Ford Ranger injustiçada pelo Latin NCAP

Por BORIS FELDMAN23/09/16 às 18h15

Se você estiver interessado em comprar um Ford Ranger e ler ou ouvir o comentário de que a picape é insegura, não acredite.

Foi criada no Uruguai uma entidade independente das fábricas para avaliar a segurança dos carros produzidos ou vendidos na América Latina, o Latin NCAP. Faz testes de impacto (crash-tests) para avaliar o nível de proteção aos adultos e crianças. Simula acidentes frontais e laterais jogando o carro contra uma parede de concreto e analisa a gravidade dos danos causados aos bonecos que simulam passageiros (“dummies”).

Os resultados dos testes são expressos através de estrelas: recebem cinco delas os que oferecem máxima segurança e proteção.

O Latin NCAP foi fator determinante para aumentar o nível de proteção aos ocupantes dos automóveis brasileiros. Modelo que recebe zero, uma ou duas estrelas tem seu projeto alterado pela fábrica para ter direito a céu mais estrelado.

Mas, por outro lado, seus critérios às vezes confundem o brasileiro e até prejudica alguns dos nossos modelos como no recente caso da Ranger. A picape da Ford é vendida no nosso mercado com ESC (controle eletrônico de estabilidade), sete air bags e outros dispositivos de segurança não oferecidos em outros países da América Latina.

O Latin NCAP então nivelou por baixo e atribuiu para a Ranger apenas três estrelas na proteção dos adultos, quatro para crianças. E o diretor da entidade explicou que no Brasil ela teria mais estrelas pelo nível dos equipamentos de segurança.

Vem a pergunta: será que o Latin NCAP vai dar plantão em todas as concessionárias Ford do Brasil e redações para explicar que ela na verdade tem mais estrelas que o resultado oficial divulgado pela entidade? Será que está correto o critério de realizar testes com apenas um modelo apesar de ele ser vendido com características diversas nos mercados de cada país? Não é um critério que distorce o resultado, prejudicando a correta informação para o cliente e denegrindo a imagem do veículo?

Veja mais sobre:


Boris Responde

Tem alguma dúvida sobre o funcionamento do seu carro? O que vai melhor no carro flex: gasolina ou etanol? Quando substituir o cinto de segurança? Com que frequência trocar o óleo do motor? O Boris responde essas e outras dúvidas. Digite sua pergunta na caixa abaixo.


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário