McLaren Senna GTR: versão para as pistas tem 825 cv de potência

Ele acabou de chegar, mas todas as 75 unidades do esportivo inglês que homenageia Ayrton Senna já foram vendidas

Por AutoPapo 12/03/19 às 08h30

Depois de aparecer em formato de conceito no Salão de Genebra do ano passado, o McLaren Senna GTR, versão exclusiva para as pistas, teve preço revelado. Foi também no ano passado que o Brasil viu, pela primeira vez, o esportivo inglês que homenageia nosso campeão.

O McLaren Senna GTR acabou de chegar, mas todas as 75 unidades do esportivo inglês que homenageia Ayrton Senna já foram vendidas.

Apesar de ter acabado de chegar e de custar £ 1,1 milhão de libras esterlinas, todas as 75 unidades do modelo já foram vendidas. O valor é equivalente a R$ 5,5 milhões em conversão direta. Com impostos, o esportivo importado de Woking (Reino Unido) deve mais que duplicar de valor no Brasil.

O McLaren Senna GTR tem 25 cavalos de potência a mais do que a configuração regularizada para andar nas ruas. O total é de 825 cv, sendo que o aumento dependeu de ajustes ao motor que já existia.

O McLaren Senna GTR acabou de chegar, mas todas as 75 unidades do esportivo inglês que homenageia Ayrton Senna já foram vendidas.

Um dos retoques foi a recalibração do controle do propulsor. Além disso, como não precisa seguir as regras de regularização veicular, ele perdeu o catalisador secundário, o que reduziu a contrapressão. Já o torque máximo do 4.0 V8 twin-turbo continua o mesmo que na versão para as ruas, 81 kgfm.

A carroceria do McLaren Senna GTR é feita quase inteiramente de fibra de carbono. Com o material leve e rígido, o esportivo tem 1.188 quilos. Dessa forma, a relação peso/potência é de 694 cv por tonelada, o valor mais alto de toda a gama da inglesa, segundo a própria.

McLaren Senna GTR conta com tecnologia para auxiliar o motorista

Assim como outros esportivos modernos, o propósito do supercarro é de ser fácil de dirigir. De acordo com a marca, 95% dos motoristas devem ser capazes de alcançar 95% do desempenho da versão exclusiva para as pistas.

Isso é alcançado com o uso de tecnologias de assistência à direção. O McLaren Senna GTR é equipado com controles eletrônicos de tração, estabilidade, velocidade e suspensão; sistemas de monitoramento da temperatura e pressão dos pneus; sensores de desgaste das pastilhas de freio; tecnologia de limpeza dos discos de freio; e sistemas anticolisão e de redução de arrasto na asa traseira (DRS).

Ao mesmo tempo, a versão para pistas perdeu alguns itens que o Senna de rua tem, como o sistema de infotenimento, incluindo o aparelho de som e a tela sensível ao toque. No lugar deles, aparecem uma tela central para a câmera traseira, um rádio de comunicação entre a cabine e o pit e duas câmeras de bordo. Uma delas mostra a cabine e a outra a visão dianteira.

O McLaren Senna GTR acabou de chegar, mas todas as 75 unidades do esportivo inglês que homenageia Ayrton Senna já foram vendidas.

Os freios são de carbono-cerâmica, além de um sistema de freio a ar usando a asa traseira, desenvolvido para quando o veículo estiver com pneus slick. Já a transmissão do McLaren Senna GTR é automática de sete velocidades, a mesma usada na configuração comum.

Imagens McLaren | Divulgação

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário