Seguro DPVAT: reportagem da Globo confirma o escândalo

O Boris já havia alertado aqui, no AutoPapo, que a seguradora Líder agia com descaso com os acidentados e ainda praticava fraudes

Por Boris Feldman29/10/18 às 20h30

O seguro DPVAT funciona como um amparo para os acidentados. Mas, isso em tese, porque na prática…

[TRANSCRIÇÃO]

Reportagem do Jornal Nacional da Globo, na semana passada, confirmou o escândalo do DPVAT, que eu já mencionei várias vezes aqui. A seguradora Líder, que tem um monopólio deste seguro, a título de “combater fraude”, está negando a indenização e o reembolso de despesas hospitalares. A maioria desses pagamentos devidos às vítimas de acidentes de trânsito. A Globo entrevistou as vítimas, os seus parentes que alegaram já terem enviado uma pilha de documentos para a seguradora Líder. E quanto mais documentos eles mandam, mais a Líder pedia documentos para comprovar o direito a indenização.

É incompreensível o Governo Federal não tomar uma atitude. Isso, depois que se comprovou o desvio de bilhões de reais, do total que todos os automóveis do Brasil são obrigados apagar anualmente. E da dificuldade em receber indenizações da Líder, o único monopólio do mundo do seguro obrigatório.

Seguro DPVAT
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (2 votos, média: 3,00 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
10 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Socrates de Souza Consentino 5 de janeiro de 2019

    Muito bem colocado, Sr. Boris Feldmann.

    Somos muito gratos pelos resultados obtidos pelo debate em torno do DPVAT. O Sr. fala que foi o MP e a Polícia Federal os responsáveis pelas medidas com relação à espécie, mas acredito piamente que foi graças ao Sr. como figura Publica, e uma autoridade nesses assuntos, que propiciou uma publicidade adequada e causou o o clamor social num povo massacrado, mas bovino quando se deve pleitear direitos.

    Quero manifestar os agradecimentos por essa vitória alcançada em favor da população brasileira pacífica, ordeira, trabalhadora e sustentadora do estado , pagadora de impostos.
    E na oportunidade, eu pediria que o Sr. pusesse em pauta nas suas matérias o IGUALMENTE VERGONHOSO REAJUSTE dos IPVA’s dos carrinhos velhos (os famosos cota única) nos últimos dois anos, no Estado de Minas Gerais.

    O ipva de um fusca pulou de R$62,00 em 2016 para R$170,00 EM 2018(!!!)
    isso representa um reajuste de 274% (!!!)

    E agora pra 1º de janeiro de 2019, novo reajuste: R$172,00 !

    E esses reajustes aconteceram em maior ou menor grau para TODOS os carrinhos velhos (kombi velha, corcel, fiat 147, chevette, corcel 2) museus ambulantes cujos donos pelejam nas oficinas e lojas de peças pra manterem rodando

    Carros estes pertencentes, em sua esmagadora maioria, às pessoas pobres (catadores de sucata, serventes de pedreiro, jardineiros, domésticos),que não tem dinheiro pra ter outro meio de transporte ( excetuando casos minoritários de pessoas que tem o carro antigo para coleção, o que é um percentual muito pequeno dessa cifra).

    O que é de se pasmar é que essa mão-grande para reajustar o ipva do carro velho nesse percentual ( um verdadeiro imposto de guerra), ocorreu no governo dito proletário (PT), política esta desenvolvida pelo próprio Governador e pelo Secretário da Receita Estadual.

    Lembrando que, segundo os números do DENATRAN, os carros licenciados com 20 anos ou mais, em circulação, representam APENAS 5% (CINCO PORCENTO) DA FROTA NACIONAL (!!!!). Isso os carros com mais de 20 anos de fabricados.. dentre estes, extrai-se ainda os antigos COTA ÚNICA, ou sejam, os velhinhos aos quais me refiro, que possuem 30 ou mais anos, e que tiveram esse aumento absurdo de IPVA.

    Compreende-se então, que insignificância da quantidade de tais veículos velhinhos dentro da frota, que tal medida do então governo mineiro foi INÓCUA, descabida, inoportuna e inconveniente, e que, além de gerar insatisfação e impopularidade, não alcançou resultados práticos de incremento arrecadatório.
    Foi só pra encher o saco do pobre, que ao invés de gastar dinheiro com lojas de peças e mecânicos pra manter o carro rodando e com segurança, gastou o que tinha pra pagar o IPVA, LICENCIAMENTO E SEGURO ANUAL.

    Essa medida do governo Pimentel de reajuste de imposto de carro velho, além de deselegante e na mão-grande, desconsiderou, além das questões levantadas, tudo o que as melhores práticas contábeis, em sintonia perfeita com a correta política e leis fiscal-tributárias, apontam; ou seja,
    Desconsidera:

    1- A depreciação do Bem (os estragos devido ao tempo e uso);
    2 -A obsolescência do bem (ele se tornar arcaico, gastador e demodê – indesejado pelo mercado);
    3 – Perda de valor natural, por haver fartura de opções melhores no mercado, e mais novos.

    Somado a isso, acrescento que, paralelamente ao rejuste-monstro dos carros velhinhos, de 270% no período, vemos os carros seminovos (inclusive modelos de alto luxo !!!!) caírem (por óbvio e naturalmente), seus ipva´s, ano após anos, conforme decrescem seus valores de mercado.

    Conto com V.Sa. para alardear mais assa atitude criminosa, agora perpetrada pela Receita Estadual de minas, contra os hipossuficientes e sem voz!

    Um ótimo ano para o Sr. A luta deve ser diuturna contra os que querem a escravização, a locupletação e a injustiça!

  • Avatar
    Maria das Graças Marques 4 de novembro de 2018

    Um absurdo essa seguradora negar indenização a quiem tem direito. Povo corrupto!

  • Avatar
    Maria das Graças Marques 4 de novembro de 2018

    Um absurdo essa seguradora negar indenização a quiem tem direito. Meus pais já foram vitimas da seguradora Lider!

  • Avatar
    Edu 3 de novembro de 2018

    Policiais estão enviando multas indevidas a motociclistas por andar em corredores, prática permitida pela lei.

  • Avatar
    Jose luis pedroso alves.j 2 de novembro de 2018

    Já se passou dois anos estou na justiça devido um acidente de moto dia 17/05/2016 e e o INSS me aposentou por invalides e até agora ñ recebi nada ainda ta na justiça.

  • Avatar
    José Carlos Von Postel 2 de novembro de 2018

    Sofri uma queda de moto, fiquei com sequelas, só consegui receber depois de contratar os serviços de um escritório de advocacia.

  • Avatar
    PEDRO LUIZ VERONEZE DOS SANTOS 2 de novembro de 2018

    Este seguro tem que ser repassado ao SUS
    A maioria dos acidentados são tratados pelo SUS

  • Avatar
    Izabel 2 de novembro de 2018

    Essa taxa deveria ser paga ao INSS.

  • Avatar
    Leonardo Freitas 30 de outubro de 2018

    A estrutura da nova empresa da líder funciona como uma empresa que visa lucros e não o social. Ou seja, a visão das áreas são voltadas a lucratividade e não a assistência como a qual foi criada. Sou a favor de uma licitação para abrir o leque de oportunidade de administração, com intuito de transformar o DPVAT e assistência de verdade

  • Avatar
    Leonardo 30 de outubro de 2018

    A estrutura da nova empresa da líder funciona como uma empresa que visa lucros e não o social. Ou seja, a visão das áreas são voltadas a lucratividade e não a assistência como a qual foi criada. Sou a favor de uma licitação para abrir o leque de oportunidade de administração, com intuito de transformar o DPVAT e assistência de verdade

Avatar
Deixe um comentário