Fiat Mobi 2018: andamos no hatch com novo câmbio automatizado

Andamos no Mobi Drive, que alia motor 1.0 ao novo câmbio GSR da Fiat, que se tornou o carro mais econômico do país

Por Sérgio Melo 05/04/17 às 14h54

A maior novidade da linha Fiat Mobi 2018 é o câmbio automatizado Gear Smart Drive. Apesar do nome pomposo, a transmissão não passa de um aperfeiçoamento da antiga Dualogic – agora, mais suave e inteligente. O sistema está mais firme, mais, digamos, decidido.

Andamos no Fiat Mobi 2018 Drive, que alia motor 1.0 ao novo câmbio GSR da Fiat e se tornou o carro mais econômico do país.

A antiga sensação de que o tempo parava e se passavam séculos entre o momento em que você pisava fundo até a hora em que o veículo começava a acelerar melhorou muito. O casamento com o motor Firefly três cilindros, que equipa a versão Drive, deu muito certo.

De acordo com as aferições do Conpet, programa brasileiro de etiquetagem veicular, o Fiat Mobi 2018 com motor 1.0 mais econômico do país.

Automatizado versus automático

Claro que uma transmissão automatizada jamais será tão agradável quanto um câmbio automático convencional.

Na automática, todas as marchas ficam constantemente engrenadas e a utilização de cada uma delas só depende do rápido acionamento de embreagens – mesmo enquanto o motor está sendo acelerado, sem soluços ou interrupção de força.

Andamos no Fiat Mobi 2018 Drive, que alia motor 1.0 ao novo câmbio GSR da Fiat e se tornou o carro mais econômico do país.
Fiat Mobi 2018

No automatizado com uma única embreagem, as coisas funcionam de maneira bem diferente. Como o engrenamento se dá uma marcha por vez, nas reduções é necessário parar de acelerar, desacoplar a marcha em uso, acoplar a próxima marcha e só então voltar a acelerar.

Justamente quando o motorista pisa fundo o sistema “rouba” o pedal de aceleração, muda as marchas e só depois permite que o condutor acelere novamente. Em certas situações, além de desconforto, gera bastante insegurança.

Vantagens do Fiat Mobi 2018

O conjunto carcaça/engrenagens é o mesmo do sistema manual. O resultado, claro, é uma construção muito mais barata e uma manutenção mais fácil do que a das transmissões automáticas convencionais. Desde que esse ganho econômico seja repassado para o mercado, tudo bem.

Mesmo com os inconvenientes citados é bem melhor do que ficar apertando o pedal da embreagem e mudando marchas o dia inteiro.

Andamos no Fiat Mobi 2018 Drive, que alia motor 1.0 ao novo câmbio GSR da Fiat e se tornou o carro mais econômico do país.

Caso o condutor dê uma aliviada no acelerador antes das mudanças e force reduções ao pisar firme, antes de subidas e ultrapassagens, o desempenho da transmissão melhora consideravelmente. Os mais exigentes podem ainda fazer trocas manuais por meio das borboletas no volante do Fiat Mobi 2018.

Preço do Fiat Mobi 2018 ficou salgado

Por fim, o grande problema do Fiat Mobi 2018 na versão Drive automatizada não é a transmissão, mas sim o preço. Equipado com o câmbio GSR – e contando com uma nova telinha no painel – o preço do subcompacto saltou para R$ 44.780, cerca de R$ 4 mil a mais que a versão manual.

Apesar de toda a conveniência, pagar tanto em um veículo que sequer é automático de fato é demais. O preço é muito salgado para o que é oferecido; para derrubar qualquer hipertenso.

Veja nosso comparativo entre o Fiat Mobi e Volkswagen up!

Fotos Fiat | Divulgação

0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário