[Impressões] Andamos no Jaguar E-Pace

Utilitário esportivo da Jaguar chega com duas opções de motorização, de 249 cv e de 300 cv, e quatro opções pré-configuradas de acabamento

Por Felipe Boutros09/03/18 às 13h18

A Jaguar ampliou a sua gama de utilitários esportivos com o lançamento do E-Pace. O SUV chega em quatro versões pré-definidas com preços que variam de R$ 222,3 mil  a R$ 278.080.  As vendas já começaram, mas as primeiras unidades só começarão a ser entregues em abril. Há a possibilidade de configurar o Jaguar E-Pace ao gosto do cliente, mas, neste caso, sob encomenda, o tempo de entrega pode variar.

O E-Pace ficará posicionado abaixo do F-Pace e a Jaguar espera que ele se torne o veículo mais vendido da marca no Brasil. Com 4,39 m de comprimento, 2,08 m de largura e 2,68 m de distância entre eixos, ele é tratado como um SUV compacto dentro da gama. O porta-malas tem capacidade para 577 litros e ele pesa 1.832 kg.

Jaguar E-Pace é SUV compacto da marca

O novo SUV será vendido com duas opções de motorização, ambas de quatro cilindros, 2,0 litros e turbo,que irão variar conforme a versão. A primeira entrega 249 cv de potência e 37,2 kgfm de torque, disponíveis entre 1.200 e 4.500 rpm. Ela equipará as versões de entrada, batizada apenas de E-Pace 2.0 (R$ 222,3 mil), a intermediária R Dynamic S (R$ 246.750) e a First Edition (R$ 275,9 mil), com lote inicial de 45 unidades.

Já a segunda opção, mais potente, tem 300 cv e 40,8 kgfm, também entre 1.200 e 4.500 rpm. Com esse motor, o Jaguar E-Pace tem números dignos de modelos esportivos: acelera de 0 a 100 km/h em 6,4 segundos e atinge a velocidade máxima de 243 km/h. Ele está restrito à versão top de linha  R Dynamic SE, tabelada em R$ 278.080.

Todas as versões são equipados com o sistema de transmissão ZF de nove marchas e tração integral.

Jaguar E-Pace é SUV compacto da marca

Na pista

Se a esportividade é o apelo do E-Pace, a Jaguar quis provar promovendo o test-drive do SUV em um autódromo, a Fazenda Capuava, em Indaiatuba, interior de São Paulo.

Andamos em versões com as duas motorizações, a de 249 cv e a de 300 cv. O que impressiona é  comportamento dinâmico. A suspensão – McPherson na dianteira e multilink na traseira – deixam o E-Pace sempre na mão.

O equilíbrio no acerto, inclusive, faz com que os controles eletrônicos dinâmicos pouco intervissem mesmo quando o utilitário da Jaguar era exigido nas travadas curvas do circuito. Contribui para isso a tração integral, que distribui o torque de acordo com a aderência de cada roda.

O motor 2.0 de 249 cv já empurra o E-Pace com eficiência. A transmissão automática de nove velocidades se mostra acertado. As trocas por meio das borboletas atrás do volante incrementam a esportividade. Interessante é que ao se optar pelo câmbio sequencial, se o condutor não passar as marchas, há corte de injeção no limite de rotações.

O interior ostenta luxo e qualidade no acabamento, no mesmo padrão de outros modelos premium com os quais o Jaguar E-Pace irá concorrer, como BMW X3, Volvo XC60 e Audi Q5. O sistema de infotenimento conta com uma tela sensível ao toque de 10 polegadas.

Jaguar E-Pace é SUV compacto da marca: interior é luxuoso

Também testamos o novo utilitário esportivo em um pequeno circuito off-road, onde ele mostrou excelente capacidade de tração, rigidez torcional (não se houve rangidos ou estalos vindos da carroceria) e conforto, tanto na absorção das irregularidades quanto no isolamento acústico. Sim, dá para ir para o sítio ou fazenda tranquilamente.

Veja mais fotos do Jaguar E-Pace:

Fotos Marcos Camargo|Jaguar|Divulgação

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário