Novo Duster: tudo que já sabemos sobre a linha 2021 do modelo

Segunda geração do SUV compacto será lançada em março: ele ficará igual ao similar europeu, mas mecânica, inicialmente, não muda

Por AutoPapo 05/02/20 às 16h58

A Renault divulgou as primeiras fotos do novo Duster 2021. A apresentação para a imprensa está marcada para os dias 4 e 5 de março. Logo em seguida, o modelo já começa a ser vendido regularmente. Os preços ainda são um mistério, mas o posicionamento dentro da gama não vai mudar: ele continuará sendo o SUV de entrada da marca francesa, abaixo do Captur.

VEJA TAMBÉM:

Renault divulga fotos do novo Duster 2021

Pelas fotos, dá para ver que o Duster 2021 será exatamente igual ao Europeu: por lá, o novo modelo estreou em 2017. Se, por um lado, a chegada ao Brasil ocorrerá com uma defasagem de três anos, por outro ainda configura um grande avanço em relação à atual geração, que estreou globalmente em 2009 e foi nacionalizada em 2011.

O que esperar do Novo Duster 2021?

O novo Duster mantém a plataforma do modelo atual, mas foi bastante atualizado. Todas as chapas da carroceria foram redesenhadas, assim como o painel. Ali, o destaque é para uma central multimídia mais atual. Veículos de imprensa estrangeiros, que tiveram contato com a segunda geração do SUV na Europa, afirmaram que o acabamento melhorou.

Renault divulga fotos do novo Duster 2021

Inicialmente, o novo Duster vai manter o atual motor 1.6 SCe, acoplado câmbios automático CVT ou manual de cinco marchas. A grande novidade mecânica da gama deve chegar só no segundo semestre: uma inédita unidade 1.3 turbo, que equipará as versões top de linha. Em toda a gama, a direção trocará a assistência eletro-hidráulica por um sistema elétrico.

Entre os equipamentos, o grande avanço está nos destinados à segurança: além de ganchos Isofix no banco traseiro e encostos de cabeça e cintos de três pontos para todos os ocupantes, obrigatórios em todo carro novo vendido no Brasil a partir deste ano, o Duster 2021 terá airbags laterais e controles eletrônicos de tração e estabilidade.

De acordo com informações divulgadas pelo site Autos Segredos, as versões continuarão sendo Zen, Intense e Iconic. Haverá ainda uma configuração do novo Duster para PcD, batizada de Life.

Fotos Renault | Divulgação

3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Josenilson 17 de fevereiro de 2020

    Acho que avaliando a relação custoxbenefício, o carro é uma boa opção para quem não tem muita grana para investir num Compass. Acho que ainda precisa melhorar a posição do media nave,pois, para acessar o motorista precisa tirar a atenção da pista quase que por completo. Outra coisa, e aí é de deixar triste qualquer cliente da Renault que espera inovação; aquelas lanternas traseiras de renegade ficou (na minha opinião)fora de contexto. Pisaram na bola. Faltou criatividade.
    Quanto a questão dos motores é preciso melhorar a relação com o consumo e potência; deixar mais equilibrado.

  • Avatar
    Rodrigo 10 de fevereiro de 2020

    Carrinho honesto para o preço, gostei da dianteira, ficou mais arrojado,suv de manutenção barata, motorzinho 1.6 confiável, poderia melhorar a aceleração , mas para um suv velocidade não é tão importante, pelo mesmos para mim , o que poderia melhorar é o consumo e o acabamento.

  • Avatar
    Iury 6 de fevereiro de 2020

    EU acho que esse novo duster deveria receber ao menos uma nova recalibração no motor 1.6 para ganhar um pouco mais de potencia e ficar mais esperto nas retomadas….

Avatar
Deixe um comentário