Filmada em teste, nova picape da Fiat terá frente de Mobi reestilizada

Modelo continua em testes de rodagem e chegará ao mercado no primeiro trimestre de 2020 com duas opções de cabine e oferta de câmbio CVT

Por Alexandre Carneiro 02/04/19 às 17h17
Com Felipe Boutros

Com lançamento previsto para o primeiro trimestre do ano que vem, a nova picape da Fiat, substituta da Strada, terá o visual dianteiro do Mobi, mas reestilizado. Depois, a nova frente será aplicada ao subcompacto. As informações são do jornalista Marlos Ney Vidal, do site Autos Segredos.

Ela utiliza uma plataforma mista, com toda a dianteira, o que inclui algumas chapas da lataria, como as portas, proveniente do Mobi. Porém, o entre-eixos e o comprimento são bem maiores que o do subcompacto. Já a parte estrutural da traseira é compartilhada com o Fiorino. A produção ficará a cargo da unidade industrial da FCA em Betim (MG).

Durante o flagra, foi possível notar que a caminhonete é longa e tem boa altura em relação ao solo. Certamente, será maior que a atual Strada, da qual ela herdou a arquitetura da suspensão traseira: durante o breve contato, foi possível ver que nova picape Fiat tem molas parabólicas no eixo posicionado sob a caçamba, exatamente como na “irmã” menor.

Trata-se de uma solução robusta e, além disso, mais barata que a adotada na Toro: maior e mais sofisticada, ela tem conjuntos independentes do tipo multilink, com molas helicoidais, em sua traseira.

Ainda segundo informações do Autos Segredos, a nova picape Fiat terá duas opções de cabine: simples e dupla. A primeira terá espaço para pequenos volumes atrás dos bancos dianteiros, como em um modelo de cabine estendida ou “max cab”. Porém, graças ao comprimento generoso, o bagageiro interno não comprometerá o espaço da caçamba. Já a segunda terá quatro portas e poderá acomodar até cinco ocupantes.

Nova picape da Fiat terá frente do Mobi reestilizada
Nova picape compacta da Fiat já foi flagrada em testes (Fotos Alexandre Carneiro | AutoPapo)

Motor 1.3 e câmbio CVT

Nossos parceiros relatam ainda que as versões mais caras da nova picape da Fiat serão equipadas com o motor 1.3 Firefly, capaz de render 101 cv de potência e 13,7 kgfm de torque com gasolina, além de e 109 cv e 14,2 kgfm com etanol. Já as opções de entrada serão movidas pelo veterano 1.4 Fire, que desenvolve e 85 cv e 12,4 kgfm quando abastecido com o derivado do petróleo, ou 88 cv e 12,5 kgfm com o combustível vegetal.

A nova picape da Fiat também terá opção de câmbio CVT (continuamente variável), quando equipada com o motor 1.3. Esse powertrain (1.3 combinado ao CVT) também será aplicada a outros modelos como o Argo e o Cronos.

Tais características evidenciam que, assim como a Strada, a nova picape Fiat terá foco no trabalho. Ela será destinada a frotistas, trabalhadores rurais e outros consumidores que desejam uma caminhonete voltada, antes de mais nada, ao transporte de carga. Quem quiser um utilitário para fins recreativos terá a Toro como opção na gama da marca italiana.

Nova picape da Fiat segue em testes

Fotos Alexandre Carneiro | AutoPapo

Vídeo Marlos Ney Vidal | Autos Segredos e André Willis | AutoPapo

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (6 votos, média: 4,33 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário