Ford fecha fábrica em São Bernardo e tira Fiesta de linha

Empresa deixará de vender caminhões na América do Sul - além do Fiesta, F-350, F-4000 e linha Cargo também deixarão de ser vendidos

Por AutoPapo19/02/19 às 16h29

Foi anunciado, hoje (19), que a Ford vai fechar a fábrica em São Bernardo do Campo, São Paulo. Como consequência, o Ford Fiesta sai de linha. Segundo o comunicado, o hatch só será vendido enquanto durarem os estoques. Planos da marca são de deixar de vender caminhões na América do Sul.

A Ford vai fechar a fábrica em São Bernardo e o Fiesta sai de linha como plano de reestruturação da empresa, que deixa de vender caminhões por aqui.

O fechamento da planta também implica no fim das operações da Ford com caminhões em toda a América do Sul. De acordo com a empresa, ela está reestruturando seu negócio global. A Ford vai fechar a fábrica de São Bernardo ao longo de 2019.

Por consequência, os modelos produzidos na planta vão deixar de ser vendidos no país. Entre eles, o Ford Fiesta sai de linha. Segundo a empresa, o hatch só será vendido enquanto durarem os estoques.

O mesmo ocorrerá com a linha Cargo e os modelos Ford F-350 e F-4000.

“A Ford está comprometida com a América do Sul por meio da construção de um negócio rentável e sustentável, fortalecendo a oferta de produtos, criando experiências positivas para nossos consumidores e atuando com um modelo de negócios mais ágil, compacto e eficiente” declarou Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul.

Fábrica da Ford em São Bernardo do Campo será fechada ao longo de 2019.

Segundo esclareceu a marca, a decisão de que a Ford vai fechar a fábrica e de que o Fiesta sai de linha demorou a ser tomada. Teriam sido vários meses em busca de alternativas, incluindo a busca de parcerias e venda da operação.

Entretanto, a empresa optou por não fazer o investimento que seria necessário para manter o negócio. “Sabemos que essa decisão terá um impacto significativo sobre os nossos funcionários de São Bernardo do Campo e, por isso, trabalharemos com todos os nossos parceiros nos próximos passos” disse, ainda, o presidente da Ford América do Sul.

Ford vai fechar a fábrica como estratégia de reestruturação

No ano passado, a Ford e a Volkswagen haviam anunciado uma parceria para a produção de veículos comerciais. Agora, com o anúncio de que a Ford vai fechar a fábrica, sabemos que o trabalho em conjunto das duas será focado apenas em picapes de médio porte.

Além disso, a marca também anunciou, em 2018, que faria grandes alterações em sua linha de produtos para os Estados Unidos. Como aquele país é abastecido por uma fábrica no México que também exporta para o Brasil, a gama oferecida por aqui ainda vai sofrer outras alterações.

Além de que o Fiesta sai de linha, também iremos perder o sedã Ford Fusion, que deixará de ser vendido nos Estados Unidos. Da mesma forma, a Ford vai encerrar a produção do Focus na Argentina.

Agora, os planos da montadora são de investir em SUVs e picapes.

Imagens Ford | Divulgação

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (7 votos, média: 4,71 de 5)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
22 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Adilson Ferreira de Morais 3 de abril de 2019

    se eu fosse gerente da Caoa revisaria esses salario altos de alguns funcionários da Ford que só servem pra gastar botas e Sapatos dentro da fábrica abrem o olho caoa que ai dentro tem muito aposentado e preguiçoso só prestam pra levar atestado

  • Avatar
    Iraildes 27 de março de 2019

    Olá sou a iraildes e no momento estou desempregada sou paisagista trabalho com jardinagem e designer de Jardim ?mas não tenho carro para carega as feramenta q até isso me roubaram ontem estou aqui pedindo ajuda preciso de tantas coisas coisas mas só queria um carro o mas velho só para carrega feramenta e visitar cliente ?ajude-me por favor

  • Avatar
    clovis roza 24 de março de 2019

    Isso quer dizer que meu fiesta vai desvolorizar?

  • Avatar
    Nivaldo Aparecido Baciga 20 de março de 2019

    Trabalhei na Ford SBC 28 anos e essa comunicação é uma pouca vergonha,devido o desemprego que iremos ter em SBC.Isso é uma vergonha

  • Avatar
    Fernando Lourenço 23 de fevereiro de 2019

    Se a ford quer ir embora deixe ir com tudo o Basil não tá na hora de fabricar seu próprios carros sem depender de terceiros poucos brasileiro tiveram coragem em outros anos lá trás será que teremos condições ou temos condições

    • Avatar
      Marcia 26 de fevereiro de 2019

      Concordo com você, Fernando. O Brasil deveria investir sim na produção de veículos. Mão-de-obra especializada não vai faltar, porque infelizmente, muitos irão para a rua. Enfim, está mais do que na hora de pensar a respeito.

  • Avatar
    elioricardo 23 de fevereiro de 2019

    É engraçado de 2014 até 2018 os veículos tiveram um aumento absurdo o Etios da Toyota valia em 2014 cerca de 46.000 mil reais hoje em 2019 bate a casa de 60.000 mil reais que prejuízo eles alegam estou dando um exemplo quando vi o Etios na concessionária eu pergunto hoje o que levou o carro subir tanto ? O Ford Ka 2019 com câmbio automático está a mas de 70.000 mil reais dependendo do que tiver é uma verdadeira loucura só faço uma ressalva os trabalhadores ficar sem trabalho e duro

  • Avatar
    FONSECA 5.0 23 de fevereiro de 2019

    É uma pena uma empresa com tamanha tradução deixar de produzir seus veículos em São Paulo e quem sabe, no Brasil. Espero que os responsáveis pela empresa tenham a dignidade de honrar seus compromissos com os funcionários e clientes, não podemos ficar sem peças para reposição, nos veículos que sairão de linha. Vale ressaltar aqui que, as grandes no montadoras do Brasil, sempre tiveram lucros estratosféricos, durante décadas, sempre vendendo seus carros pelo dobro do preço de seu equivalente estrangeiro, e pior, sempre utilizaram do braço do Governo, em forma de subsídios, para manter seus lucros acima de tudo. Agora retiram-se do Estado e do País alegando prejuízo, porém, não explicam que seus lucros, obtidos às custas da benevolente classe política corrupta e cidadãos ignorantes, ávidos por pagar o dobro do valor do veículo, simplesmente para satisfazer seu ego e mostrar ostentação.
    Espero que tudo se resolva da melhor forma possível e que os preços se ajustem nas demais montadoras, pois o Brasileiro já não tem mais como pagar ou financiar as ambições impostas por elas. É isso!

  • Avatar
    Cristian Andres 20 de fevereiro de 2019

    Faz teeemmpoooo, que inviável, montar vender veículos no Brasil, melhor importar e exportar o melhor. Obvio a exemplos muito bons (Honda Sumare, Honda City, Fit, HR-V,WR-V, As motos en Manaus), ( Fiat / Chrysler: Jeep Renegade, Compass) os mesmos são comercializados no EUA e ensamblados aqui no Brasil. O Fiesta Mexicano e muito bom, engraçado era mais barato do feito aqui.

  • Avatar
    MARCELO AUGUSTO 20 de fevereiro de 2019

    MISERICÓRDIA. PESSOAL PRECISANDO DE AULA DE PORTUGUÊS

  • Avatar
    SamueluzbeL 20 de fevereiro de 2019

    Aguardem +investime ntos da Ford no BRAZSIL +SUV’s +Krozsover’s +Picapes com a parceria volkswagem e sua plataforma MQB compartilhada com a Ford segredo divulgado!!

  • Avatar
    Luis bohemia 20 de fevereiro de 2019

    Pena que ai vai mais ou menos 10 a 15 mil pessoas para a rua… numa conjuntura econômica atual…pq eles falam de diretos, eu considero os indiretos tb

  • Avatar
    Hudson souza 19 de fevereiro de 2019

    tem que fechar fabricas em Saõ paulo , pois graças aos sidicatos os salarios ficaram inviaveis , o salario de um paulista paga quase trés salarios baianos .Erança do governo petista .

    • Avatar
      Angello skars 19 de fevereiro de 2019

      Herança é com “H”….. fechar fábricas em São Paulo porque???se tem gente aceitando trabalhar por míseros quinhões, problema deles…

    • Avatar
      Angello skars 19 de fevereiro de 2019

      Pena…a Ford não se mexe, não inova…sobre estes carros com.motir bom mas design a desejar…. competência tem, falta é atitude….e já vai tarde…a Renault agradece…kkkkkkk

    • Avatar
      Eu 20 de fevereiro de 2019

      Escrever errado, só podia ser paulista ou carioca mesmo, o povo burro da peste, e ainda se acham acima da média. Lamentável.

      • Avatar
        Gilber 28 de abril de 2019

        Não são os paulistas que falam ioguto, leito, ao invés de iogurte e leite , quanto aos salários dos paulistas em relação a dos baianos não justifica a saída da Ford, não é dsó ela que está com saco cheio do Brasil.

    • Avatar
      Rodrigo Ponce 20 de fevereiro de 2019

      Quase 3 mil demissões, não se deixe cegar por ideologias banais.

    • Avatar
      Assis 21 de fevereiro de 2019

      é um analfabeto. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Avatar
    Kelly Mary 19 de fevereiro de 2019

    Parabéns pelas dicas e o conteúdo de qualidade, Amei mesmo!!! Certeza que estarei acompanhando seu site, ansiosa para ver as novas postagens, tem me ajudado muito. Agradecida!

  • Avatar
    Antonio Donizeti Martins 19 de fevereiro de 2019

    Nos governos passados eles trocavam o imposto (IPI), baixando-o por propinas. As montadoras arrebentaram de vender carros e caminhões principalmente. Agora o mercado está saturado. O governo diz que vai investir em rodovias. Está na hora de bater em retirada mesmo.

  • Avatar
    Alessandro da Silva 19 de fevereiro de 2019

    Ford conseguiu matar o Fiesta com essa coisa medonha que foi o cambio powershift

Avatar
Deixe um comentário