Carros elétricos: alguns modelos já têm preço e data para chegar no Brasil

Híbridos e elétricos foram uns dos destaques do Salão do Automóvel de São Paulo. Inclusive com anúncios de preços e datas dos que estão por vir

Por BORIS FELDMAN21/11/18 às 06h15

Os carros elétricos são tendência da indústria automobilística. Não foi à toa que eles estiveram em diversos estandes no Salão do Automóvel de São Paulo deste ano. Durante o evento, vários fabricantes anunciaram a venda de modelos com propulsão totalmente elétrica no Brasil. Confira:

[TRANSCRIÇÃO]

Em quase todos os estandes deste último Salão do Automóvel de São Paulo se podiam ver automóveis híbridos ou elétricos, uma tendência de toda a indústria automobilística mundial. Os híbridos como o Fusion, Lexus e Prius já rodam há alguns anos no Brasil. Mas entre os elétricos, apenas a BMW vendia aqui o seu i3.

Neste Salão, já foram anunciados pelo menos três automóveis elétricos com preço e data para chegar ao mercado. O primeiro é o Renault Zoe, que já está à venda por R$ 150 mil. Depois veio o Nissan Leaf, por sinal, o elétrico mais vendido do mundo por R$ 178 mil. E finalmente, no segundo semestre de 2019 o Chevrolet Bolt, por R$ 175 mil.

JAC entrará no mercado de carros elétricos

Em paralelo ao Salão do Automóvel de São Paulo, a JAC Motors anunciou que também entrará no mercado de carros elétricos. A marca chinesa importará para o Brasil o modelo E40, que promete ser o mais barato de sua categoria, com preço de R$ 129,9 mil. Derivado do T40, já à venda no país, o novo modelo às lojas em junho de 2019.

Carros elétricos e híbridos: JAC Motors entrará no segmento com o modelo E40

Foto JAC Motors | Divulgação

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário