[Vídeo] Vale a pena comprar o Renault Kwid?

Avaliamos o "SUV dos compactos", que figurou no top 3 dos carros mais vendidos do país em setembro

Por AutoPapo16/10/17 às 09h30

O Renault Kwid é um projeto desenvolvido inicialmente para o mercado indiano. No Brasil, o modelo passou por modificações e manteve apenas 20% do seu DNA “das Índias”. O subcompacto mal chegou e já figurou no top 3 dos carros mais vendidos do país. Preço competitivo e lista de equipamentos recheada são os grandes atrativos. Quer saber o que achamos do pequenino? Assista ao vídeo. No entanto, já podemos adiantar: de “SUV dos compactos” não tem (quase) nada.

Ficha técnica do Renault Kwid Intense 1.0

Motor: 1.0, tricilíndrico, bicombustível

Potência: 70 cv (etanol)/ 66 cv (gasolina) a 5.500 rpm

Torque: 9,8 kgfm (E)/ 9,4 kgfm (G) a 4.250 rpm

Transmissão: manual de cinco velocidades, tração dianteira

Direção: do tipo pinhão e cremalheira, assistida eletricamente

Freios: disco ventilado na dianteira e tambor na traseira

Suspensão: McPherson na dianteira, com barra estabilizadora; eixo rígido na traseira

Dimensões: 3,68 m de comprimento, 1,58 m de largura, 1,47 m de altura e 2,42 m de distância entre-eixos

Peso: 786 kg

Carga útil: 375 kg

Porta-malas: 290 litros

Consumo: 10,3 km/l (E)/ 14,9 km/l (G) em ciclo urbano; 10,8 km/l (E)/ 15,6 km/l (G) na estrada

0 a 100 km/h: 14,7 segundos

COMPARE o Renault Kwid com seus concorrentes:

Renault Kwid comparativo

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário