MP da Liberdade Econômica é boa para o mercado de automóveis

"As mais de 7.000 concessionárias de todos os tipos de veículos, incluindo motos e máquinas, sempre apoiaram mais liberdade"

Por Fernando Calmon 16/08/19 às 11h47

Um dos principais temas do 29º Congresso da Fenabrave, realizado na semana passada, foi a expectativa em torno da conversão em lei da MP da Liberdade Econômica (LE). Nesta terça-feira, 13 de agosto, a Câmara dos Deputados aprovou o texto-base por enorme margem de 345 votos a favor e apenas 76 contra. Acredita-se que o Senado não deverá fazer modificações.

Para quem compra e para quem vende veículos a repercussão é bastante positiva. Além de autorizar o trabalho aos domingos, os bancos foram liberados para funcionar aos sábados. Nos fins de semana estão os melhores dias para o comércio deste setor e isso poderá ajudar as vendas. As mais de 7.000 concessionárias de todos os tipos de veículos, incluindo motos e máquinas, sempre apoiaram mais liberdade para facilitar a vida dos compradores.

Um dos destaques da exposição ligada ao Congresso foi o dispositivo da empresa pernambucana Wings. Permite registrar informações sobre o funcionamento do automóvel, enviá-las pela internet e agendar a manutenção com as concessionárias diretamente pelo aplicativo. Ganho de tempo é relevante. Também por este ângulo o sistema ConectCar de pagamento automático de pedágio e estacionamento pode ser instalado diretamente nas lojas, mas a taxa é revertida em créditos.

O aperfeiçoamento no atendimento tem sido o foco principal do setor. A iniciativa Garagem do Conhecimento, da plataforma digital iCarros com apoio do Itaú, permite agora ensino a distância. Para o CEO da empresa, Ricardo Bonzo, “personalizar o atendimento e superar os desejos dos clientes tornam-se fundamentais em um negócio tão competitivo e exigente como a comercialização de veículos”.

Cruze 2020: análise

Entre os sedãs médio-compactos os japoneses dominam, apesar de este segmento ter perdido protagonismo para os SUVs. Nova geração do Corolla estreia em setembro. Civic, segundo colocado, foi revitalizado agora. O terceiro é o Cruze, cujo modelo 2020 acaba de ser apresentado com modificações de meia-geração, embora ainda sem preço, provavelmente à espera da estratégia da Toyota.

O novo Cruze é facilmente reconhecido pela grade avantajada, para-choque dianteiro, lanternas traseiras e rodas de liga leve. Traz o trunfo de liberdade no ar com a opção de internet a bordo via Wi-Fi para até sete usuários e também fora do veículo a uma distância de 15 metros. Até agora, no Brasil, não era possível, salvo experiência rudimentar há cerca de seis anos da própria GM (no Agile) ou adaptação de acessórios.

cruze premier 1

A central multimídia tem chip próprio integrado. O plano de dados, negociado entre fabricante e operadora Claro, começa em 2 GB por R$ 29,00/mês. Os pacotes de 5, 10 e 20 GB só serão anunciados no próximo mês. Até dois telefones poderão acessar o sistema por portas USB independentes.

Uma antena dedicada melhora bastante o sinal de telefonia celular, especialmente em estrada onde a velocidade do carro prejudica a qualidade da conexão. Agora é possível usar um aplicativo de navegação e manter estável a qualidade de chamadas de voz. O serviço de concierge OnStar continua opcional.

Acabamento e materiais subiram de nível, em especial na versão de topo Premier. Agora há sistema de frenagem automática com detecção de pedestres e outros veículos, além recarregamento de celular por indução e câmera de ré digital.

Mecanicamente sem novidades, motor turbo e câmbio automático de seis marchas garantem boa relação desempenho-consumo. Mantém-se em linha a versão hatch, Cruze Sport6.

Alta Roda

BMW organizou M Festival, no autódromo de Interlagos, dentro da estratégia de projetar ainda mais sua grife de alto desempenho. Foram 3.000 convidados, 26 carros em pista e 1.100 testes em três dias. Nos próximos 18 meses importará mais 10 opções M (Motorsport). A marca alemã lidera o mercado brasileiro de marcas premium e de performance elevada.

Entre os modelos BMW à disposição em Interlagos, os estreantes Z4 M40i/340 cv (R$ 386.950) e X2 M35i/306 cv (R$ 313.950). O primeiro impressionou pelas acelerações, desempenho em curvas e de domínio pleno pelo motorista. O segundo apresentou limitações previsíveis de um SUV, mas permitiu guiar rápido e sem sustos em um circuito tão desafiante.

Honda Civic 2020 recebeu leve reestilização. Destaque para novo para-choque dianteiro, rodas de 17 pol. com 10 raios de belo efeito visual e alguns cromados de certa forma discretos. Também está mais equipado: acendimento automático dos faróis, monitor de pressão dos pneus e carregador por indução para celular. Preços vão de R$ 97,9 mil a R$ 112,6 mil; Touring, R$ 134,9 mil.

honda civic touring 2020 59

Dezessete anos depois de inaugurar o Centro Estilo Fiat, a FCA investiu mais R$ 11,4 milhões para ampliar e integrar o Design Center Latam às instalações atuais em Turim, Detroit e Xangai. A partir de Betim (MG), novos produtos, incluindo as marcas Jeep e RAM, serão focados no mercado latino-americano. Entre vários SUVs, espera-se uma picape Ram maior que a Toro.

Fotos Divulgação

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
SOBRE
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário