Câmara aprova MPV que baixa o preço do diesel até 2019

Subvenção ficará restrita ao combustível de uso rodoviário, utilizado em ônibus, caminhões e máquinas agrícolas

Por AutoPapo05/09/18 às 11h31

A Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória (MPV) que prevê a baixa do preço do diesel por meio da subvenção do combustível até o dia 31 de dezembro de 2018. O texto, que teve como origem as reivindicações dos caminhoneiros, segue para análise do Senado.

A MPV  847/18 concederá o desconto por meio de recursos da União. O preço do diesel só ficará mais barato para ônibus, caminhões e máquinas agrícolas, isso porque o documento só considera a subvenção para o óleo diesel de uso rodoviário. O combustível para plataformas marítimas, ferroviárias ou para geração de energia elétrica continuará sendo vendido pelo preço normal. Esse detalhe altera a MP 838/18.

O total de recursos direcionado à subvenção será de R$ 9,5 bilhões. O desconto no preço do diesel será limitado a R$ 0,30 por litro do combustível. Caberá à Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) estabelecer um preço de referência (vinculado ao preço real na refinaria) e um preço de comercialização para as distribuidoras de forma regionalizada.

Os produtores e importadores ou distribuidores (quando importarem diretamente) receberão a diferença entre o preço de referência e o preço da comercialização multiplicada pelos litros vendidos até o máximo de R$ 0,30 por litro.

Estabilidade do preço do diesel não é completamente garantida

A iniciativa do governo não impede o aumento do preço do diesel em razão das condições de mercado do setor (valor do petróleo, do óleo refinado e alta do dólar) – o texto apenas concede um desconto pago com recursos do Orçamento Federal para manter o compromisso de redução de R$ 0,46 nas bombas dos postos.

De acordo com a MPV, se o dinheiro para a subvenção acabar antes de 31 de dezembro, o programa de subsídios também se encerrará e o preço do diesel volta a subir.

Preço do diesel deve ser estabilizado em baixa até o dia 31 de dezembro de 2018. Medida Provisória que prevê a subvenção foi aprovada na Câmara.
Foto Shutterstock | Reprodução

Para o deputado Carlos Zarattini (PT-SP), a medida, apesar de importante, funciona como um remendo. “Estamos aprovando um band-aid. Precisamos é mudar a política de preços da Petrobras”, observou.

Por sua vez, o deputado Lobbe Neto (PSDB-SP) destacou que a redução do preço do diesel favorece não só quem utiliza o combustível para transportar a produção do País como também evita altas no valor das passagens de ônibus.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário