Pebble Beach: chiqueza na praia

O Concurso de Elegância reúne os carros mais luxuosos do mundo há 68 anos: saiba um pouco dessa história e conheça os destaques de 2018

Por Boris Feldman27/08/18 às 20h30
com Bárbara Angelo

Assistir ao desembarque de um automóvel que será exposto em Pebble Beach já é um acontecimento. São dezenas de caminhões, quase todos com um baú de dois andares e apartamento para o motorista atrás da cabine. A operação para descarregá-lo é cercada de mais mimos e cuidados do que um parto no hospital.

jaguar e-type
(Jaguar | Divulgação)

O motorista usa luvas para o suor da mão não oxidar o cromado da maçaneta. Os pedais tem a borracha coberta com plástico para não se desgastarem. Depois o carro é estacionado em sua vaga, um spray de tinta é aplicado na ponteira do escapamento (fora e dentro) para compensar o “estrago” feito pela fuligem dos gases. O padrão de restauração dos cerca de 200 automóveis expostos nesse evento que é considerado o mais sofisticado do mundo não permite que ele circule pelas ruas: fica guardado na garage do dono e só sai para exposições.

As preciosidades em Pebble Beach são dos Estados Unidos, em sua maioria. Mas chegam também da Alemanha, Holanda, Bélgica, França, Índia, Singapura, Japão, Itália, Inglaterra… e julgados por um júri de respeitáveis chefes de design, diretores de fábricas, jornalistas especializados e congêneres do mundo inteiro. Os principais automóveis expostos são convidados. Os demais são inscritos mas podem levar bomba da comissão organizadora.

A exposição de Pebble Beach é sempre no terceiro ou quarto domingo de agosto, defronte ao hotel “The Lodge”, dentro do mais sofisticado conjunto de campos de golfe dos EUA. A praia fica num condomínio chamado “17 Mille Drive”, entre Carmel e Monterey, na California. Os portões são abertos às 10 horas (até as 18 horas) para alguns milhares de felizardos que podem pagar U$ 250 (cerca de R$ 1.000) por ticket que só dá direito à entrada e um catálogo. Bebidinhas e comidinhas pagas à parte em sofisticadas barracas que chegam a cobrar quase R$ 100 numa taça de champagne…

Às 14 horas começa o desfile dos premiados por categoria, alguns prêmios especiais e, finalmente, o mais ambicionado troféu do antigomobilismo mundial, o “Best of Show”. Dá direito a um belíssimo troféu para enfeitar a sala de visitas do dono. E duplica seu valor (nunca inferior a U$ 1 milhão) no mercado internacional de antigos.

Velhinhos na pista

O Pebble Beach Concours d’Elegance existe há 68 anos e acabou atraindo outros eventos do antigomobilismo para a região. Atualmente, começam na quarta-feira e vão até o domingo a noite, atraindo para a região de Monterey e Carmel milhares de apaixonados pelo carro antigo.

Toda quinta-feira pela manhã, por exemplo, tem o “Tour d’Elegance” com mais da metade dos carros que estarão expostos no domingo circulando em estradas da região, com parada de uma hora na principal avenida de Carmel. Na pista de Laguna Seca tem a “Monterey Historic Car Races” com mais de 500 antigos treinando na quinta e sexta e correndo no sábado e domingo.

Na sexta-feira existem várias opções de eventos como o “Concorso Italiano” ou o sofisticado “The Quail Lodge”. E nada menos do que onze leilões: são centenas de modelos de todas as idades, categorias, estados de conservação e valores vendidos sob o martelo pelas mais famosas casas leiloeiras do mundo.

As principais lojas de automobilia, peças, literatura e acessórios de antigos montam suas sofisticadas barracas junto aos locais mais frequentados e fazem a festa dos colecionadores. Os hotéis da região triplicam sua tabela neste final de semana, exigem pacote mínimo de quatro noites e se esgotam meses antes do evento. Qualquer restaurante da região tem fila na porta. O pequeno aeroporto de Monterey fica sem lugar para abrigar as dezenas de jatinhos que chegam de todo o (primeiro) mundo. E ainda tem quem chame carro antigo de furreca…

Futuro na grama

Os mais sofisticados antigos do mundo são expostos na praia. Mas acabou surgindo outra atração na grama interna do The Lodge. As mais sofisticadas marcas do mundo marcam presença para revelar o que passa pela cabeça de seus projetistas. Alguns tão exóticos que jamais serão levado para a linha de montagem. Mas vários do tipo “conceito” que poderão ser produzidos depois de dois ou três anos. Outros são lançamentos de verdade, pois a fábrica aproveita a mais seleta presença de público e imprensa do mundo para apresentar oficialmente seus modelos que não chegarão ao show-room custando aqueles valores cheios de zeros à direita…

Destaque de Pebble Beach em 2018

1. Ferrari GTO de 1962 se tornou carro mais caro de um leilão público

ferrari gto 1962
(Sotheby's | Reprodução)

Entre os destaques de Pebble Beach em 2018, está o maior preço jamais pago por um carro em um leilão público. Uma Ferrari GTO de 1962 foi vendida por US$ 48.4 milhões, o equivalente a R$ 197.638.201, em conversão direta.

Não é a primeira vez que a GTO bate este tipo de recorde. Em junho, uma delas foi vendida por US$ 70 milhões, se tornando o carro mais caro do mundo. E o recorde anterior também era dela. Em 2014, uma GTO de 1962 foi vendida por US$ 38 milhões. O leilão em Pebble Beach foi feito pela casa de leilões Sotheby’s.

2. Alfa Romeo de 1937 venceu o Concurso de Elegância de Pebble Beach em 2018

Todos os anos, em Pebble Beach, um dos eventos mais prestigiados é o Concurso de Elegância. Em 2018, mais que 200 veículos, de 17 países, concorreram pelo primeiro lugar em “elegância”. O vencedor foi um Alfa Romeo 8C 2900B Touring Berlinetta, fabricado em 1937.

Segundo reportou o Autoblog, o Alfa Romeo passou recentemente por uma restauração completa. Existem apenas cinco unidades do modelo, que foi lançado no Salão de Berlim de 1938.

3. Bugatti lançou o novo Divo

A Bugatti lançou um novo modelo para fazer companhia ao famigerado Chiron. O Divo foi apresentado em Pebble Beach, como uma espécie de geração dois do irmão mais velho. Ele apresenta melhorias com relação ao Chiron, embora tenha um motor ligeiramente menos potente que aquele.

O Divo tem 35 quilos a menos que o Chiron, velocidade máxima limitada a 380 km/h, e um motor W16 com 1500 cv de potência. O modelo será homologado para a ruas no futuro.

4. Ferrai fez tributo aos modelos Spider

A Ferrari divulgou um vídeo da exposição dedicada a modelos com carroceria Spider que fez no evento. A celebração ocorreu pelo lançamento do 50º modelo Spider da marca, a 488 Pista Spider. Veja:

5. Jaguar apresentou clássico elétrico

A Jaguar expôs um conceito do Jaguar E-Type Zero. O veículo faz uma combinação interessante entre a carroceria clássica e um motor elétrico, retirado do Jaguar I-Pace. Para coroar a apresentação, veio a informação de que o E-Type não é só um conceito, e entrará em produção, segundo reportou o Autoblog.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário