Latin NCAP apresenta novo protocolo de crash tests

Lançamento aconteceu na Argentina, onde o programa anunciou medidas de segurança mais rigorosas a partir de dezembro

Por AutoPapo 21/10/19 às 12h15

O AutoPapo tem comentado com frequência a questão da segurança veicular no Brasil e o Programa de Avaliação de Carros Novos para América Latina e o Caribe (Latin NCAP). Em paralelo à discussão sobre a razão pela qual é o órgão quem avalia os veículos vendidos por aqui e a importância de haver uma entidade nacional que o faça, o Programa de Avaliação lança um novo protocolo de testes de impacto.

A nova modalidade de crash tests, mais rígida, entra em vigor em dezembro de 2019 e será válida até 2023.

De acordo com Alejandro Furas, diretor do Latin NCAP, uma maior proteção será necessária para os ocupantes nos testes de colisão. A classificação máxima será alcançada apenas pelos modelos que oferecem os mais recentes dispositivos de assistência ao motorista. São exemplos a presença de Sistema de Frenagem Autônoma de Emergência e de proteção para pedestres nos veículos.

Além disso, o teste de controle de estabilidade incluirá agora o chamado Moose Test (teste do alce), que simula uma manobra de esquiva em alta velocidade.

Furas aproveitou para lembrar que os novos parâmetros já estavam disponíveis para as fabricantes, com o intuito de conferir tempo suficiente para se adequarem. Veja:

Desde o início do ano, o novo protocolo estava disponível em nosso site. O enviamos a todas as montadoras que o solicitaram. Por esse motivo, nenhum gerente de qualquer marca pode “fazer o distraído” quando começarmos a publicar os primeiros resultados com o novo protocolo.

Crash tests estilo Latin NCAP podem virar exigência no Brasil

Automóveis, caminhonetes e utilitários novos, nacionais e importados, poderão ter de passar por crash tests nos moldes do Latin NCAP antes de sua comercialização no Brasil.

teste de impato latin ncap chevrolet cruze


A exigência está em substitutivo ao Projeto de Lei do Senado (PLS) 152/2017, do senador Elmano Férrer (Podemos-PI), aprovado em 09 de outubro na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Para virar lei, a proposta ainda precisa passar por turno suplementar de votação na comissão.

A princípio, o texto pretendia aplicar a determinação do teste de impacto realizado por um Programa de Avaliação a todos os modelos de veículos novos à venda no país. O substitutivo elaborado pelo relator, senador Fabiano Contarato (Rede-ES), a restringiu apenas aos veículos de passeio.

Outras mudanças importantes foram sugeridas pela matéria alternativa, como a entrada em vigor das novas regras após dois anos de sua transformação em lei. Confira as novas obrigações.

Foto Latin NCAP | Divulgação

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário