Ford faz acordo com trabalhadores de São Bernardo do Campo

Trato envolve Plano de Demissão Incentivada (PDI), cursos de requalificação e possível recontratação por comprador da fábrica

Por AutoPapo 30/04/19 às 13h30

Depois de dar o que falar ao ter anunciado o fechamento de sua fábrica em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, a Ford está fechando um acordo com trabalhadores afetados. O trato envolve um Plano de Demissão Incentivada (PDI) e recursos que buscam dar apoio aos funcionários.

Acordo da Ford com trabalhadores envolve Plano de Demissão Incentivada (PDI), cursos de requalificação e possível recontratação por comprador da fábrica.
Fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP) (Foto Ford | Divulgação)

Segundo comunicado da companhia, a negociação demorou mais que um mês para ser concretizada. Ela foi feita por meio do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. “Foram mais de 40 dias de luta. Durante todo esse tempo, dialogamos intensamente com a empresa, a sociedade e a matriz da Ford nos Estados Unidos”, contou o presidente do sindicato, Wagner Santana.

“Em um momento desafiador como este, a Ford e o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC construíram, em conjunto, um resultado benéfico aos funcionários no aspecto econômicos e social. Considero esse processo negocial como exemplar e manteremos de forma contínua o diálogo aberto com todos os envolvidos”, declarou o presidente da Ford América do Sul, Lyle Watters.

Acordo com trabalhadores da Ford depende de comprador da fábrica

Entre os pontos do acordo com trabalhadores, está o Plano de Demissão Incentivada (PDI), apoio psicológico, um programa de requalificação profissional com cursos, e possível antecipação do encerramento das atividades.

Acordo da Ford com trabalhadores envolve Plano de Demissão Incentivada (PDI), cursos de requalificação e possível recontratação por comprador da fábrica.

Também de acordo com informações divulgadas pela Ford, os detalhes do acerto envolvem a negociação com possíveis compradores da planta. A depender do desfecho, será levada em conta a possibilidade de recontratação de funcionários pela empresa compradora. Da mesma forma, poderá haver a antecipação do encerramento das atividades de manufatura.

Além disso, o acordo com os trabalhadores da Ford será feito de forma individual. Serão levados em conta as condições empregatícias (mensalistas e horistas), tempo de trabalho, e a contração ou não do funcionário pelo comprador da fábrica de São Bernardo do Campo.

Fábrica de São Bernardo produzia Ford Fiesta e caminhões

O fechamento da planta no ABC Paulista foi anunciado pela Ford em fevereiro. Na ocasião, também foi decidido que a empresa norte-americana deixaria de vender caminhões na América do Sul. De tabela, o veterano hatch Fiesta, único automóvel fabricado no local, foi tirado de linha.

Acordo da Ford com trabalhadores envolve Plano de Demissão Incentivada (PDI), cursos de requalificação e possível recontratação por comprador da fábrica.

Além dele, foram-se embora F-350, F4000 e a linha Cargo. As atividades no local ainda não foram completamente interrompidas, o que ocorrerá gradualmente, ao longo de 2019.

“Sabemos que essa decisão terá um impacto significativo sobre os nossos funcionários de São Bernardo do Campo e, por isso, trabalharemos com todos os nossos parceiros nos próximos passos”, disse Lyle Watters, na ocasião.

Já em abril, a chinesa que virou brasileira CAOA Chery anunciou publicamente seu interesse por adquirir a fábrica da Ford. Como informou esta última, atualmente, ainda não foram fechados acordos com compradores.

Fotos Ford | Divulgação

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (1 votos, média: 5,00 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário