solução para eliminar o sobressalente é fornecer um kit de reparo que tampa o furo e infla (ainda que parcialmente) o pneu.

Com duas vantagens: eliminar o estepe que ocupa espaço no porta-malas e evitar o esforço do motorista em trocar o pneu. Com o run flat, dá para rodar vazio – mantida a velocidade máxima de 80 km/h – até chegar num posto e reparar o furo ou a válvula emperrada. Com o kit, o pneu é calibrado abaixo da pressão recomendada mas dá para rodar.

Mercedes fez gambiarra com estepe
Pneu do tipo “run flat”

Modelos sofisticados como Mercedes, BMW e Mini, entre outros, adotam estas soluções que, entretanto, não combinam bem com nossas crateras asfálticas.

Os engenheiros europeus não têm ideia do descalabro de nossas estradas e o resultado são pneus rasgados que não permitem continuar viagem. Nem o run flat nem o kit de reparo emergencial (tirefit) são capazes de resolver o problema de um pneu destruído numa cratera.

Mercedes fez gambiarra com estepe

Gambiarra da Mercedes

O problema da falta de estepe no Brasil é obrigar o dono do carro a chamar o reboque, perder horas na estrada e correr riscos por culpa de um pneu avariado.

A subsidiária brasileira da Mercedes decidiu resolver o problema com uma “gambiarra”: como seus modelos não foram projetados para receber uma quinta roda e não dispõem deste espaço, ela decidiu – inicialmente na série AMG – contemplar os carros destinados para o nosso mercado com uma quinta roda colocada dentro de um saco e amarrado por ganchos no porta-malas.

Mercedes fez gambiarra com estepe
Mercedes AMG com estepe “ensacado” no porta-malas

A linha AMG é de carros da Mercedes “esportivizados” e com pneus de perfil extremamente baixo, que confere estabilidade, mas os deixam ainda mais sensíveis a avarias ao passar por buracos. Nos modelos normais da marca, os pneus são também do tipo run flat e podem, também, deixar o motorista a pé na estrada, mas os riscos são menores.

Mercedes fez gambiarra com estepe

Os carros importados pela BMW também são equipados com os pneus run flat mas ela também decidiu resolver o problema. Na Série 5 recém-lançada, o dono pode encomendar o estepe e existe espaço para acomodá-lo no porta-malas, perdendo, obviamente, uma parte de sua capacidade volumétrica.

Os utilitários esportivos X2 e X3 que serão comercializados no Brasil ainda neste ano, também contarão com estepe. A marca Mini também equipa seus modelos com o run flat.

A BMW tem os pneus run flat, mas também a opção, como no Série 5, de ter o estepe, a critério do dono. Mas vem com protegido por uma tampa.

A Audi equipa todos seus automóveis com o pneu sobressalente, exceto os esportivos RS, que oferecem o kit de reparo.

Fotos: Divulgação

4 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • José Paulo Vaz Sampaio 28 de Fevereiro de 2018

    Eu era garoto e ia ver as corridas na Centenário com vc correndo.

  • Júlio Cesar 5 de Fevereiro de 2018

    Encheu o saco de quê ? É Papai Noel ? Que título é este ?

  • LUCIANO FARIA MARQUES 2 de Fevereiro de 2018

    Rodei 70 km com um pneu RUM FLAT com um rasgo na lateral onde dava para enfiar 3 dedos, sem problemas. BEM 320i.

  • Antero Coelho 2 de Fevereiro de 2018

    Um dia vamos nos dá conta que esse país é o mais rico do mundo…
    É roubo por cima de roubo…custos de vida inexistentes em outros paises, que obrigam seus cidadãos e empresas a criarem soluções mirabolantes…e continuamos aqui…achando que é assim mesmo e esperando o carnaval…
    Animem-se…ele está chegando…

Deixe um comentário