Amaciamento do motor: veja aqui a forma correta de se fazer

No passado, recomendava-se cuidado do motorista nos primeiros 5.000 km. Mas hoje em dia, ainda é necessário?

Por Boris Feldman07/02/19 às 19h30

Mesmo quase em desuso, o amaciamento do motor ainda é importante para o carro. Isso porque essa prática envolve as partes internas do motor. Entenda:

[TRANSCRIÇÃO]

A expressão amaciar o motor está caindo em desuso em função das novas tecnologias de fabricação dos motores, que andam quase dispensando esse cuidado do motorista no caro zero-quilômetro. No passado, recomendava-se cuidado do motorista nos primeiros quatro a 5.000 quilômetros, sugerindo que se pisasse bem de leve no acelerador.

Hoje não existe isso mais, e o que se pede é que nos primeiros 500 a 1000 quilômetros não se pise fundo no acelerador. Eu estou comentando isso, porque um leitor nosso perguntou se ainda há necessidade de amaciar o motor do carro novo? Se precisa de andar pisando fundo nos primeiros 1000 quilômetros?

Esse daí ouviu o cantar o galo, mas sem saber aonde. Isso porque nos primeiros 500 a 1000 quilômetros é o contrário: não se deve pisar fundo no acelerador; para permitir uma boa acomodação entre as partes internas que se atritam umas com as outras.

Amaciamento do motor
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Celio* 8 de fevereiro de 2019

    Assim que compro um carro novo, eu tenho o hábito de viajar por estradas pouco movimentadas até completar 1.000 quilômetros e ultrapasso só se for coisa fácil, sem forçar o motor.
    Eu penso que ao agir assim, estou certo.

Avatar
Deixe um comentário