[Recall] Amarok é convocada por problemas no bancos dianteiros

Mais de 3.600 unidades produzidas entre 2016 e 2018 estão envolvidas no chamamento; atendimento começa na próxima segunda-feira, 05 de agosto

Por AutoPapo 30/07/19 às 11h02

A Volkswagen acaba de convocar 3.681 proprietários do veículo Amarok para realização de um recall. As unidades envolvidas, produzidas entre setembro de 2016 e abril de 2018, podem apresentar falha na fixação dos chicotes elétricos dos bancos dianteiros.

O problema, constatado pela fabricante, pode danificar o chicote elétrico e causar a movimentação involuntária dos bancos, o que gera risco de acidentes.

Como solução, a Volkswagen propõe a inspeção dos chicotes elétricos dos bancos dianteiros das picapes Amarok em questão, com reparo, se necessário, e instalação de elementos de fixação adicionais para os chicotes elétricos.

O serviço, que pode ser agendado pelo telefone 0800-019 8866, dura aproximadamente uma hora e começa a ser realizado na próxima segunda-feira, 05 de agosto.

Chassis das Amarok envolvidas

  • Data de fabricação: 15 setembro de 2016 até 26 de abril de 2018
  • Ano/modelo: 2017
  • Chassis: HA003452 até HA041564
Amarok
  • Data de fabricação: 15 setembro de 2016 até 26 de abril de 2018
  • Ano/modelo: 2018
  • Chassis: JA000117 até JA042914

Na Argentina, um recall similar foi publicado nesta terça-feira (30). O que acontece, no entanto, é que no país vizinho a Volkswagen afirmou haver risco de incêndio para as picapes Amarok envolvidas.

Questionada pelo AutoPapo, a assessoria de imprensa da fabricante no Brasil afirmou que o risco não está presente nas unidades listadas acima.

Confira o comunicado de chamamento da Amarok publicado nos jornais argentinos:

recall vw amarok argentina

Foto Volkswagen | Divulgação

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário