Carro híbrido convencional e do tipo plug-in: saiba diferenciá-los

O Volkswagen Golf GTE, que a Volkswagen está trazendo para o Brasil agora, é um carro híbrido plug-in: entenda essa tecnologia

Por Boris Feldman22/08/19 às 08h30

Qual é a diferença do carro híbrido chamado plug-in? É porque ele tem um cabo com tomada para recarregar as baterias. Se o híbrido não é do tipo plug-in, as baterias são carregadas só pelo próprio automóvel: ou quando está sendo freado, pelo sistema regenerativo, ou pelo próprio motor a combustão.

No híbrido plug-in – o Golf GTE que a Volkswagen está trazendo para o Brasil agora é um deles – se chega em casa à noite com a bateria descarregada, mas é só conectar o cabo na tomada. Três ou quatro horas depois as baterias estarão carregadas, conferindo uma autonomia razoável.

No caso do Golf GTE, são 50 quilômetros rodando apenas eletricamente. Isto significa que, se o motorista não roda mais do que isso por dia, há menos que ele saia da rotina para uma viagem ou um trecho mais longo, ele jamais vai necessitar do motor a combustão.

golf gte hibrido 2 carro híbrido
Foto divulgação | Volkswagen
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (2 votos, média: 5,00 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário