Seguro DPVAT: reportagem da Globo confirma o escândalo

O Boris já havia alertado aqui, no AutoPapo, que a seguradora Líder agia com descaso com os acidentados e ainda praticava fraudes

Por BORIS FELDMAN29/10/18 às 20h30

O seguro DPVAT funciona como um amparo para os acidentados. Mas, isso em tese, porque na prática…

[TRANSCRIÇÃO]

Reportagem do Jornal Nacional da Globo, na semana passada, confirmou o escândalo do DPVAT, que eu já mencionei várias vezes aqui. A seguradora Líder, que tem um monopólio deste seguro, a título de “combater fraude”, está negando a indenização e o reembolso de despesas hospitalares. A maioria desses pagamentos devidos às vítimas de acidentes de trânsito. A Globo entrevistou as vítimas, os seus parentes que alegaram já terem enviado uma pilha de documentos para a seguradora Líder. E quanto mais documentos eles mandam, mais a Líder pedia documentos para comprovar o direito a indenização.

É incompreensível o Governo Federal não tomar uma atitude. Isso, depois que se comprovou o desvio de bilhões de reais, do total que todos os automóveis do Brasil são obrigados apagar anualmente. E da dificuldade em receber indenizações da Líder, o único monopólio do mundo do seguro obrigatório.

Seguro DPVAT
Foto Shutterstock

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

9 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Maria das Graças Marques 4 de novembro de 2018

    Um absurdo essa seguradora negar indenização a quiem tem direito. Povo corrupto!

  • Maria das Graças Marques 4 de novembro de 2018

    Um absurdo essa seguradora negar indenização a quiem tem direito. Meus pais já foram vitimas da seguradora Lider!

  • Edu 3 de novembro de 2018

    Policiais estão enviando multas indevidas a motociclistas por andar em corredores, prática permitida pela lei.

  • Jose luis pedroso alves.j 2 de novembro de 2018

    Já se passou dois anos estou na justiça devido um acidente de moto dia 17/05/2016 e e o INSS me aposentou por invalides e até agora ñ recebi nada ainda ta na justiça.

  • José Carlos Von Postel 2 de novembro de 2018

    Sofri uma queda de moto, fiquei com sequelas, só consegui receber depois de contratar os serviços de um escritório de advocacia.

  • PEDRO LUIZ VERONEZE DOS SANTOS 2 de novembro de 2018

    Este seguro tem que ser repassado ao SUS
    A maioria dos acidentados são tratados pelo SUS

  • Izabel 2 de novembro de 2018

    Essa taxa deveria ser paga ao INSS.

  • Leonardo Freitas 30 de outubro de 2018

    A estrutura da nova empresa da líder funciona como uma empresa que visa lucros e não o social. Ou seja, a visão das áreas são voltadas a lucratividade e não a assistência como a qual foi criada. Sou a favor de uma licitação para abrir o leque de oportunidade de administração, com intuito de transformar o DPVAT e assistência de verdade

  • Leonardo 30 de outubro de 2018

    A estrutura da nova empresa da líder funciona como uma empresa que visa lucros e não o social. Ou seja, a visão das áreas são voltadas a lucratividade e não a assistência como a qual foi criada. Sou a favor de uma licitação para abrir o leque de oportunidade de administração, com intuito de transformar o DPVAT e assistência de verdade

Deixe um comentário