Músicas para dirigir: pesquisa testa qual o melhor gênero

Instituto inglês colocou piloto em simulador de Fórmula 1 para fazer voltas ouvindo a quatro gêneros musicas diferentes

Por AutoPapo 01/06/19 às 14h00

Uma pesquisa feita pela agência inglesa IAM Road Smart em parceria com a Auto Express buscou descobrir as melhores – e piores – músicas para dirigir. O levantamento foi feito em um simulador de Fórmula 1, e testou quatro gêneros musicais. O campeão foi o pop – e o nu metal se mostrou a pior escolha.

Taylor Swift: Instituto inglês colocou piloto em simulador de Fórmula 1 para fazer voltas ouvindo a quatro gêneros de músicas para dirigir.
Shake It Off, de Taylor Swift, ajudou Shale-Hester a fazer sua melhor volta, embora não tenha sido a mais rápida. (Reprodução do YouTube)

Para fazer o teste, o repórter Tristan Shale-Hester, da Auto Express, fez uma volta de controle no simulador. Nessa primeira vez, ele não ouviu a nenhuma música, e a corrida serviu como comparação para as outras voltas.

A Shale-Hester completou a volta de controle em 4 minutos e 34 segundos. O circuito que o repórter fez, de dois laps, tinha partes de aceleração, curvas tecnicamente exigentes, uma zona de velocidade controlada e, ao final, uma parada controlada.

Confira as músicas para dirigir colocadas em teste

Depois de fazer os laps de teste, Shale-Hester começou a testar as músicas para dirigir. O primeiro gênero foi o heavy metal, mas os pesquisadores acabaram escolhendo uma música de nu metal para essa categoria.

Com ele, o repórter fez seu pior tempo, 14 segundos mais longo do que sem música. A música escolhida foi (sic), da banda de nu metal Slipknot.

Na sequência das músicas para dirigir, ele testou o gênero clássico, com a Goldberg Variations, de Bach. Surpreendentemente, ela foi a segunda pior volta no circuito, e durou 12 segundos a mais que o circuito de controle.

Na zona de velocidade limitada, o “piloto de testes” chegou a atingir 56 km/h, quando poderia chegar a 80 km/h. Assim, o gênero clássico se mostrou ligeiramente melhor que o heavy metal, mas relaxou o motorista além do necessário.

O próximo gênero de músicas para dirigir testado foi o pop, com Shake It Off, de Taylor Swift. De acordo com analistas dos testes, a cantora ajudou Shale-Hester a fazer sua melhor corrida, embora não tenha sido a mais rápida.

Por fim, o repórter testou um hip-hop (bem puxado para o pop) entre as músicas para dirigir. O exemplar escolhido foi Humble, de Kendrick Lamar. Com ela, Shale-Hester fez seu melhor tempo. Contudo, ele perdeu pontos na linha de largada porque demorou muito para conseguir frear o veículo.

Analistas comentam os resultados

O editor do Auto Express, Steve Fowler, envolvido com os testes, comentou os resultados. “Muito do que se fala com relação à distração ao volante é sobre o uso de celulares, e com razão. Mas a pesquisa da Auto Express com a IAM Roadsmart mostra que assim como largar o celular na hora de dirigir, motoristas também deveriam pensar bem sobre as músicas que escutam.

“Embora o heavy metal [N.T.: na verdade, um nu metal] está claramente ligado ao pior lap de Tristan, fãs de música clássica podem saber que algumas músicas parecem promover um estado de relaxamento exagerado para a hora da direção”, disse ele sobre as músicas para dirigir.

O chefe de normas técnicas da IAM Roadsmart, Tim Shallcross, também mostrou sua preocupação com níveis sonoros. “Ficou claro que um thrash metal furioso [N.T.: que na verdade é um nu metal] realmente reduz a habilidade do motorista de circular na pista de forma suavemente. Ele, assim como música dance energética, são feitos para serem sentidos assim como ouvidos, e com o volume alto.

“Ficou claro que nenhum dos dois ajuda na hora de fazer manobras exatas na direção. O volume é um fator importante para a concentração, e tem um grande efeito. Eu certamente recomendaria a motoristas que diminuam os níveis na hora de fazer manobras – e guardem o thrash metal para depois!”, disse Shallcross.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (2 votos, média: 5,00 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Samarone 2 de junho de 2019

    Existem tantos estilos e variações musicais que um teste preciso seria impossível, alem de que o volume usado influencia diretamente o resultado, e cada individuo tem uma percepção diferente baseado em seus gostos, eu por exemplo odeio Hip Hop, o que me faria dirigir descontente, já gosto de Heavy Metal e clássicos.

Avatar
Deixe um comentário