SUV do Polo será lançado no Brasil em 2020, garante Volkswagen

Fabricante confirmou a informação nesta quinta-feira (29), quando anunciou o investimento de R$ 2,4 bilhões nas plantas instaladas em São Paulo

Por AutoPapo 29/08/19 às 12h55

A Volkswagen anunciou, nesta quinta-feira (29), que dos R$ 7 bilhões que a marca irá investir no Brasil até 2020, R$ 2,4 bilhões serão empregados nas fábricas de São Paulo para o desenvolvimento do SUV do Polo.

O New Urban Coupé será posicionado abaixo do T-Cross e é um projeto 100% desenvolvido no Brasil. No país, o mini SUV será produzido na unidade Anchieta, mas ele também será fabricado na Europa.

“É a primeira vez que a Volkswagen do Brasil irá exportar o conceito de um novo veículo desenvolvido 100% aqui e que terá abrangência global. É a globalização da tecnologia e do conhecimento desenvolvidos no Brasil. Um carro que representará um novo segmento, com novidades que certamente irão atrair e conquistar ainda mais clientes para a marca Volkswagen. É o conceito New Urban Coupé, com design que traz esportividade aliada a uma posição de dirigir mais elevada. É uma receita única no segmento que ele irá ocupar”, afirmou Pablo Di Si, Presidente e CEO da Volkswagen América Latina.

suv do polo

Central Multimídia

A chegada do SUV do Polo marcará também a entrada de um novo sistema de infotenimento totalmente desenvolvido no Brasil. A  nova central multimídia, de acordo com informações da Volkswagen, traz usabilidade intuitiva, alto nível de conectividade e personalização.

Outros processos inéditos do New Urban Coupé estão ligados à digitalização. O Protótipo Virtual, por exemplo, permitiu acelerar o tempo de desenvolvimento do SUV do Polo em quase um ano. Ferramentas de Indústria 4.0, como impressoras 3D e processos digitalizados, com alto nível de automação e inteligência artificial, também vão integrar a produção do novo veículo.

Para produção do New Urban, a unidade de Anchieta receberá um novo conjunto de prensas (PXL). Na fábrica de motores de São Carlos, haverá a duplicação da linha de usinagem de virabrequins. Além dessa ampliação, os investimentos também tiveram como foco a flexibilização das linhas de montagem de motores.

A fábrica tem forte atuação na exportação de componentes. Alguns exemplos são o envio de 2.350 cabeçotes para a fábrica de Chemnitz, na Alemanha, e um contrato com o México que, desde 2017, foi destino de mais de 200 mil motores que equipam veículos enviados para o mercado norte-americano.

Imagem Volkswagen | Divulgação

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário