Radar móvel tem tolerância de velocidade?

Viajou no feriado e voltou com aquela dúvida cruel se levou ou não uma multa quando passou por um policial um pouco acima do limite de velocidade?

Por Laurie Andrade 10/09/18 às 12h27

A fiscalização eletrônica é um dos pesadelos mais comuns do motorista. Antes mesmo de receber uma multa, o condutor já pode ter algum tipo de ansiedade. É que muitas vezes fica a dúvida: “será que cometi uma infração passando pelo radar a uma velocidade tão próxima do limite da via?”. Já falamos, no AutoPapo, sobre a tolerância dos dispositivos de fiscalização fixos. Mas e o radar móvel, ele também alivia um pouco?

Aproveitamos a segunda-feira pós feriado de 7 de setembro para esclarecer a dúvida. O Conselho Nacional do Trânsito (Contran) define, por meio da Resolução 396 de 13 de Dezembro de 2011, a padronização dos procedimentos referentes à fiscalização eletrônica da velocidade de todos os tipos de radares:

  • Fixo: medidor de velocidade com registro de imagens instalado em local definido e em caráter permanente;
  • Estático: medidor de velocidade com registro de imagens instalado em veículo parado ou em suporte apropriado;
  • Móvel: medidor de velocidade instalado em veículo em movimento, procedendo a medição ao longo da via;
  • Portátil: medidor de velocidade direcionado manualmente para o veículo alvo.
O radar móvel é um dos equipamentos utilizados pelas autoridades para fiscalizar a velocidade dos veículos. Assim como o fixo, ele possui uma tolerância.
Foto Shutterstock | Reprodução

Tolerância do radar móvel

O radar móvel trabalha com uma tolerância relevante. De acordo com o texto, para configurar infração, a velocidade considerada será o resultado da subtração da velocidade medida pelo equipamento pelo erro máximo admitido previsto na legislação metrológica em vigor, conforme tabela de valores referenciais de velocidade e tabela para enquadramento infracional constantes do Anexo II.

A regra é simples: até 100 km/h, a tolerância é de 7km/h. Se a velocidade do veículo estiver acima de 100 km/h, o “desconto” do radar móvel é de 7%.

Confira, na tabla abaixo, se levou a multa – considerando a tolerância. Lembrando que VM é a velocidade medida e VC a velocidade considerada pelo radar móvel.

O radar móvel é um dos equipamentos utilizados pelas autoridades para fiscalizar a velocidade dos veículos. Assim como o fixo, ele possui uma tolerância.
Imagem Resolução 369|2011

O Inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) Aristides Júnior confirmou a informação: “o radar móvel também tem uma tolerância definida pelo Inmetro. Ela existe porque o radar é um instrumento de precisão”.

Para estar apto a autuar, o radar móvel precisa ter seu modelo aprovado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), ser aprovado na verificação metrológica feita pelo órgão ou entidade por ele delegada e ser verificado obrigatoriamente com periodicidade máxima de 12 meses.

Passou no radar móvel a uma velocidade acima do limite da tolerância? Veja se levará uma multa média, grave ou gravíssima:

O radar móvel é um dos equipamentos utilizados pelas autoridades para fiscalizar a velocidade dos veículos. Assim como o fixo, ele possui uma tolerância.
Imagem Resolução 369|2011

Abaixo os valores atualizados das infrações leves, médias, graves e gravíssimas por radar móvel ou outras contravenções:

  • infração de natureza gravíssima, punida com multa no valor de R$ 293,47 (duzentos e noventa e três reais e quarenta e sete centavos);
  • infração de natureza grave, punida com multa no valor de R$ 195,23 (cento e noventa e cinco reais e vinte e três centavos);
  • infração de natureza média, punida com multa no valor de R$ 130,16 (cento e trinta reais e dezesseis centavos);
  • infração de natureza leve, punida com multa no valor de R$ 88,38 (oitenta e oito reais e trinta e oito centavos).
22 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Filipe Dias 27 de fevereiro de 2020

    Oi, se eu passar a 42 km em um radar permito o limite de 40km existe tolerância?

  • Avatar
    rodrigo 17 de fevereiro de 2020

    levei uma multa por excesso em 2017 e foi fotografado o veiculo de frente..pode???

  • Avatar
    Walter 13 de fevereiro de 2020

    Eu estava 50 ponto 2 e muta ou não quero saber me responda por favor.

  • Avatar
    Junior 6 de fevereiro de 2020

    Passei no radar a 34 km no radar de 30 da multa?

  • Avatar
    wagner calixto 31 de dezembro de 2019

    tem mais é que construir alto pistas com velocidades para os carros atuais.

  • Avatar
    Joao 24 de setembro de 2019

    Se é para educar motorista andar devagar coloca quebra mola que é certo que vai andar devagar, agora radar móvel dentro da cidade não é para educar e sim arrecadar.

  • Avatar
    Maicom Vestindo da Silva 24 de setembro de 2019

    Acho que tomei multamaicon

  • Avatar
    Vera Lucia Ferreira Lopes 1 de setembro de 2019

    Qual e a infração cometida que o valor da multa custa 197,18?

  • Avatar
    GILSON MAGNO FERREIRA 25 de julho de 2019

    Será que podemos questionar, devido a PRF ignorar o efeito Doppler, pois o carro se movimenta e as ondas são emitidas na sua direção, afinal o objeto estar em movimento com relação ao seu observador. Sendo assim não tem como medir a velocidade.

  • Avatar
    franklin 19 de julho de 2019

    isso e um roubo

  • Avatar
    Mari 1 de julho de 2019

    A tabela é simples de entender o simbolo , _ maior que : E VM significa Velocidade Medida enquanto CV significa velocidade considerada , logo se a velocidade da via é 50 e sua velocidade medida foi 55 a velocidade considerada será 48 e não ocorre infração;

    • Avatar
      Junior 6 de fevereiro de 2020

      Passei a 34 no radar de 30 isso da multa
      Acho q não considera?

  • Avatar
    Robson Ferreira Costa 2 de maio de 2019

    Tava em uma via q o limite era de 100 e eu passei em um Rafa móvel a 120 qual o valor da multa

    • Avatar
      Mari 1 de julho de 2019

      Se foi realmente 120Km, a infração será média R$130,16

  • Avatar
    Esequiel dos santos 7 de abril de 2019

    isto é um absurdo tomei duas multas na raposo tavares onde só tem buraco e PARE e SIGA isto é uma vergonha séra que é para terminar a rodovia? isso é vergonhoso.

  • Avatar
    julio busignani 18 de março de 2019

    e como são esperto , ficam na maioria das vezes numa descida , esperando quem vem de cima, muitas vezes com pensamento distante.

  • Avatar
    João 1 de março de 2019

    É isso aí. Vamos acabar com os dois maiores problemas no trânsito, colocando mais radares móveis (o mais escondido possível). Esses problemas são velocidade alta e distração. Tem gente que não quer radar móvel porque sempre planeja seus itinerários para o menor tempo possível de viagem. Daí afunda o pé no acelerador para vencer o tempo, daí o radar escondido passa a ser um vilão para si, mas uma segurança para os demais motoristas. Outros alegam que não querem radar escondido porque, num momento de distração podem não perceber que ultrapassaram a velocidade marcada nas placas. Esse, no caso, deve se conscientizar de que trânsito e distração não combinam.
    Digo mais, temos que acabar também com aplicativos que avisam blitz, pois enquanto esse mecanismo ajuda quem está fora da lei (motoristas infratores e bandidos), os motoristas corretos, que nada têm a temer, vivem correndo riscos causados por maus condutores.

    • Avatar
      Rosi 31 de janeiro de 2020

      Radares fixos, sinalização e educação para o trânsito ainda acho que realmente podem surtir efeito em amenizar os problemas de trânsito em nosso país.
      Mas, radares móveis, simplesmente, vão ajudar no quê? No meu ponto de vista somente à uma arrecadação sem fim do Estado de recursos que certamente serão mal aplicados.
      Veja, o motorista está em alta velocidade? ok, ele passa por um radar móvel ou portátil, muitas vezes escondido, do que vai adiantar? Esse radar vai fazer com que ele ande devagar? vai evitar algum acidente? Absolutamente, não.
      Vai tão somente ser registrada aquela multa, ser cobrada pelo órgão autuador e fim. Se tiver de ocorrer um acidente com aquele veículo naquele dia, naquele momento, pondo em risco a vida de terceiros, infelizmente vai ocorrer, pq o radar móvel ou portátil não educa ninguém, não para ninguém, é somente instrumento de arrecadação e de revolta entre os condutores…
      O problema de tantos acidentes tem que começar nas políticas públicas que precisam usar uma outra metodologia para ensinar, que precisam utilizar as verbas destinadas às rodovias corretamente, pq existem estradas em nosso país que só se trafega pela misericórdia de Deus…
      Além disso, as indústrias de veículos automotores fazer veículos que podem facilmente ultrapassar os 200km/h, diante disso, fica uma pergunta minha: para quê, com qual objetivo, uma indústria faz um automotor que pode atingir essa velocidade, se no nosso país pelo menos, (eu desconheço, se alguém conhece, por favor me informe), não existe uma só via em que seja permitido trafegar a 200km/h???!!!

  • Avatar
    ricardo 13 de novembro de 2018

    Gostei mas, não entendi muito a tabela de infração acho que deveria ser especificada melhor .
    Ate quanto de velocidade posso andar? EX: 20.km/ e permitido ate – 22 ou 27 sem ser multado? qual a tolerância entre esses?

  • Avatar
    Paulo Lima 12 de setembro de 2018

    Lamentavelnente ouvir isso. O que precisa ser feito é melhorar as estradas esburacadas e cheias de surpresas.
    Mas a indústria multa está aí para arrancar mais dinheiro e sustentar político corrupto.

  • Avatar
    Amarildo 10 de setembro de 2018

    Essa cambada nao sabe onde arrancar dinheiro do povo se ja nao bastasse a fortuna de impostos pago para ter um carro

  • Avatar
    Maykell 10 de setembro de 2018

    Isto aí é mais um dos muitos mecanismos de assaltar o povo. Multar quem está a 200km/h é uma coisa, mas multar quem está a 115km/h numa descida, onde ficam estes….. É roubar.

Avatar
Deixe um comentário