[Recall] Porsche convoca Cayenne 2019 por falha no cinto de segurança

Fivelas dos cintos do banco traseiro não atendem as especificações de segurança; unidades envolvidas foram fabricadas entre agosto e outubro de 2018

Por AutoPapo21/01/19 às 10h49

A Porsche anunciou, no Brasil, recall do Caynenne 2019. Unidades do modelo fabricadas entre 21 de agosto e 2 de outubro de 2018 podem apresentar problema nas fivelas do cinto de segurança traseiro. Falha coloca em risco a vida de passageiros, motorista e terceiros.

De acordo com a fabricante, as fivelas do cinto de segurança não atendem as especificações de segurança exigidas e precisam ser substituídas.

Para resolver a questão, os donos dos Cayenne 2019 listados abaixo devem procurar uma concessionária da marca e agendar a substituição do equipamento de segurança.

Para mais informações, basta acessar a página da Porsche ou entrar em contato com a fabricante por meio do e-mail [email protected]

Chassis dos Porsche Cayenne envolvidos no chamamento:

  • WP1AB29Y1KDA80759
  • WP1AB29Y7KDA80782
  •  WP1AB29Y3KDA81217
  •  WP1AA29Y9KDA16939
  •  WP1AA29Y5KDA17263
  •  WP1AA29Y2KDA17740
  •  WP1AA29Y3KDA17746
  •  WP1AA29Y6KDA18082
  •  WP1AA29Y4KDA18825
Porsche anuncia recall do Cayenne 2019. Fivelas dos cintos de segurança traseiros não atendem as especificações de segurança exigidas e devem ser trocadas.
Porsche Cayenne (Divulgação)

Esta é a terceira geração do Cayenne, disponibilizada em três versões no Brasil, todas com motor V6.

A mais simples tem motor três litros, turbo, de 340 cavalos e é vendida por R$ 423 mil. A configuração S do Cayenne 2019, com o biturbo de 440 cavalos, pode ser adquirida por módicos R$ 523 mil. A topo de linha, por sua vez, é a Turbo, que entrega 550 cavalos e custa R$ 733.

Para saber mais sobre o Cayenne 2019, clique aqui.

Foto Porsche | Divulgação

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário