A partir de 2019 a Volvo só vai querer saber de “eletrizar”

Fabricante sueca, que pertence aos chineses da Geely, anunciou que irá focar inteiramente em projetos elétricos e híbridos

Por AutoPapo 05/07/17 às 13h20

A Volvo, marca de origem sueca que pertence ao grupo chinês Geely, revelou hoje, em coletiva, que a partir de 2019 não terá mais modelos movidos 100% a combustão interna. Desta data em diante, a fabricante lançará apenas veículos híbridos e elétricos.

Além dos híbridos plug-in, a montadora também oferecerá opção com gerador de 48 volts, similar ao sistema do novo Audi A8. Além disso, o Volvo Car Group espera lançar entre 2019 e 2021 cinco veículos puramente elétricos. No entanto, vale destacar que dois deles carregarão a insígnia da Polestar, antiga preparadora da sueca que se tornou uma marca independente e disputará terreno com os modelos luxuosos da Tesla.

Os novos modelos da Volvo serão construídos sobre a plataforma CMA. A Compact Modular Architecture (“Arquitetura Modular Compacta”, em tradução literal) servirá de base para alguns novos produtos da fabricante, como o novo XC 40 e os veículos da Lynk & Co., um braço de luxo da Geely. De acordo com o divulgado pelo grupo no Salão do Automóvel de Xangai, o primeiro Volvo elétrico será produzido na China para exportação global.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário