[Impressões] Novo Corolla perde aspecto ‘vovô’, mas é mais pacato que rivais

No comparativo das versões com motor 2.0 e híbrida, a primeira agrada mais em dirigibilidade pela potência maior (e preço melhor)

Por Alexandre Carneiro 05/09/19 às 00h01
De Guarujá (SP)
Clique para ouvir
Voiced by Amazon Polly

Durante a apresentação técnica, a Toyota destacou que o projeto do novo Corolla foi pensado para proporcionar boa dirigibilidade. O AutoPapo experimentou as versões Altis Hybrid e XEi 2.0 e constatou que isso depende do ponto de vista.

Em comparação ao antecessor, o modelo renovado realmente ficou mais afiado, em todos os sentidos. Porém, se a comparação for com um Volkswagen Jetta ou com um Honda Civic, o sedã mantém um caráter mais pacato.

Ser pacato não é, necessariamente, um defeito. No caso do Corolla, em especial, parece ser exatamente o que o consumidor procura. Afinal, foi graças à imagem de carro confortável e confiável que ele dominou a categoria de sedãs médios.

Acabamento do novo Corolla

Fazendo jus à sua reputação de conservadorismo e de qualidade, o acabamento do novo Corolla está acima da média da categoria. A bordo, a sensação não chega a ser de luxo, mas sim de sobriedade. Dessa vez, a Toyota finalmente aposentou o arcaico reloginho digital, porém perdeu a oportunidade de suprimir também as simplórias alavanquinhas para abrir o porta-malas e a portinhola do tanque de combustível, que ainda estão lá.

Quase todo o painel traz material emborrachado, assim como as porções superiores das quatro portas, que incluem ainda encostos de braço acolchoados. Também não há nada a reclamar do padrão de montagem, que é muito bom. Outro ponto positivo é o espaço interno satisfatório para a categoria.

Na pista

Em movimento, a suspensão traseira Multilink é uma das evoluções mais notadas. O acerto do conjunto proporciona boa estabilidade em curvas, mas privilegia o conforto. Chega a impressionar o silêncio e a maciez com as quais o novo Corolla supera quebra-molas, valetas e irregularidades na pista. A solidez ao rodar, que já era boa na geração anterior, foi ainda mais aprimorada.

A versão top de linha Altis Hybrid agrada principalmente em trânsito urbano. Graças ao torque imediato dos motores elétricos, o modelo é bastante ágil. O percurso de test-drive para a imprensa organizado pela Toyota teve pouco mais de 18 km, distância insuficiente para aferir o consumo. Mas foi possível, mantendo o pé direito bem leve, alcançar velocidades de aproximadamente 40 km/h sem o auxílio do motor a combustão.

Na estrada, porém, a configuração a combustão faz valer sua superioridade de potência. A unidade XEi avalidada mostrou mais vigor em alta rotação. Ao pisar fundo, o motorista percebe que o motor 2.0 é bem elástico, ganhando fôlego progressivamente até a faixa de corte, quando o câmbio CVT simula a troca de marcha.

A transmissão, aliás, também agrada: é menos letárgica e monótona que os sistemas do tipo CVT de modo geral. O novo Corolla não chega a ser um foguete, mas está longe de deixar a desejar quando o assunto é desempenho.

Fotos do Corolla Altis Hybrid

Qual a melhor escolha?

Mais baratas e potentes, as opções 2.0 tendem a agradar em especial a quem gosta de dirigir. O híbrido tende a ser mais compensador para quem roda muito e, consequentemente, sente diretamente, no bolso, as vantagens da economia de combustível. Ou a quem tem a consciência ecológica realmente muito desenvolvida.

Fotos do novo Corolla XEi

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (7 votos, média: 4,86 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Claudio humberto 19 de setembro de 2019

    Boa noite!
    Estava esperando o novo corolla para trocar o meu.
    Achei que o painel ficou bonito mas acho que ficou muito avançado p frente, fazendo ele perder espaço, entrei dentro e meu joelho ficou pegando no painel tive que chegar o Banco para trás ficando apertado para quem vai atrás.
    Gosto do meu XEI 2018 pelo comforto que ele tem, agora estou em dúvida.👍👍

Avatar
Deixe um comentário