Polo 2012 com câmbio I-Motion: vale a pena?

Por BORIS FELDMAN11/12/17 às 09h38

Boris dá detalhes sobre o câmbio automatizado I-Motion do Polo 2012 que um ouvinte quer comprar.

“Compro um Volkswagen Polo 2012 com o câmbio automatizado tipo I-Motion?” É a dúvida de um dos nossos seguidores. E uma resposta que não é fácil, pois, em primeiro lugar, trata-se de um automóvel com cinco anos, pelo menos, de uso; sabe-se lá como foi a manutenção do carro.

Como ele especificou que esse Polo vem equipado com câmbio do tipo automatizado – chamado, pela Volkswagen, de I-Motion – talvez ele esteja querendo uma dica sobre essa caixa de marchas. E a dica é a seguinte: o I-Motion não tem o pedal da embreagem, mas tem embreagem; não tem alavanca de mudanças, mas tem que passar marchas.

Como é que é feito isso tudo? Por meio de um computador, que analisa o que está acontecendo e tem um “pezinho” para acionar a embreagem e uma “mãozinha” para passar as marchas. O problema dessa câmbio é que, ao passar as marchas, não é tão suave, nem confortável como um câmbio automático convencional.

polo 2012 cambio i-motion

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário