Mais de 40% dos acidentes de trânsito acontecem por sonolência, afirma a Abramet

Pesquisa realizada em parceria com a Academia Brasileira de Neurologia e o CRM indica que 20% dos motoristas costumam dirigir com sono

Por AutoPapo 06/09/19 às 16h58

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET) em parceria com a Academia Brasileira de Neurologia e o Conselho Regional de Medicina indicou que cerca de 42% dos acidentes de trânsito estão relacionados ao sono. Considerado esse diagnóstico, o cansaço é uma das principais causas de morte das rodovias brasileiras.

No estudo, 500 motoristas foram ouvidos. Desse universo, 20% dos condutores informaram dirigir com sono. De acordo com o Diretor de Comunicação da Abramet, dr. Dirceu Alves, 18% dos acidentes de trânsito são causados pela fadiga do motorista. Juntos, fadiga e sono causam 60% dos acidentes de trânsito.

Estatísticas da National Traffic Safety Administration (NHTSA), entidade norte-americana de segurança viária, revelaram que 40% dos acidentes nas estradas são causados por motoristas cansados. Só nos Estados Unidos, foram 100 mil acidentes em 2015, resultando em 1.550 mortes.

motorista cansado acidente de transito por sono

Vale lembrar que, segundo a Organização Mundial de Saúde, 90% dos acidentes de trânsito acontecem por falhas humanas. No mundo, ainda segundo o OMS, as principais causas de acidente são:

  • excesso de velocidade;
  • associação de bebida alcoólica e direção;
  • falta de uso de capacete, cinto de segurança e equipamento de retenção para crianças.

Principais causas de sonolência ao volante

De acordo com a campanha “Não dê carona ao sono!”, idealizada pela abramet, as principais causas de sonolência ao volante e consequentemente dos acidentes de trânsito são:

  • Privação de sono;
  • Dormir menos de oito horas por noite (dormir de seis a sete horas por noite chega a dobrar o risco de acidentes. O sono com duração inferior a cinco horas por noite aumenta esse risco em 4,5 vezes);
  • Ficar acordado por várias horas seguidas (comprometimento em nível semelhante ao provocado pela ingestão de bebida alcoólica);
  • Transtornos do sono (Motoristas que sofrem de apneia do sono apresentam risco de duas a sete vezes maior de provocar um acidente de trânsito).

Indícios de que um acidente de trânsito por sono pode acontecer

  • Bocejos ou piscadas frequentes;
  • Dificuldade em manter os olhos abertos;
  • Visão dupla ou borrada;
  • Dificuldade para manter a cabeça erguida;
  • Redução da concentração, pensamentos desconexos;
  • Dificuldade de manter a mesma velocidade;
  • Saída da pista.

Para evitar acidentes de trânsito por sono, os condutores devem fazer paradas para descanso durante uma viagem, evitar trafegar da meia noite às 6h da manhã ou depois de um longo dia de trabalho.

Foto Shutterstock | Divulgação

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário