[Vitrine] Fiat Freemont é opção de SUV usado maior sem gastar muito

Com preços entre R$ 60 mil e R$ 70 mil, modelo 2015 é o mais indicado; espaço é destaque, com 7 lugares, mas manutenção é cara

Por Fernando Miragaya 16/10/19 às 12h45
Especial para o AutoPapo

O Fiat Freemont foi um dos primeiros modelos que mostrou uma faceta mais familiar para os utilitários esportivos. Importado do México em 2011, o SUV médio era um dos primeiros frutos da recém-fundada FCA, e nada mais do que um clone do Dodge Journey.

O Fiat Freemont oferecia opção de 7 lugares, acabamento acertado e conforto de sobra, sem os preços salgados e o V6 do irmão Dodge Journey. Fez certo sucesso e hoje repete o bom custo-benefício entre os SUVs usados.

No lugar do V6 do Dodge, o Freemont optou pelo 2.4 16V – aquele mesmo, do carro retrô Chrysler PT Cruiser. Porém, nos primeiros anos, o SUV da Fiat vinha com o impreciso câmbio automático de quatro marchas, que prejudicava o desempenho do modelo e deixava o rodar áspero e manco. Por isso, sugerimos os modelos do Fiat Freemont a partir de 2013, especialmente a linha 2015, a última antes do fim da importação.

  • Legal: espaço, conforto, posição de dirigir e equipamentos
  • Ruim: consumo e custo de manutenção

É que dois anos após ser lançado, o Fiat Freemont passou a vir com a caixa automática de seis velocidades. Era outra vida para o Freemont. Os 172 cv são melhor aproveitados, graças às primeiras relações curtas e mudanças ágeis, o que permite mais força para mover o pesado SUV usado. Afinal, são quase 1.850 kg em ordem de marcha.

fiat freemont 2

Consumo do Fiat Freemont

De qualquer maneira, alcançar velocidades maiores requer certa paciência e o consumo está longe de ser bom: na cidade, dificilmente passa de 7,5 km/l e, na estrada, fica entre 10 e 11 km/l. Com o novo conjunto, porém, o Freemont passou a ter menos vibração na cabine, melhorando sua dose de conforto.

Isso porque é aquele carro SUV bom de viajar. O SUV usado da Fiat tem espaço de sobra para motorista, carona e três adultos na segunda fila de bancos, com vão suficiente para pernas, joelhos e cabeças. Os assentos extras levam bem crianças de até 10 anos. O condutor ainda desfruta de ótima ergonomia e posição de guiar adequada.

fiat freemont interior

O comportamento da suspensão privilegia o conforto – até demais. Como genuíno SUV pensado para os EUA que é, o Freemont tem aquele comportamento banheirão. É aquela sensação de “quicar” nos buracos mais severos das ruas brasileiras e de “flutuar” nas retas mais velozes. Nas curvas, contudo, a carroceria não aderna tanto, nem nas frenagens.

Equipamentos do Fiat Freemont Precision

O Fiat Freemont 2.4 Precision, top da linha 2015, tem controles de estabilidade e tração. A lista de itens de segurança, a propósito, já era completa, com seis airbags, câmera de ré, Isofix, monitoramento da pressão dos pneus, retrovisor eletrocrômico e regulagem de altura dos faróis.

O Fiat Freemont ainda tem um sistema bacana no banco da segunda fila: os assentos das extremidades podem ser elevados, se transformando em um booster fixo para crianças entre 4 e 10 anos.

Cesta de peças do Fiat Freemont

Peças Preços
Kit com 2 amortecedores traseiros R$ 1.890,76
Kit de velas R$ 455,08
Farol dianteiro esquerdo R$ 2.644,52
Lanterna traseira direita R$ 3.163,53 + R$ 4.259,13
Retrovisor externo esquerdo (varia conforme as cores) de R$ 4.119,63 a R$ 6.158,45

Completam o pacote do SUV usado da Fiat, ar-condicionado automático com três zonas independentes, chave presencial, retrovisores rebatíveis eletricamente, banco do motorista com ajustes elétricos se juntam aos já esperados trio, controle de cruzeiro, computador de bordo e rodas de liga leve. Só fique atento porque couro era opcional, assim como o teto-solar.

O legal é que o Fiat Freemont já ostentava a central multimídia Uconnect. Com tela de 8,4”, vem com entrada USB, GPS e Bluetooth – e CD player para os mais old school.

fiat freemont traseira

O custo de manutenção do Fiat Freemont, contudo, deixa claro suas origens Dodge. As peças são bastante caras, como os amortecedores traseiros e o retrovisor externo, além dos conjuntos óticos. As revisões são a cada 12.500 km, mas só têm valor fechado com preço fixo até a de 62.500 km

Preços de revisões do Freemont com preço fixo e mão de obra:

Quilometragem Valor
25.000 km R$ 968
37.500 km R$ 1.296
50.000 km R$ 1.180
62.500 km R$ 1.404

Fiat Freemont Precision 2.4 2015

Característica Nota
Desempenho 3 ★★★☆☆
Espaço interno 5 ★★★★★
Equipamentos 4 ★★★★☆
Segurança 3 ★★★☆☆
Liquidez 2 ★★☆☆☆
Pós-venda 1 ★☆☆☆☆
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (6 votos, média: 4,17 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
24 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Alexsania Pires 17 de outubro de 2019

    Tenho uma 2014… pra mim e o melhor carro … pena ter finalizado a fabricação… super recomendo..

  • Avatar
    ADRIANO AGUILAR 17 de outubro de 2019

    Infelizmente a razão do preço baixo é o alto consumo e também o valor muito caro das peças de reposição.
    Quanto ao veículo entrega um nom pacote de conforto e segurança

  • Avatar
    Bermudez 17 de outubro de 2019

    Tenho uma 2012, não tenho nada que reclamar, coloquei GNV e aceitou a adaptação, o desenvolvimento não alterou nada tenho um carro confortável e economizei no combustível e no IPVA.

  • Avatar
    Eduardo 17 de outubro de 2019

    Tenho uma 2012, não tenho nada que reclamar, coloquei GNV e aceitou a adaptação, o desenvolvimento não alterou nada tenho um carro confortável e economizei no combustível e no IPVA.

  • Avatar
    Eugenio 17 de outubro de 2019

    Tenho uma Fremont 2012 com 205.000 km só troque pneus e amortecedores, freios orinais,preciso trocar óleo do câmbio o carro não dá manutenção. Gostaria de comprar um 0km😝😝😝

  • Avatar
    Jean 17 de outubro de 2019

    Manutenção é cara na Fiat do Brasil, quem quiser consegue encomendar peças originais (importada Jorney) no Paraguay, economia de 60%.

    Quando da manutenção pq tenho desde 2013 e quase não tem problemas, somente agora precisei trocar a suspensão com um custo de popular comprando originais no Paraguai.

    • Avatar
      Bruno 17 de outubro de 2019

      Bom demais.
      Passa o contato la no Paraguai. Nao se save quando precisa…

      • Avatar
        MORAIS 17 de outubro de 2019

        Jean, também tenho interesse em saber o contato do fornecedor de peças no Paraguai. Poderia nos passar?

    • Avatar
      Bruno 17 de outubro de 2019


      Tenho uma freemont branco perolizado 15/15 completa de tudo incluindo teto e couro.
      Está com 27000 km e sou segundo dono.
      Consumo alto mas proporcional à relacao peso × motor do carro. Pecas caras, mas compatível com o segmento luxo. Carro espetacular

  • Avatar
    Rafael 17 de outubro de 2019

    Bom .tenho um Dodge jorney 2010 estou muito feliz . O carro e uma Nave .vale sim o conforto da família.

  • Avatar
    Aline 17 de outubro de 2019

    É mesmo o meu é ano 2012 gastei muito ,mas estou apaixonada pelo conforte , não tem igual

  • Avatar
    Leandro 17 de outubro de 2019

    Tive uma 2012, e agora tenho uma 2015. Só tenho a reclamar dos freios, que trepida ao ser apertado com força em alta velocidade. Segundo li, por conta do empeno dia discos. No mas um ótimo carro.

  • Avatar
    Elton 17 de outubro de 2019

    Tenho uma 2012, não troco ela por carro nenhum, muito satisfeito, quer maos conforto passem o dia deitado num colchão,comprar carro e sem gastar é muita desvantagem é melhpr comprar uma bicicleta!

  • Avatar
    Alex 17 de outubro de 2019

    Tenho uma Precison 2012,não acho o consumo alto pelo peso do carro,é um carro pra vc curtir todo conforto e segurança com a familia.

  • Avatar
    Linny 17 de outubro de 2019

    O carro mais top da vida… Agora sem gastar muito vocês estão de sacanagem… O consumo de combustível é altíssimo, a manutenção como bem disse também ..Fora isso ele é o carro perfeito para familia.

    • Avatar
      ROBSON LUIZ COELHO 17 de outubro de 2019

      Bom dia, tive uma 2012 preto ônix, para min foi o melhor carro q tive, só foi caro o comando do veículo, gastei 2.100,00 O módulo, tive q levar num especialista de módulo, na concessionária da Fiat eu iria gastar uns 15.000,00, mais e um baita carro.

  • Avatar
    Alex casalta 17 de outubro de 2019

    Como no Brasil tudo que é bom não vai para frente esse é o caso da freemont.

  • Avatar
    MAKSON CARMO DOS SANTOS 17 de outubro de 2019

    Tenho uma 2012/ 2013 verdade que o consumo de gasolina e alto mas um um.exelente carro top top dificilmente da problema recomendo muito bom.

  • Avatar
    Mauro 16 de outubro de 2019

    Minha Freemont 2012 está com 87 mil Km e não troco ela por nenhum outro veículo da categoria .Uma pena pararem de fabricar !!!
    Tá procurando economia: compra um carro 1.0
    Tá procurando segurança caso 6 air Bag não for o suficiente : compra um Volvo
    Tá procurando conforto pois SUV da categoria não tem igual :compra um colchão King Star.

    • Avatar
      Rodrigo 17 de outubro de 2019

      Tenho um Jorney rt 3.6 2012, concordo cm vc

    • Avatar
      Carlos Eduardo 17 de outubro de 2019

      Eu também tenho um Fremont 2012 e pra mim foi minha melhor aquisição.

    • Avatar
      Luciana 17 de outubro de 2019

      Verdade tenho uma 2012 tô amando
      Tô satisfeita

    • Avatar
      Elton Rueb 17 de outubro de 2019

      Eu Tb tenho uma freemont 2012 Emotion com 64mil km, peguei seminova com 48mil km há 2 anos, o carro é maravilhoso, melhor que eu já tive. Só trocaria por outra mais nova, ou por uma dodge Journey. Adoro!

    • Avatar
      William 6 de novembro de 2019

      Concordo plenamente!!!

Avatar
Deixe um comentário