Não se completa fluido do freio

Por BORIS FELDMAN26/10/16 às 15h23

Quando você para no posto para abastecer, a maioria dos frentistas é sempre muito gentil e quase sempre abre o capô para verificar o nível dos líquidos: óleos, fluidos, água, etc…

Entre os líquidos que se verificam no carro, está o fluido do freio, que fica num depósito transparente. Sabe por quê? Para que você possa verificá-lo sem ter que abrir sua tampa, pois este fluido é higroscópico e absorve a umidade do ar, o que prejudica seu funcionamento. Então, nada de abrir a tampa pois com a absorção de umidade, surgem pequenas gotículas de água no fluido. No momento em que se pisa no freio, as temperaturas do fluido se elevam muito, pois o sistema funciona baseado em atrito entre seus componentes. Ora, essas temperaturas elevadas alcançam o circuito hidráulico, o fluido também se aquece e estas gotículas de água se transformam em bolhas, prejudicando seu funcionamento.

Além desta absorção de umidade, outro problema que pode ocorrer no posto é o frentista perceber que o nível do fluido está abaixo do correto e tentar completá-lo. O que você deve impedir. Pergunta-se então: qual a finalidade de se indicar nível baixo já que não se deve completá-lo?

É porque o nível baixo indica um problema no sistema e só se deve completa-lo se ele já estiver perigosamente lá em baixo: só para evitar de o carro ficar sem freios antes de chegar na oficina…

Uma primeira hipótese de o nível estar baixo é um acentuado desgaste das pastilhas do freio, que devem ser trocadas. Assim que forem substituídas, o fluido volta ao normal.

A segunda: vazamento no circuito hidráulico que exige reparo imediato pois não funciona sem o fluido. A maioria dos automóveis conta com um sistema duplo, que ameniza o problema e reduz o perigo, mas, seja lá como for, com freio não se brinca.

Então, no frigir dos ovos, qualquer que seja a causa do baixo nível no depósito do fluido do freio, não se deve completá-lo exceto emergencialmente.


Boris Responde

Tem alguma dúvida sobre o funcionamento do seu carro? O que vai melhor no carro flex: gasolina ou etanol? Quando substituir o cinto de segurança? Com que frequência trocar o óleo do motor? O Boris responde essas e outras dúvidas. Digite sua pergunta na caixa abaixo.


1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • João Henrique Bezerra da Silva 22 de Fevereiro de 2018

    Gostei muito, é muito esclarecedor.valeu auto papo!

Deixe um comentário