Salão de Xangai: Tiggo 8, Creta 2020, novo Tracker e outras novidades

Edição deste ano de mostra chinesa tem alguns modelos que estarão em breve nas ruas brasileiras... Outros continuarão distantes

Por AutoPapo16/04/19 às 18h00

O Salão de Xangai 2019 acontece entre os dias 18 e 25 de abril. A maior feira de carros do mundo vai reunir, nesta edição, novidades de fabricantes importantes, como a nova geração dos modelos Onix e Prisma, Renault Kwid elétrico e o primeiro SUV da marca de tecnologia Xiaomi.

Tiggo 8 e Arrizo 5 reestilizado

A Chery apresentou dois modelos que devem desembarcar em breve no Brasil. O Tiggo 8, SUV de sete lugares, que chega até o fim do ano. Já a reestilização do sedã Arrizo 5 deve demorar um pouco mais.

Onix Sedan 2020

A Chevrolet apresentou oficialmente a nova geração do Prisma na China, agora Onix Sedan.

A maior novidade da família é a motorização, que agora é tri cilíndrica e oferece a opção 1.0 turbo. Outra mudança importante é a adoção da plataforma GEM, mais moderna que a utilizada atualmente.

De acordo com a marca, o Prisma 2020 apresentará aprimoramento nas tecnologias, maior conectividade e desempenho eficiente.

Os Prisma e Onix 2020 serão comercializados nas versões 1.0 LS (turbo), 1.0 LT (aspirado), 1.0 LT (turbo) e Premier 1.0 (turbo). Os parceiros do Autos Segredos apuraram que a marca também estuda lançar uma versão RS para o sedã.

Segundo informações divulgadas pelo governo Chinês, a nova geração do Prisma é maior que a atual e terá

  • 4,47 metros de comprimento;
  • 1,73 m de largura;
  • 1,47 m de altura e
  • 2,6 m de entre-eixos.

Tracker 2020

A Chevrolet aproveitou o Salão de Xangai para exibir mais um de seus modelos atualizados: o Tracker 2020.

O SUV está maior, adota a nova identidade visual da GM e também apresenta motorização 1.0 turbo de três cilindros, capaz de entregar 115 cv. No Brasil, modelo será fabricado em São Caetano do Sul.

Com a plataforma GEM, que deu ao Tracker mais 2 centímetros, as dimensões ficaram as seguintes:

  • 4,27 m de comprimento;
  • 1,79 m de largura;
  • 1,60 de altura e
  • 2,57 m de entre-eixos.

Outro destaque da marca em Xangai é a nova Trailblazer, que não vem para o Brasil. O SUV foi exposto com motor 2.0 turbo de 240 cavalos e 35,7 kgfm. Além do propulsor potente, a Trailblazer ostenta o câmbio automático de nove marchas.

Kwid Elétrico

A versão de produção do Renault Kwid elétrico é apresentada pela primeira vez no Salão de Xangai 2019. A Renault já tinha prometido que o modelo, conhecido inicialmente como conceito K-ZE, chegaria às ruas chinesas neste ano. O pequeno elétrico foi desenvolvido para atender o mercado do país e de outros emergentes, como o Brasil e Índia.

O modelo terá, como itens de série, frenagem automática, sensor de estacionamento e câmera de ré. Não houve divulgação de valores, mas a expectativa é que ele custe próximo de seus concorrentes. Em novembro do ano passado, os relatórios apontavam que o Kwid elétrico seria comercializado por cerca de US$ 8.000 (R$ 30.081, em conversão direta).

A autonomia do modelo será de 250 km. O Renault será fabricado na China, pela e-GT New Energy Automotive Co, a joint-venture da Dongfeng com a Nissan.

A expectativa é de que o Kwid elétrico chegue ao Brasil em 2021. Até lá, o subcompacto terá inúmeros concorrentes. Inclusive disputará espaço com o irmão Renault Zoe.

SUV da Xiaomi

A Xiaomi, empresa Chinesa conhecida por fabricar smartphones com bom custo-benefício, vai apresentar, também no Salão de Xangai, o produto que vai marcar sua estreia no mercado de automóveis: o SUV Bestune T77.

O utilitário esportivo deve custar a partir de 11.900 euros, o que equivale, em conversão direta, à R$ 51.490.

O modelo da Xiaomi é equipado com um motor turbo 1.2 a gasolina e é capaz de entregar 143 cavalos de potência. Com câmbio automático de seis velocidades, SUV apresenta as seguintes dimensões:

  • 4,52 metros (m) de comprimento;
  • 1,84 m de largura;
  • 1,61 m de altura.
Adiantamos detalhes de algumas atrações do Salão de Xangai 2019. Maior evento do setor apresentará para o público produtos das principais marcas do setor.
Foto Xiaomi | Divulgação

O utilitário é fruto de uma parceria com a marca Bestune e sofreu apenas alterações no design.

Novo Creta

O Hyundai Creta teve sua segunda geração exposta no Salão de Xangai 2019. O modelo, chamado por lá de ix25, está maior e oferecerá duas opções de motorização: a 1.6 de 125 cavalos e 15,4 kgfm já adotada e a 1.4 T-GDi com 130 cavalos e 21,5 kgfm.

Os câmbio são diferentes nas duas versões. A primeira conta com a opção automática de seis marchas e a segunda com o de dupla embreagem e sete velocidades.

Confira as dimensões do Creta 2020:

  • 4,3 m de comprimento;
  • 1,79 m de largura;
  • 1,63 m de altura e
  • 2,61 m de entre eixos.
Adiantamos detalhes de algumas atrações do Salão de Xangai 2019. Maior evento do setor apresentará para o público produtos das principais marcas do setor.
Foto Hyundai | Divulgação

O visual do novo ix25 é bem diferente do Creta atual. O modelo está mais arredondado e sua grade, apesar de seguir a tendência atual de estilo global da Hyundai, fica isolada por conta do conjunto ótico menor.

Não qualquer informação sobre este visual ser adotado no Brasil.

Novo Sentra

Dia após apresentar o novo Versa nos Estados Unidos, a Nissan apresentou no Salão de Xangai o novo Sentra (chamado de Sylphy naquele mercado). Assim como o sedão compacto, a nova geração do médio tem linhas arrojadas. Além da estética, o novo visual tem a aerodinâmica como destaque.

Mercedes-Benz GLB Concept

A Mercedes aproveitou o Salão de Xangai 2019 para apresentar um modelo muito especulado: seu SUV de sete lugares. O GLB Concept ainda não é a versão de produção, mas adianta tendências do próximo modelo da marca.

É mais um da família Gelanderwagen ( off-road, em tradução livre) que vai ser posicionado entre o GLA e o GLC. Mais para o “C” que para o “A”.

A fábrica colocou pela primeira vez num SUV compacto (mas nem tanto…) uma terceira fila de bancos. Que ela declara não ser emergencial, mas confortável. Num carro conceito pode-se falar qualquer coisa…

O conceito tem como diferencial o espaço interno. São 4,62 m de comprimento e 2,82 m de entre-eixos. Sob o capô, um motor 2.0 a gasolina rende 227 cv e 35,7 kgfm de torque associado à transmissão de dupla embreagem e 8 marchas. A tração é integral com três modos.

Início de produção entre final de 2019 e inicio de 2020. Se vai para o Brasil? “Onde é o Brasil?”, perguntam as recepcionistas no estande.

Audi AI:ME

Quem chamou a atenção no estande da Audi no Salão de Xangai 2019 foi o conceito AI:ME. O compacto elétrico antecipa o futuro da marca: adota condução autônoma ao nível 4 e interior personalizado.

Segundo a fabricante, algumas funções do veículo poderão ser controladas até mesmo com o movimento dos olhos. Os passageiros também terão óculos VR (realidade virtual), plantas de verdade e conectividade.

O conceito tem comprimento de 4,30 m, largura de 1,90 m, chassi de 2,77 metros e altura de 1,52 m. Motorização e potência ainda não foram reveladas.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
10 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Luiz Carlos 16 de abril de 2019

    A foto do interior do Audi está trocada pela do interior do Renault Kwid.

    • Alexandre Carneiro
      Alexandre Carneiro 16 de abril de 2019

      Boa noite, Luiz Carlos;
      Caro, você tem razão. Já corrigimos o erro.
      Abraço e obrigado!

  • Avatar
    HENRIQUE BITTANCOURT GOUVEIA 17 de abril de 2019

    O mercado chinês está durando tendências. Tínhamos em nossas mãos a possibilidade de ser talvez o segundo maior mercado e mostrar tendências. Mas todas as crises que passamos e todo os negócios perdidos também acabaram deixando o Brasil em um plano muito inferior. 🙁

  • Avatar
    Diegosilva 17 de abril de 2019

    Se esse movo creta for vendido aqui no brasil vai passar vergonha! Que carro feio minha gente.muito sem nada haver com o anterior!

    • Avatar
      Alex Antonio 18 de abril de 2019

      Realmente esse Creta ficou feio demais,e não apenas a frente, mas a traseira também! Tomara que a Hyundai não traga esse modelo para o Brasil.

  • Avatar
    JOAO MAURICIO CARVALHO BESERRA 17 de abril de 2019

    Que Creta horrível… não troco o meu atual por esse nunca… conseguiram acabar com o carro…

  • Avatar
    Douglas Charles Cunha 17 de abril de 2019

    Pelo amor de Deus, parem de dizer “novo Prisma”, a Chevrolet já cansou de dizer que é Onix Sedan.

  • Avatar
    marcus mendes 17 de abril de 2019

    A GM foi comprada pelo governo Chinês? Frase do texto, ” Segundo informações divulgadas pelo governo Chinês, a nova geração do Prisma é maior que a atual e terá “

  • Avatar
    Leonardo 18 de abril de 2019

    O atual já é feio demais, esse então.

  • Avatar
    Rodrigo Garrido 20 de abril de 2019

    Novo Hyundai Credo, e eu achando que não veria bizarrice maior do que a eclipse suv.

Avatar
Deixe um comentário