Pneu: aprenda a ler o código e como economizar na hora compra

Saiba como interpretar as características descritas nos pneus; alterar as dimensões do conjunto da roda pode ser uma saída para não tomar prejuízo

Por AutoPapo08/10/18 às 11h24

Quem compra pneus novos sabe que essa não é uma tarefa fácil. Além de pesquisar os preços, que variam muito de um estabelecimento para outro, é preciso seguir as especificações descritas pelos números e letras que compõem o código do componente. Ensinamos como “ler o pneu” e algumas formas de economizar no momento da troca.

Atualmente, cerca de 150 marcas e 70 mil opções de pneus são oferecidas no Brasil. O levantamento é da startup Pnex, que afirma, ainda, que as variações de preço ficam entre 20% a 30% para os modelos de carros populares, podendo chegar até 50% em demais linhas automotivas.

Os motoristas do país que vão comprar um pneu não têm outra escolha… precisam pesquisar. Consultar diversas lojas autorizadas físicas e comparar os valores apresentados na internet. A rede oferece mais opções de empresas, em contrapartida, em estabelecimentos de menor porte é possível negociar o preço com o dono.

Outra opção para economizar é alterar o tamanho de rodas e pneus. Mas é preciso ter cuidado! Existe uma legislação vigente que determina como essa mudança deve ser feita. Segundo o Artigo 8º do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), fica proibido “o aumento ou diminuição do diâmetro externo do conjunto pneu/roda”. Para que seja possível instalar uma roda maior, é preciso montá-la em um pneu de perfil mais baixo, de modo que o diâmetro dos dois componentes juntos não seja alterado. O AutoPapo já falou sobre o assunto, confira.

Para não tomar prejuízo antes da hora, também vale a pena cuidar do componente. Assim como o veículo, o pneu precisa de manutenção. Deixar de fazer o alinhamento e o balanceamento, por exemplo, causa desgaste irregular e precoce. Não evitar buracos e estacionar colado no passeio também danifica o pneu.

Outra dica é o rodízio de pneus, prática simples e assertada. Trocar a posição nas rodas do carro de forma a aumentar seu tempo de uso ajuda o consumidor a trocar dois pneus por vez, ao invés de quatro. Saiba como fazer.

O código do pneu

Os pneus de automóveis precisam seguir as determinações do CTB. As exigências descritas não estão contra o consumidor, pelo contrário, servem para determinar características fundamentais para a segurança dos ocupantes do carro.

Para ajudá-lo a entender as especificações do componente, ensinamos o que significam os números e letras do código a seguir: 175/65 R 14 94 Y.

  • Os primeiros três números 175 fazem referência à medida da largura do pneu.
  • O 65, que vem logo depois, apresenta a relação entre largura e altura.
  • O R representa o tipo de construção (radial ou diagonal).
  • O número a seguir, representado no exemplo como 14, é o diâmetro do aro.
  • Depois vem o índice que representa a carga máxima que aquele pneu consegue carregar, 94.
  • Por fim, a última letra diz respeito ao índice de velocidade máxima dos pneus.

O CTB determina que diversas informações sejam descritas nos pneus. Ensinamos quais são elas e como o consumidor pode economizar na compra de um pneu.

Para além do código comum, outras informações podem estar descritas no pneu dos automóveis. O país de origem pode ser gravado no componente, assim como as características específicas para rodar na lama ou na neve.

Como existem, hoje, pneus sem câmara de ar, uma nova sigla aparecer no pneumático (TL). Listamos outras terminações possíveis de serem encontradas no pneu vendido no Brasil:

O CTB determina que diversas informações sejam descritas nos pneus. Ensinamos quais são elas e como o consumidor pode economizar na compra de um pneu.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário