Garantia de motor e caixa por 3 meses: o que diz a lei?

Para estimular as vendas dos carros seminovos, as concessionárias adotam as medidas de garantia do usado por um certo período de tempo

Por Guilherme Campos13/02/20 às 08h30

A compra de um carro zero traz inúmeras vantagens além do cheirinho do carro novo. E entre elas, a garantia que a fábrica oferece durante um, dois, três até cinco anos sem maiores preocupações para o dono do carro.

Mas volta e meia, algumas fábricas, para estimular as vendas dos usados em suas concessionárias, e assim incrementar também as vendas dos novos, estabelece planos especiais de assistência para os chamados seminovos.

É comum uma fábrica anunciar proteção total, de até um ano, na compra de um seminovo em suas concessionárias.

Mas vale a pena lembrar que de acordo com o Código de Defesa do Consumidor qualquer empresa, concessionária ou não, é obrigada a oferecer garantia de todo o automóvel. E não somente de motor e caixa, como anunciam alguns pelo prazo de três meses.

venda carro concessionaria shutterstock 1579747456 Garantia
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
6 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Marco Aurélio 23 de março de 2020

    Na compra em particulares, essa garantia e válida?

    • AutoPapo
      AutoPapo 26 de março de 2020

      Olá, Marco Aurélio

      Se o carro foi adquirido de uma pessoa jurídica, concessionária ou não, a garantia estabelecida pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC) é de três meses para todo o produto.

      Se foi comprado diretamente de uma pessoa física, então não se caracteriza uma relação de consumo e não existe responsabilidade do antigo dono, que não é obrigado a conceder garantia no caso de qualquer problema.

      Neste caso, sem a proteção do CDC, o comprador teria que apelar para a justiça comum alegando má-fé e se pode prever uma longa ação contra o dono anterior, dentro do ritmo típico que evoluem as questões judiciais no Brasil.

      Saiba mais em: https://autopapo.com.br/blog-do-boris/garantia-do-usado-concessionaria-pessoa/

  • Avatar
    Elba Inacia Silvestre 24 de fevereiro de 2020

    Comprei um carro em novembro do ano passado, com um mês estourou o motor, o lojista assumiu, fez o cabeçote, não me entregou nota de nada, ficou com o carro 30 dias para depois me entregar assim que peguei o carro fui testar travou o câmbio, agora já se passaram mais de 90 dias, ainda estou na garantia? O carro está quase com a mesma quilometragem de quando comprei pois ñ andei nele sempre aparece algum problema e no conserto do cabeçote deixaram vários parafusos soltos dentro do motor, sinal que fizeram de qualquer jeito só para me entregar e seguraram lá os trinta dias para acabar a garantia, o que posso fazer.

  • Avatar
    Cecilia Battos 14 de fevereiro de 2020

    Ford EcoEsport 2017 Titanium comprado zero no Uruguay está com problemas no câmbio powershift. Fará 3 anos, já feitas as 2 revisões em autorizada Ford lá no Uruguay onde está. No manual não consta garantia de câmbio! O manual Ford e a garantia não devem ser iguais em todos os países que o vendem?! Câmbio e motor não são itens obrigatórios de garantia ?! Hoje sabemos que esse câmbio dá problemas. Corremos o risco da Ford se negar a trocar? (13.02.2020)

  • Avatar
    Manuel 14 de fevereiro de 2020

    …taí uma informação de grande valor e utilidade pública! Muuuito bom! Gostei!

  • Avatar
    Cecilia Battos 14 de fevereiro de 2020

    Ford EcoSport 2017 Titanium comprado zero no Uruguay apresenta problemas no câmbio powershift. Fará 3 anos, já feitas as 2 revisões em loja autorizada Ford lá np Uruguay onde está. No manual está que o câmbio não consta na garantia. Isso e possível?! Não é item obrigatório em garantia e em todos os países onde ele é vendido? (13.02.2020)

Avatar
Deixe um comentário