Exclusivo: Novo Jetta 2019 é flagrado sem camuflagem

Sedã médio da Volkswagen ficará maior e mais espaçoso; lançamento do modelo está marcado para o fim deste mês e as vendas começam em outubro

Por Felipe Boutros12/09/18 às 12h15

Depois de ser flagrado com disfarces ao ser apresentado para a rede de concessionárias  Volkswagen, o AutoPapo flagrou nesta quarta-feira (12) duas unidades do novo Jetta 2019 sem camuflagem. Elas eram da versão Comfortline, de entrada na linha, que deverá ter preços na faixa de R$ 105 mil.

Novo Jetta 2019 adotará a plataforma MQB

O novo Jetta 2019, claro, segue a identidade visual adotada pela Volkswagen, mas se distancia do Virtus, por exemplo, na dianteira, ao adotar uma grade maior e cromada. Na traseira, a semelhança é maior.

Em relação à geração anterior, ele ficou maior. O entre-eixos, por exemplo, ganhou 3 cm e é de 2,68 m. Essa medida é determinante para o conforto dos passageiros. O Toyota Corolla, referência nesse quesito, tem 2,70 m. Uma unidade do sedã japonês e do seu conterrâneo Honda Civic também estavam presentes na apresentação, o que indica que eles são os alvos que a Volkswagen está mirando ao lançar o novo Jetta 2019.

Novo Jetta 2019 será lançado no fim de setembro

Outras versões do novo Jetta 2019

O novo Jetta 2019 também será vendido nas configurações Highline e R-Line. Inicialmente, ele será ofertado apenas com motor 1.4 TSI de 150 e câmbio automático de seis marchas. Uma versão com motor 2.0 TSI de 220 cv também é esperada.

Ele será lançado no fim de setembro e será uma das atrações da Volkswagen no Salão do Automóvel, que acontecerá no começo de novembro. As vendas começarão no início de outubro.

Mesmo adotando a nova plataforma modular MQB da Volkswagen, assim com o Golf, o Jetta passará por um processo de simplificação mecânica: ele perderá o câmbio DSG automatizado de dupla embreagem (substituído pelo automático convencional de seis marchas) e a suspensão traseira independente do tipo multilink.

Segundo informações apuradas pelo site Autos Segredos, o novo Jetta 2019 Comfortline terá como principais itens de série as rodas de liga leve de 16 polegadas, sistema de App-Connect infotenimento com tela tátil de 6,5 polegadas, volante multifuncional, direção elétrica e vidros e travas elétricas nas quatro portas, entre outros. O ar-condicionado não será digital. As lanternas e os faróis terão luzes de LED.

Fotos Alexandre Carneiro | AutoPapo

14 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • jose 20 de setembro de 2018

    Primeiro lugar: Falar que corolla ou civic é melhor que jetta (principalmente se comparado ao 2.0 TSI), é porque não conhece carro! Quanto ao valor, infelizmente vc tem que comparar com a sua realidade! Se vc não pode ter um, se contente com o que pode ter! É hilário quando você vê um brasileiro querendo comparar com os EUA! Não se esqueçam, vivemos no 3º mundo!

  • MARLON 14 de setembro de 2018

    Agora Deletam o Comentário dos atuais donos! CAPARAM o carro, tenho o 2.0 TSI e simplificaram o carro em tudo Não TEM suspensão independente, não tem ar dual zone com saída traseira, Não tem inovação no conjunto mecânico…..Só tem uma coisa que tem a mais o PREÇO! Se não desperta nenhum desejo em quem tem o atual, como conquistar os proprietário de outras marcas? sabemos que todo carro no inicio vende razoável efeito novidade, mas vamos esperar 6 meses. Volks tem produtos ótimos mas falha no posicionamento em nosso mercado( Em outra palavras a Volks está dizendo o JETTA não é para brasileiros, se contentem com o virtus.

  • Junior 14 de setembro de 2018

    Traseira do Kia Cadenza

  • Gustavo 13 de setembro de 2018

    Ótimo sedan. Tive o prazer de possuir um 2.0 TSI DSG 14/14. Elegância e esportividade são sua marcas. A futura versão 2.0 TSI deverá ser espetacular e referência da categoria .

  • Josué 13 de setembro de 2018

    Uma pena terem depenado o carro… DSG, multilink, 2.0, eram os diferenciais do Jetta. Vai ser surrado pela concorrência.

    • Gustavo 13 de setembro de 2018

      Que nada, o líder da categoria ganhou ESP ano passado, desconhece idem motor turbo, câmbio DCT e suspensão independente multilink. Calma que a nervosa versão 2.0 chega ano que vem.

  • Claudio 13 de setembro de 2018

    Brincadeira quando é lançado no Brasil eles tiram tudo de bom que o carro tem aqui chega para nois umlixo e muito caro

    • Gustavo 13 de setembro de 2018

      Jetta Highline 2.0 TSI DSG sempre foi referência em desempenho na categoria amigo, conforto e espaço interno idem. Me diga um carro da categoria barato por gentileza, estamos no Brasil, os fabricantes visam lucro.

  • Eduardo Alvim 13 de setembro de 2018

    Oi, Virtus. É você?

  • WOD 12 de setembro de 2018

    Um veículo de mais de R$ 100.000,00 sem sequer um ar condicionado digital? Se realmente vier conforme a matéria informa, os concorrente vão agradecer muito.

    • André Porto 13 de setembro de 2018

      Típico da VW.
      Up os botões dos vidros elétricos não ascendem e os traseiros são a manivela!
      Os carros são bons mas pecam nos detalhes, com um preço surreal.

    • Gustavo 13 de setembro de 2018

      Categoria dominada pelos japoneses, Jetta será uma opção para quem preza boa dinâmica do motor turbo, conforto e espaço interno superior ao do Cruze por exemplo.

  • Jão 12 de setembro de 2018

    Isso é quebra de embargo e não flagra

    • Alex 14 de setembro de 2018

      Atualmente tenho um 2.0 tsi, mais esses que estao chegando esse ano pra mim nao é JETTA, esperar o ano q vem pra ver se realmente vai sair o autentico 2.0, vamos esperar!!!, pode preparar pelo valor tbm mais com certeza vale a pena, muita maquina.

Deixe um comentário