K-ZE, o Kwid elétrico, é apresentado pela Renault

Fabricante francesa ainda divulga que terá nove modelos elétricos na China até 2022 e versões híbridas do Clio, Captur e Mégane até 2020 - na Europa

Por AutoPapo02/10/18 às 11h13

A Renault apresentou, na prévia do Salão do Automóvel de Paris, o conceito K-ZE, que vai dar origem ao Kwid elétrico. O modelo será lançado na China, mas é um projeto global. O AutoPapo já tinha noticiado que a fabricante afirmou que o Kwid elétrico viria para o Brasil, mas depois de 2020.

A Renault revelou, agora, que o elétrico terá, como itens de série, frenagem automática, sensor de estacionamento e câmera de ré. Não houve divulgação de valores, mas a expectativa é que ele custe próximo de seus concorrentes. Em novembro do ano passado, os relatórios apontavam que o K-ZE seria comercializado por cerca de US$ 8.000 (R$ 31.686, em conversão direta).

A autonomia do Kwid elétrico será de 250 km, maior que alguns de seus rivais. O modelo será fabricado na China pela e-GT New Energy Automotive Co, a joint-venture da Dongfeng com a Nissan.

Kwid elétrico será fabricado em breve na China. Renault apresenterá 9 modelos elétricos na China e versões híbridas do Clio, Captur e Mégane na Europa.
Foto Renault | Divulgação

O design no K-ZE é bem próximo ao do Kwid. As pequenas alterações podem sinalizar, inclusive, o facelift do “SUV dos compactos”.

Durante apresentação do Kwid elétrico, o presidente da Renault-Nissan, Carlos Ghosn, afirmou que o conceito foi pensado para os chineses, ainda que tenha sido desenvolvido em conjunto com a equipe francesa da marca.

O Renault K-ZE será mais fácil de reabastecer, graças a um sistema de carregamento duplo compatível com tomadas domésticas e infraestruturas públicas.

Kwid elétrico será fabricado em breve na China. Renault apresenterá 9 modelos elétricos na China e versões híbridas do Clio, Captur e Mégane na Europa.
Foto Renault | Diulgação

Além do Kwid elétrico, na China, até 2022, a Renault pretende lançar nove modelos elétricos. Na Europa, segundo Ghosn, a marca apresentará versões híbridas do Clio, Captur e Mégane. Isso até 2020.

A Nissan, parceira da Renault, vai trazer antes um elétrico para o mercado brasileiro antes do “SUV dos compactos” elétrico. A marca já anunciou a venda do Leaf, o modelo eletrificado mais comercializado no mundo por aqui.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário