Ford Focus vai sair de linha na Argentina em maio de 2019

Baixa demanda comercial por hatches e sedãs médios motivou a descontinuação das configurações hatch e sedã, que não terão substituto direto

Por AutoPapo01/10/18 às 20h30

O Ford Focus está com os dias contados. Em maio de 2019, toda a linha do modelo, composta pelas versões hatch e sedã, vai deixar de ser fabricada em Pacheco, na Argentina. Como a fábrica localizada no país vizinho abastece vários mercados da América do Sul, inclusive o Brasil, será o fim da gama por aqui também. A informação foi confirmada pela subsidiária local da multinacional.

Segundo a Ford, a decisão de tirar a linha Focus de linha está ligada à baixa demanda por hatches e sedãs médios, tanto no Brasil quanto na Argentina, que constituem os maiores mercados sul-americanos. Esses dois segmentos vem sendo canibalizados pelos SUVs, que caíram nas graças dos consumidores.

Ford Focus vai sair de linha na Argentina em maio de 2019
(Ford/Divulgação)

Fenômeno semelhante aconteceu nos EUA, onde a marca já anunciou que enxugará sua linha de carros de passeio, em prol de utilitários e picapes. Desse modo, a linha Focus continuará sendo oferecida apenas na Europa e na Ásia. Vale lembrar que, nesses mercados, o modelo acabou de ser completamente reprojetado. A Ford, porém, descartou a vinda dessa nova geração para o Brasil e a Argentina.

No Brasil, as vendas do Ford Focus vêm patinando há alguns anos. De janeiro a agosto deste ano, a configuração hatch somou apenas 2.210 emplacamentos no Brasil. O sedã teve resultado um pouco melhor, mas ainda muito tímido: somente 3.131 exemplares foram comercializados. Por outro lado, o SUV EcoSport, que tem preços semelhantes, chegou a 22.129 unidades vendidas no mesmo período.

Trajetória do Ford Focus no Brasil

A saída do Ford Focus do mercado constitui notícia triste para um grupo pequeno, mas fiel, de compradores. O modelo celebrizou-se em todo o mundo pela ótima dirigibilidade, proporcionada pela suspensão traseira multibraço. A atual geração, porém, adquiriu má-fama no mercado devido a falhas na transmissão automatizada Powershift.

Na América do Sul, a gama está na terceira geração: todas foram produzidas em Pacheco, na Argentina. A primeira chegou ao mercado no ano 2000 e impressionou pelo design incomum para os padrões da época. A descontinuação da produção do Focus marca o fim da bem-sucedida linha de hatches médios da Ford, que no Brasil começou com o Escort, vendido de 1983 até 2003.

Foto Ford | Divulgação

7 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Otávio 11 de novembro de 2018

    Estive no salão do automóvel em São Paulo dia 08/11/2018, e o Focus novo está muito lindo mesmo sendo terceira geração, o interior que foi modificado está top demais. Lamentável a Ford descontinuar o carro, iria comprar se não fosse por isso, já não atualizaram a geração do new fiesta, colocaram painel de plástico quando o americano é emborrachado e agora fazem isso com o Focus. Uma pena mesmo, vou ter que partir pro Yaris pois não estou afim de andar de suv e não vou ficar com um carro novo que saiu de linha. Nem pra lançar a Escape aqui como suv premium a Ford faz, Ford Mercosul é realmente um lixo. Uma pena pra eles e pra nós consumidores.

    • Filipe 13 de dezembro de 2018

      Otávio, ir pra yaris?! Vc já dirigiu ele? Parece meu gol bola 1.0 de 98.. motor fraquinho , pequeno … 💩💩

  • Djalma 16 de outubro de 2018

    Lamentável, tenho um Focus automático 2003/04 desde zero e pretendia comprar um novo em 2020, nesses 15 anos o carro com mais de 100.000 Km não apresentou nenhum problema grave (o pior foi o ar cond que quebrou 2x ),, Antes do Focus tive um Pointer esportivo, um gol, um Santana, uma BMW 325, um Mondeo e um Voyage, todos comprados zero. Fora a BMW, de longe o Focus foi o carro que mais gostei, no entanto nos últimos anos cada vez que pensei em comprar um novo, me falavam do câmbio, fui aterrorizado pelo POWERSHIFT e por isso esperava uma nova versão sem o “capiroto” como câmbio. Realmente, penso que esse câmbio matou o carro e provavelmente irei para o Virtus ou Jetta. Uma pena, prefiro os Ford que são mais macios.

    • Bruno Canpos 21 de outubro de 2018

      Eu também já estou no terceiro Focus, ambos retirei zero km, atualmente estou com um Titanium 15/15 com 40 mil km e o carro e muito top, não apresenta nenhum tipo de problema, anda demais e realmente lamentável o Ford adotar essa atitude de retirar um carro tão bom de linha .

  • Álvaro 4 de outubro de 2018

    Há de se lamentar por essa decisão. Mais uma vez os compradores ficarão com o abacaxi na mão. Adquiriram um veículo novo que não terá mais sequência. E muito certamente se deve à falta de publicidade do produto na mídia por por parte da Ford. Contrariamente ao que faz a Chevrolet, por exemplo, que promove campanha maciça dos seus modelos em diversas campanhas publicitárias, como ocorre com o Cruze, concorrente direto do Focus no segmento dos hatchs, a Ford nada faz. O que se vê publicitariamente falando é quanto ao ECOSPORT e FIESTA. Quem não aparece está fadado ao esquecimento. E isso aconteceu com o Focus e outros modelos da marca que sucumbiram no mercado. A desvalorização dos veículos recém adquiridos já vem ocorrendo. E a Ford nada fará para compensar os fiéis compradores do seu produto, que ficarão no prejuízo. Só espero que a Ford ao menos mantenha uma boa pós venda em garantia, manutenção e peças de reposição. Lamentável!

    • Cleber Alexandre de Farias 14 de outubro de 2018

      Concordo plenamente com você Álvaro ! É uma notícia muito triste ! E o pior é que vamos ficar na mão, eu por exemplo já fiquei ! Sou proprietário de um Focus Geração 1, ano 2009, gosto muito do carro, pois possui excelente dirigibilidade e estabilidade, sendo um carro incrivelmente seguro ! Sou o único dono, estando ele impecável, só que se eu batesse o carro hoje, já não acharia muitas peças, principalmente do painel, pois muitas peças foram descontinuadas e quando vc acha, é absurdamente caras ! Quem comprou o Focus da última geração, assim que parar de ser fabricado, é questão de tempo para descontinuarem as peças também ! Que pena ! O Focus sempre foi um carro injustiçado, pois vendeu muito pouco, se as pessoas soubessem a robustez e as inúmeras qualidades desse carro, com certeza seria o mais vendido do Brasil ! Parece que os Brasileiros gostam de comprar carroças mesmo !

      • Maicon 15 de outubro de 2018

        A Ford pagou caro pelo seu erro com o câmbio mal falado e mal explicado que equipou o Focus. Não tenho dúvidas de que foi o motivo mais importante pela não decolagem das vendas, porque como os amigos falaram, não há carro melhor em questão de segurança e dirigibilidade na categoria. Quem dirige um Focus não compra outro carro até R$140 mil. Tudo bem que a empresa tome a decisão de descontinuar produção em certos segmentos, mas é complicado quando nós, consumidores, pagamos por um erro do fabricante. Me arrisco a dizer que não comprarei mais Ford, de nenhum segmento, visto o desleixo da empresa com relação até mesmo aos seus produtos. Uma pena!

Deixe um comentário