Estepe na tampa traseira não é um bom negócio

Ouvinte questionou a minha aversão ao estepe na tampa traseira. Entenda porque não sou nem um pouco fã deles

Por BORIS FELDMAN06/07/18 às 21h30

O estepe dependurado na tampa traseira dos SUVs pode ser bonitinho para alguns, mas pode gerar vários inconvenientes para os seus proprietários.

[TRANSCRIÇÃO]

Uma ouvinte do nosso AutoPapo questionou a minha aversão aos utilitários esportivos com o estepe, o pneu sobressalente dependurado na tampa traseira. Ela acha que esses modelos uma gracinha e e diz que dá um ar de jipinho. Pode ser, gosto não se discute.

Entretanto, estepe dependurado atrás apresenta vários probleminhas. Para começo de conversa ele prejudica a visibilidade traseira. Em segundo lugar, fica mais difícil de abrir a tampa. Além disso, ele é muito mais fácil de ser roubado do que se estivesse guardadinho no porta-malas. Ele faz aumentar o peso do carro, porque a tampa tem que ser super reforçada para sustentá-lo. E o que é pior, na hora de estacionar ou sair da vaga, o bonitinho ainda costuma amassar o capô do carro parado atrás.

estepe dependurado na tampa traseira

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

6 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • LUIZ CARLOS VIEIRA CATARINO 27 de outubro de 2018

    Eu apoio o estepe na tampa do veículo a estética muda totalmente e sem contar a praticidade. Se o estepe é por baixo do veículo é mais fácil de roubar pois ninguém tá vendo à mostra como é o caso da aluna é mais difícil.

  • LUCIANA LIMA COSTA 5 de setembro de 2018

    Bem, gosto é gosto e tem quem goste, qm não gosta há muitas opções sem o estepe atrás, agora pra qm gosta só há o Ecosport, então deixa ele aí quietinho. Agora sobre roubo n é culpa da Ford, se fosse assim pobre da Renault, n conheço ngm q tivesse um Renault q n tenha sido subtraído o estepe, e ele nem é sobressalente. Ou seja é gosto, nenhum dos motivos apontados são relevantes.

  • Antônio 8 de julho de 2018

    Minha mulher e eu, possuímos uma doblo adventure 2015 e viajamos nela com a família, desde então, Belém /PA por todo o nordeste (exceto BA e SE). O Estepe não atrapalha em nada a visão. E ainda é mais prático, pois não é preciso para se abaixar ou retirar toda a bagagem do porta malas na hora da troca do pneu furado. Tudo é uma moda. Hoje ninguém gosta! Daqui a 10 anos todos voltam a gostar!!! E ainda protege a tampa traseira de batidas de motos e outros carros. Caso o indivíduo seja barbeiro instale um sensor de estacionamento, barbeiro!

  • Jorge Aluísio Prates 7 de julho de 2018

    Vinte anos atrás era moda. Mas burra. Tenho SUV desde essa época. Ainda bem que passou. Tampa pesada. Atrapalha a distribuição de massas, coisas de engenharia ( Física ). Segurança. Aerodinâmica etc.
    Enfim, só desantenados discordam.
    Resumindo, o Boris sabe o que está falando.

  • Marcilio 6 de julho de 2018

    Discordo de todos os probleminhas citados. O estepe não atrapalha em nada a visualização e meu carro ainda vem com camera de ré. O sensor de ré tbm evita essa questão do amassadinho na hora de estacionar que tbm só corre esse risco quem não sabe dirigir. A tampa e bem leve para abrir, com relação ao roubo, muitos carros já tem estepe externo, moralmente no fundo. Há, e em épocas de uso desse estepe fininho, meu carro bem com cinco rodas de liga leve com pneus idênticos. Materiazinha bem fraca essa que só retrata a opinião pessoal de quem escreveu sem nenhum embasamento técnico…

    • Erivaldo da silva 17 de agosto de 2018

      Concordo plenamente!!

Deixe um comentário