[Vídeo] Quem administra a seguradora Líder

O promotor do Ministério Público de Minas Gerais Paulo Márcio explica que poucos gestores, ligados a grandes bancos, administram o dinheiro arrecadado em função do seguro DPVAT

Por AutoPapo12/03/18 às 12h23

No quinto vídeo da série sobre irregularidades no seguro obrigatório, o promotor Paulo Márcio, do Ministério Público de Minas Gerais, explica quem são os gestores da seguradora Líder, responsável pelo DPVAT. Segundo ele, um pequeno grupo de pessoas, sempre ligadas a grandes bancos, administra todo o dinheiro arrecadado dos proprietários de veículos.

A Seguradora Líder é, na verdade, um consórcio formado 77 companhias de seguros. É ela que arrecada o dinheiro do DPVAT, que os motoristas pagam compulsoriamente, e administra os pagamentos para acidentados no trânsito. As indenizações concedidas aos beneficiados podem ser decorrentes de morte, invalidez permanente ou de reembolso de despesas hospitalares.

Deflagrada em 2015 para investigar irregularidades envolvendo os fundos do seguro DPVAT, a operação Tempo de Despertar constatou o desvio de bilhões de reais em uma série de fraudes. Os criminosos chegaram a forjar acidentes de trânsito para possibilitar falsos pedidos de indenização. Paralelamente, a própria falta de estrutura da Seguradora Líder para atender os beneficiários permitia a ocorrência de ações ilegais.

[TRANSCRIÇÃO]

Na verdade, a gestão da seguradora Líder fica com os grandes bancos. Nós temos aí… Eles revezam entre eles: uma hora é o Banco do Brasil que indica o presidente, outra hora é o Bradesco que indica o presidente, de forma que isso não saia do controle desses grandes aglomerados financeiros, não é?

E, a partir daí, com o poderio econômico dos políticos, eles conseguem manter em funcionamento essa máquina, uma verdadeira máquina de arrecadar recursos, não é? Recursos da população, e aí a gente está falando de gente às vezes simples, não é?

Os donos de motocicletas pagam um valor absurdo a título do seguro DPVAT, e nós somos sangrados. A população é sangrada para poder manter esse status-quo, essa quantidade de dinheiro que é administrada por meia dúzia de pessoas, que se enriquecem às custas do brasileiro.

O promotor do Ministério Público de Minas Gerais Paulo Márcio explica que um pequeno grupo de gestores, ligados a grandes bancos, administra a seguradora Líder, responsável pelo DPVAT

Foto reprodução

9 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Vagner 16 de Abril de 2018

    Os culpados de tudo, os políticos, de novo eles, veja quem são na sua cidade no seu estado. Se eles sabem disso se eles estão de braços cruzados, oque estão fazendo para o cidadão neste assunto, SE NÃO TIRA ELE FORA NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES. anota o nome e nunca mais vota nele.

  • Sergio 16 de Março de 2018

    Pra mim essa porcaria não deveria existir, como sempre no Brasil esses miseráveis metendo a mão no nosso bolso, esse Brasil não vai mudar nunca com essas merdas no poder, o podre sempre vai se lascar, bando de abutres.

  • Osair 16 de Março de 2018

    Em minas nunca teve isenção para veículos com mais de 20 anos, pura mentira, cheque as informações antes de portar. Cadê a lei?

  • Isabel Pereira 16 de Março de 2018

    Na minha opinião, o valor do DPVAT, não precisa ser tão alto, se pagassemos a metade deste valor, com o tamanho da frota de veículos que existe apenas no estado de São Paulo, que dirá em outros estados,, não faria muita diferença para aos cofres, já no bolso do cidadão faria uma grande diferença. E sobre o IPVA, eu acho que é inconstitucional eu penso que a taxa do IPVA, deveria ser cobrada uma única vez na compra do veículo, e não todos os anos como é hoje. Penso que isso é uma coisa que deve ser levado em pauta para revisão. O brasileiro já está saturado de pagar por tudo e não é ético pagar um salário mínimo miserável e jogar todo esse peso fiscal e taxas nas costas do cidadão e impostos e taxas demais.

  • Tones 15 de Março de 2018

    Temos que ter mos seguros padrão Europa.
    Só copiar.

  • Jean carlo 15 de Março de 2018

    Absurdo isso nao podemos aceitar mais tamanha corrupção

  • Sergio Quadro Argolo 15 de Março de 2018

    Acho q tanto Dpvat como Ipva São muito mal administrados por quem cobra….. Essa é a grande verdade!!!!!

  • Leonardo 14 de Março de 2018

    IPVA em Minas Gerais e uma vergonha muito carro quanto mais novo mais caro isto é um absurdo o deputado q fala
    V q vai acabar e cumprir com o IPVA tem o voto de tds em Minas virá até governador quem é ele cleitinho de Divinópolis o único q vai brigar la com esses ladrão corruptos

  • socrates 14 de Março de 2018

    ESTÃO ESPANTADOS COM O SEGURO DPVAT?

    JÁ TOMARAM CIÊNCIA DAS MONTRUOSIDADES COM RELAÇÃO AO IPVA DE MINAS GERAIS?

    ATÉ 2000, IGUAL SÃO PAULO, VEÍCULOS COM MAIS DE 20 ANOS SEMPRE FORAM ISENTOS..
    EM 3001, COM O “CHOQUE DE GESTÃO” DO AÉCIO (FARSA), PASSOU A SER COBRADO;
    EM 2017, APÓS SUCESSIVOS REAJUSTES, O IPVA COTA MÍNIMA DOS VEÍCULOS MAIS VELHOS – AQUELES, EM GERAL, PWRTENCENTES À POPULAÇÃO POBRE- AUMENTOU 150% (CENTO E CINQUENTA POR CENTO) PASSANDO DE 73 REAIS EM 2016 PARA 162 REAIS EM 2017.
    E EM 2018, NOVO REAJUSTE, PARA 170 REAIS NO LOMBO DO POBRE QUE TENTA ZELAR PELO SEU CARRINHO, PARA MANTELO FUNCIONANDO E DOCUMENTADO.

Deixe um comentário