Radar de velocidade tipo pistola pode enganar você

Esse tipo de radar, em tese, tem a mesma precisão do modelo "pardal". Mas, como ele é operado de forma manual, podem ocorrer erros na hora de multar o carro

Por BORIS FELDMAN28/10/18 às 19h30

O radar de velocidade tipo pistola é o mais passível a erros. Isso porque ele é utilizado manualmente.

[TRANSCRIÇÃO]

Existem dois tipos de radares fixos para flagrar o excesso de velocidade. O primeiro é aquele apelidado de pardal, que fica pendurado num poste. E, em geral, de maneira a não ser percebido pelo motorista. O outro é a tal lombada eletrônica. Aquele arco que atravessa a estrada por cima, com os mostradores já indicando para o motorista com que velocidade ele passou por ali.

Mas existe também o radar oculto, do tipo pistola, que o policial tem na mão e aponta para o automóvel. Ele fotografa o carro e registra a velocidade. Esse radar do tipo pistola, a sua precisão, teoricamente, é a mesma do radar fixo do tipo pardal ou lombada. Entretanto, podem ocorrer situações em que esse radar pistola nem sempre acusa a velocidade correta.

Uma delas é quando o automóvel para o qual o policial apontou a pistola pode estar sendo ultrapassado, naquele momento, por um outro veículo que não aparece na foto. Então, em algumas raras situações, muito especiais, pode sair a foto de um veículo e a velocidade maior do outro.

Radar de velocidade tipo pistola
Foto Shutterstock | Reprodução

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário