Novo sedã Honda tem patentes registradas no Brasil

Apesar da ação do fabricante, modelo situado entre o City e o Civic no mercado chinês não deverá ser lançado no Brasil

Por AutoPapo25/09/18 às 18h44

Um novo sedã Honda posicionado entre o City e o Civic: esse é o Crider. O modelo, que foi desenvolvido para o mercado chinês, teve suas patentes registradas no Brasil. Todavia, se você gostou dele, é melhor não se animar, pois as chances de ele ser vendido aqui são mínimas. O que interessa é o motor, um 1.0 turbo, que será usado na próxima geração do Fit, prevista para 2020.

Novo sedã Honda tem patentes registradas no Brasil

Motores sobrealimentados são uma tendência irreversível da indústria automobilística. A Honda já oferece uma unidade 1.5 na linha Civic, mas precisa expandir a tecnologia para produtos mais acessíveis. A nova unidade 1.0 tem três cilindros, 12 válvulas e injeção direta: no Crider chinês, ele desenvolve 122 cv de potência e 17,6 kgfm de torque. No Fit nacional, esses números devem crescer, devido à adoção do sistema flex.

Novo sedã Honda tem patentes registradas no Brasil

No caso do novo sedã Honda, o lançamento no Brasil não deve ocorrer por várias questões. O Crider tem porte semelhante ao do Civic – são 4,75 m de comrpimento e 2,72 m de distância entre-eixos -, o que pode causar canibalização. Tal proximidade não representa problema em um mercado gigantesco como o da China, mas é preocupante no contexto nacional.

Além disso, trata-se de um projeto local, feito em parceria com o grupo chinês GAC, e não global. O Crider, inclusive, já está na segunda geração, mas nunca chegou ao ocidente. Por fim, os consumidores sul-americanos têm demandado menos sedãs e hatches médios nos últimos anos. A bola da vez são os SUVs: novos modelos têm sido desenvolvidos por praticamente todos os fabricantes. Veja imagens do modelo:

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário