Chevrolet Cruze: fim da produção nos EUA impacta no mercado brasileiro?

A tendência do consumidor pelos SUVs e a queda das vendas do segmento dos sedãs fizeram com que a GM americana decretasse o fim do Cruze

Por Boris Feldman11/12/18 às 10h00

O Chevrolet Cruze, que contabiliza boas vendas no Brasil nas duas opções de carroceria, hatch e sedã, não será mais fabricado nos Estados Unidos. Nosso mercado deve se preocupar com essa notícia?

[TRANSCRIÇÃO]

A General Motors anunciou recentemente nos Estados Unidos que, em virtude da redução do mercado, da elevação do preço do aço e de alumínio e da tendência do consumidor pelos utilitários esportivos, ela iria, assim como a Ford, desativar a produção de alguns de seus automóveis. E citou nominalmente, entre eles, o Cruze. Foi o suficiente para soar um alarme aqui no Brasil, onde o Cruze hatch e sedã e estão entre os campeões de vendas do segmento de médios.

Então, se o modelo deixa de ser fabricado nos Estados Unidos, ele deixaria de ser importado para o nosso mercado. O que não tem fundamento, pois o nosso Cruze e não é importado dos Estados Unidos, mas da Argentina. A GM do Brasil, boba nada, foi muito além de desmentir isso daí. Ela já foi logo anunciando um novo Cruze, chegando ao mercado brasileiro em 2019.

Chevrolet Cruze
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário