Infrações em 2017: maioria foi por excesso de velocidade

Polícia Rodoviária Federal divulga dados de infrações em estradas e aponta quais regras foram mais desobedecidas pelos motoristas no ano passado

Por AutoPapo07/12/18 às 20h30

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou dados sobre as infrações em 2017. O levantamento aponta um aumento anual no número de multas nas estradas do Brasil. A PRF monitora apenas os trechos de estradas sob administração federal, um total de 72 mil quilômetros.

Na malha rodoviária, a polícia detectou um total de 6.023.826 de infrações em 2017. Em 2016, esse número foi de 5.584.957, e em 2007, de 1.855.448.

Polícia Rodoviária Federal divulga dados de infrações em 2017 nas estradas e aponta quais regras foram mais desobedecidas pelos motoristas no ano passado.
Evolução do número de infrações detectadas pela polícia na malha rodoviária federal. (PRF | Reprodução)

Entre os estados brasileiros, os que mais registraram infrações em 2017 foram São Paulo (15%), Rio de Janeiro (13%), Bahia (11%), Minas Gerais (10%) e Paraná (8%).

Em uma divisão sobre tipo de infração, o estado campeão em excesso de velocidade foi São Paulo, onde foram registradas 24% das transgressões do tipo. Já a Bahia foi onde mais se registrou infrações por ultrapassagem proibida, com 14% das ocorrências.

Os motoristas e passageiros que menos se preocuparam com a segurança, abandonando o cinto de segurança, foram os cariocas, responsáveis por 19% das infrações do tipo. Enquanto isso, os piauienses se destacaram por não usar o capacete, registrando 22% das multas pelo descumprimento.

Polícia Rodoviária Federal divulga dados de infrações em 2017 nas estradas e aponta quais regras foram mais desobedecidas pelos motoristas no ano passado.
(PRF | Divulgação)

Entre todos os meses, a maioria das infrações em 2017 foi registrada em março, com 11% das ocorrências. O período mais calmo foi o de agosto, com registro de apenas 3% das multas. Considerando o dia, a maioria das infrações em 2017 foi registrada às 14 horas da tarde, com picos também às 13 h, 15 h, e 8 h.

Quanto aos tipos de infrações em 2017, em todo o país, a mais comum foi o excesso de velocidade em até 20%. A desobediência é considerada uma infração de natureza média, equivalendo a multa de R$ 130,16 e quatro pontos na carteira de motorista.

Ranking de infrações em 2017:

Posição e descrição Infrações
1. Transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20% 2.466.934
2. Em movimento de dia, deixar de manter acesa luz baixa nas rodovias 905.609
3. Transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50% 528.887
4. Ultrapassar pela contramão linha de divisão de fluxos opostos, contínua amarela 224.465
5. Deixar o condutor de usar o cinto segurança 143.905
6. Conduzir o veículo registrado que não esteja devidamente licenciado  142.184
7. Conduzir o veículo com equip obrigatório em desacordo com o estab. pelo Contran  102.943
8. Dirigir veículo sem possuir CNH ou Permissão para Dirigir  100.586
9. Conduzir o veículo em mau estado de conservação  90.143
10. Deixar o passageiro de usar o cinto segurança  69.441

2 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Dirant 7 de dezembro de 2018

    Acho que a maioria das multas são radares descalibrados ,usados para arrecadar para o estado

  • Juarez 7 de dezembro de 2018

    Se divirmos o número de infrações pela frota de cada estado, são paulo cairá nesse ranking da irresponsabilidade. Pensando que cada veículo represente um condutor. A única solução é usar o ponto mais sensível do corpo humano, o bolso. Que aumentem o valor das multas ou melhor, que dupliquem os multiplicadores para reincidência. 1x na primeira, 2x na segunda, 4x, 8x, 16x….. E claro dos pontos na carteira. As infrações caíram como mágica.

Deixe um comentário