Retrovisor: Polo GTS, melhores e piores opções em carro 0 km

Projetos de Lei, alternativas ao combustível fóssil, Lexus NX 300h e mais: confira as principais notícias da semana comentadas por Boris Feldman

Por Boris Feldman24/01/20 às 19h05

A sexta-feira não é completa sem os comentários de Boris Feldman sobre as principais notícias da semana. É o Retrovisor AutoPapo: pegue carona conosco e fique bem informado sobre o setor automotivo.

Carros que saíram de linha em 2019 (e você nem notou)

Listamos 5 modelos que andavam tão esquecidos pelos consumidores que saíram de cena e praticamente não foram notados

Isenção de IPVA para motos de até 150 cm³ tramita no Senado

Proposta quer o benefício para todo território nacional; uma das justificativas é de que muitos precisam dos veículos para se locomover até o trabalho

Lexus lança NX 300h 2020

SUV híbrido agora parte de R$ 238.990, tem mais itens de segurança e possui central multimídia conectada em todas as três configurações

Peças de carros fora de linha: PL quer obrigar produção por 5 anos

Hoje, não existe tempo determinado para fabricantes continuarem produzindo as peças: Código de Defesa do Consumidor fala em “tempo razoável”

Eles aliviam o bolso e o ar: 8 alternativas ao combustível fóssil

Há diversas alternativas de propulsão que reduzem consumo e emissão de poluentes. As tecnologias passam pelo híbrido, elétrico e célula a combustível

Carro 0 km? Listamos os que valem a pena e as ‘furadas’

O AutoPapo separou a melhor pedida e a menos indicada em oito segmentos diferentes de carros para (tentar) te ajudar na compra do próximo 0 km.

Volkswagen lança Polo GTS

Versão turbinada tem câmbio automático de seis velocidades, é capaz de desenvolver 150 cavalos e parte de R$ R$ 99.470

1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    marcus 25 de janeiro de 2020

    Se a industria automobilística, não quer manter a produção de peças por 5 anos, após a retirada do veículo do mercado, que repasse o projeto para empresas de autopeças.

Avatar
Deixe um comentário