AMG CLS 53 4Motion: esportivo da Mercedes na pista

O novo bólido alemão acaba de chegar ao mercado brasileiro, por R$ 599,9 mil; e nós já o dirigimos do autódromo Velo Città! Veja o vídeo!

Por Alexandre Carneiro20/10/18 às 13h40

O sol quase a pino no céu dá uma sensação de alívio. Afinal, havia caído um dilúvio durante a madrugada e havia o receio que a chuva permanecesse durante o dia. O mau tempo não seria algo impeditivo, mas certamente limitaria a experiência com o AMG CLS 53 4Motion no autódromo Velo Città. Afinal, não é todo dia que surge a oportunidade de pilotar, em uma pista, modelos esportivos da Mercedes-Benz.

Confirmadas as boas condições climáticas, as atenções passaram a recair, principalmente, sobre o AMG CLS 53 4Motion, lançamento da Mercedes-Benz. Equipado com um motor 3.0 de seis cilindros em linha – arquitetura que voltou a ser adotada pela marca alemã após duas décadas em desuso – sobrealimentado por dois compressores elétricos, tecnologia que o fabricante chama de EQ Boost.

Mercedes AMG CLS 53 4Motion acaba de chegar ao mercado brasileiro, por R$ 599,9 mil; e nós já o dirigimos do autódromo Velo Città

O equipamento faz parte de um sistema elétrico de 48V e atua tanto como compressor quanto como motor de arranque e alternador. O sistema ainda reaproveita energia cinética que seria desperdiçada em frenagens. Na prática, adiciona 22 cv e 22,4 kgfm de torque ao motor a combustão, que sozinho desenvolve 435 cv e 53 kgfm. Há também um sistema convencional de 12V.

O conjunto mecânico é complementado por um câmbio automático de nove marchas. A suspensão é do tipo multilink nos dois eixos e tem amortecedores adaptativos. O comportamento de tudo é programável eletronicamente e muda de acordo com o modo de condução selecionado pelo motorista. O preço é igualmente superlativo: R$ 599,9 mil.

Mercedes AMG CLS 53 4Motion acaba de chegar ao mercado brasileiro, por R$ 599,9 mil; e nós já o dirigimos do autódromo Velo Città

Totalmente reprojetado em relação ao antecessor, o AMG CLS 53 4Motion traz, além da mecânica tecnológica e do design alinhado à linguagem da Mercedes, um interior ainda mais caprichado: impressionam as duas telas de 12,3 polegadas que reúnem instrumentos e a maioria das funções do painel. O acabamento traz grande quantidade de fibra de carbono. De quebra, o banco traseiro agora acomoda três pessoas, ante apenas duas na geração anterior.

Com o pé no acelerador do AMG CLS 53 4Motion

Apesar de ser um carro confortável e espaçoso, o AMG CLS 53 4Motion transpira esportividade ao motorista. O banco de abas estreiras abraça o tronco do condutor e o volante tem pegada perfeita. A sensação, com o perdão do clichê, é a de vestir o carro. No banco do passageiro, senta-se um instrutor para dar dicas sobre o traçado ideal do autódromo de 3.493 metros. Finalmente, sou autorizado a sair dos boxes; é hora de conhecer o bólido!

Entro na reta de largada com o pé no fundo. A aceleração comprime nossas costas contra os bancos com força e, em poucos segundos, já é preciso frear para contornar a primeira curva. Ainda sem intimidade alguma com o carro, faço a tomada em velocidade moderada e a sensação é de controle total. O modelo sequer esboça sair da trajetória!

Mercedes AMG CLS 53 4Motion acaba de chegar ao mercado brasileiro, por R$ 599,9 mil; e nós já o dirigimos do autódromo Velo Città

O cupê de quatro portas avança pela pista com ímpeto impressionante. O circuito é percorrido com rapidez, e já começa a segunda. Dessa vez, vindo embalado desde o início da reta, a frenagem para a primeira curva começa a quase 200 km/h. Mais confiante, começo a acelerar antes do ponto ideal e o carro dá uma balançada. Sem problema: ajudado pela eletrônica, tiro o pé e corrijo a trajetória.

A verdade é que, além da performance propriamente dita, impressiona a dirigibilidade do AMG CLS 53 4Motion como um todo. A estabilidade é surpreendente para um veículo com 1.980 kg de peso, assim como os freios: o sistema com discos ventilados de material composto nos dois eixos não deu nem sinal de superaquecimento, apesar do horário do test-drive, por volta de meio-dia.

Mercedes AMG CLS 53 4Motion acaba de chegar ao mercado brasileiro, por R$ 599,9 mil; e nós já o dirigimos do autódromo Velo Città

É hora de voltar aos boxes para devolver o carro. Passou rápido, em todos os sentidos. Saio do carro até um pouco azonzado, sentido os efeitos da enorme força G ao longo do circuito. Mas com um sorriso no rosto. Afinal, não é todo dia que os recursos tecnológicos de um esportivo transformam um jornalista em piloto.

Veja o vídeo do esportivo em ação!

Mais modelos

A Mercedes-Benz disponibilizou também outros modelos, entre os quais o GLC 63 S Coupé e GT C Roadster, que também começaram a ser vendidos no Brasil neste ano. O primeiro é um SUV com aparência de cupê com preço ligeiramente menor que o CLS 53 4Motion: R$ 587,9 mil. O segundo e um conversível irmão do consagrado cupê GT R, cujo valor é ainda mais estratosférico: R$ 1,1 milhão!

Os dois trazem o motor 4.0 V8 biturbo da AMG sob seus capôs. Ele não tem a tecnologia EQ Boost, mas nem por isso deixa de impressionar. No GLC 63 S Coupé, gera 510 cv e 71,4 kgfm. No GT C Roadster, os números mudam para 557 cv e 69,3 kgfm.

Confira a galeria de fotos do Mercedes AMG CLS 53 4Motion: 

Fotos Mercedes-Benz | Divulgação

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário