Entenda a garantia das fabricantes mais vendidas no Brasil

Existe diferença entre a garantia legal e a contratual; saiba como elas funcionam e o que está incluído na cobertura do seu carro

Por Laurie Andrade23/10/18 às 10h45

A garantia é um dos assuntos que gera dúvidas no motorista. Aparentemente, cada marca determina um tempo e, basta ler o contrato, para ver que de total ela não tem quase nada. Explicamos como funciona a cobertura legal, a contratual e o que está incluído na garantia das fabricantes mais vendidas no Brasil.

O Código de Defesa do Consumidor (CDC) determina que a garantia legal para bens duráveis e serviços, como automóveis e manutenção, seja de 90 dias. O que significa que nos primeiros três meses, os automóveis – e todos as suas peças – estão cobertos por lei.

Com o aumento da concorrência, a garantia das fabricantes tem sido estendida para além desse período legal. É aí que entra a garantia contratual, que normalmente é adotada por um período de um a cinco anos.

Na garantia contratual, as condições são definidas por acordo entre a fabricante e o consumidor. De acordo com o presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB-MG, Bruno Burgarelli, na garantia contratual, as empresas podem impor condições.

Como cada fabricante tem uma própria política de garantia, o ideal é que o consumidor confira quais são os itens assegurados durante os anos de garantia contratual e se há algum comportamento que faça com que ele perca o direito à cobertura.

Os carros zero-quilômetro têm, normalmente, cobertura de itens mecânicos, suspensão e acessórios originais. Peças que se desgastam naturalmente, como pastilhas de freio, pneus, estofamentos, borrachas, amortecedores e itens de suspensão, bem como itens que devem ser substituídos regularmente, como filtros, correias e fluidos, estão excluídos dessa garantia.

A garantia das fabricantes consultadas só é direito do consumidor se ele fizer todas as revisões nas concessionárias autorizadas pela marca.

Listamos o que cobre a garantia das fabricantes mais vendidas no Brasil e explicamos como funcionam as garantias legal e contratual.
Foto Shutterstock | Reprodução

Vale lembrar: esse tipo de contrato também precisa cumprir regras. Todos os reparos feitos dentro do prazo de garantia, por exemplo, devem ser gratuitos e utilizar peças originais ou homologadas pela marca. A garantia sempre começa contar a partir da entrega do produto ou serviço.

De acordo com a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), as 10 marcas que mais emplacaram no Brasil no último mês são Chevrolet, Ford, Hyundai, Volkswagen, Fiat, Renault, Jeep, Toyota, Nissan e Honda.

Abaixo, os detalhes da garantia das fabricantes

Garantia Chevrolet

  • Prazo de cobertura da garantia contratual: 3 anos
  • Assistência 24h: 12 meses
  • Bateria: 12 meses
  • Lâmpadas|Palhetas do limpador dos vidros: 6 meses
  • Amortecedores | Buchas da suspensão| Pneus: 12 meses
  • Protetor de para-choque| capota marítima: 12 meses (S10)
  • Correias | Velas de ignição: 6 meses ou até a manutenção preventiva
  • Pastilhas de freio|Lonas de freio|Discos de freio | Sistema de embreagem |Rolamentos de roda: 6 meses

Garantia Ford

  • Prazo de cobertura da garantia contratual: 3 anos, sem limite de quilometragem
  • Assistência complementar: 3 anos (para veículos ano|modelo 2019, 1 ano)
  • Bateria: 2 anos (1º ano coberto pela Moura e 2º ano pela Ford)
  • Amortecedor: 2 anos
  • Manutenção preventiva: 12 meses ou 10 mil km

Garantia Hyundai

  • Garantia particular: 60 meses sem limite de quilometragem
  • Vidros: 90 dias
  • Bateria: 12 meses ou 20 mil km, o que ocorrer primeiro
  • Rádio: 36 meses, sem limite de quilometragem
  • Corrosão Perfurativa|Pintura: 60 meses, sem limite de quilometragem
  • Acessório genuíno e peça de reposição instalada nas concessionárias: 12 meses ou 20 mil Km, o que ocorrer primeiro

Garantia Volkswagen

Garantia total de 3 anos para os todos os modelos nacionais e importados vendidos a partir janeiro de 2014 e modelos da linha Saveiro a partir de janeiro de 2015.

  • Motor: 3 anos para cabeçotes, bloco do motor e cárter.
  • Peças de reposição: 1 ano sem limite de quilometragem, quando adquiridas e instaladas nos concessionários Volkswagen.
  • Transmissão: 3 anos para carcaça e diferencial. Na transmissão automática: componentes supra, embreagens de todas as velocidades, caixa de válvulas, conversor de torque e bomba do fluido hidráulico.

Garantia Fiat

  • Componentes do motor e do câmbio: 36 meses
  • Defeitos de montagem ou de fabricação: 36 meses
  • Assistência 24: 3 anos (exceto para utilização de veículo reserva, que só é concedido no primeiro ano)
Listamos o que cobre a garantia das fabricantes mais vendidas no Brasil e explicamos como funcionam as garantias legal e contratual.

Garantia Renault

  • Defeito original de material ou de montagem: 36 meses ou 100 mil km
  • Garantia anticorrosão: 72 meses

Garantia Jeep

  • Reparação ou substituição de peças defeituosas: 24 meses
  • Pintura: 36 meses
  • Corrosão de dentro para fora: 8 anos

Garantia Toyota

  • Prazo de cobertura da garantia contratual: 3 anos

Garantia Nissan

  • Prazo de cobertura da garantia contratual: 3 anos (March, Versa, Kicks, Sentra, Frontier, Tiida, Livina, Grand Livina e Livina X-Gear)
  • Assistência mecânica 24h: 2 anos

Garantia Honda

  • Peças: 3 anos
  • Montagem: 3 anos
  • Demais defeitos de fabricação: 3 anos

1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Samarone 23 de outubro de 2018

    Já precisei de garantia da VW e da Fiat, ambas me decepcionaram, sempre vem com alguma desculpa de que o problema foi causado por x ou y motivo, fazem de tudo para não conceder a garantia, a alguns anos uso Renault alem de ser um bom carro quando aparece algum problema o maior empecilho que tive foi assinar a papelada pra mandar pra fabrica confirmando que fui atendido.

Deixe um comentário