Octanagem: saiba o que é e entenda a sua importância

Por incrível que pareça, a adição de etanol na nossa gasolina contribui para que ela tenha uma octanagem alta

Por BORIS FELDMAN05/06/18 às 18h20

Alguns motores, principalmente de carros importados com alto desempenho e esportivos, exigem gasolina com maior octanagem. A recomendação está no manual e na tampa do tanque de combustível: abastecer com gasolina de 95 ou 98 octanas. Nos carros europeus, a indicação Super ou Super Plus.

O que é octanagem? Num comparativo simples, o motor funciona como uma seringa para aplicar injeção no braço (ou no bumbum): nela, um pistão comprime o líquido que sai pela agulha. No cilindro do motor, tem também um pistão comprimindo a mistura (ar/combustível). Só que, ao contrário da agulha, tem uma vela na parte superior que produz uma faísca exatamente quando o pistão chega em sua parte superior e a mistura está comprimida ao máximo. Momento em que ela explode e empurra o pistão para baixo. É assim que a energia química contida no combustível se transforma em energia mecânica e se movimenta o carro.

Quanto mais se comprime a mistura dentro do cilindro, mais forte a explosão e maior a potência do motor. Esta relação de compressão, a redução de volume no cilindro entre o pistão estar no ponto morto inferior e no superior, é chamada taxa de compressão. Na ficha técnica do carro ela aparece como, por exemplo, 11:1. Isto significa que ela foi reduzida onze vezes. Quanto maior a taxa, mais a mistura é comprimida.

Entretanto, não é possível aumentar infinitamente esta compressão, pois a gasolina não suporta a pressão e explode espontaneamente, antes da faísca na vela, provocando a chamada “auto-ignição” ou “batida de pino”. Esta capacidade da gasolina de resistir à explosão é que se chama de octanagem. Quanto maior, mais ela resiste. Na Europa e nos EUA, a bomba anuncia a octanagem da gasolina, ao contrário do Brasil onde nada se informa ao motorista.

Entretanto, como a nossa recebe quase 30% de etanol, ela tem uma elevada octanagem e qualquer gasolina brasileira pode ser utilizada nos motores de carros nacionais ou importados. Claro que, nos de elevada taxa de compressão, seu desempenho será maior com a Premium ou a Podium, de maior octanagem.

Octanagem é a capacidade da gasolina resistir a compressão

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Carlos 6 de junho de 2018

    Se é assim, por que tem sido comum ultimamente ver automóveis batendo pinos, principalmente em aclives?

Deixe um comentário