Carga rápida na bateria? Só se usar o termômetro

Sua bateria descarregou e, por isso, você resolveu levar na elétrica para dar uma carga rápida. Muita calma nessa hora...

Por BORIS FELDMAN01/06/18 às 21h30

A carga rápida na bateria é uma das opções para as pessoas que têm pressa para colocar o carro em funcionamento. Mas, essa pressa pode abreviar a durabilidade da bateria.

[TRANSCRIÇÃO]

Um dos problemas para o carro elétrico vingar é a bateria, que ainda não permite uma grande autonomia e pela demora para ser carregada, cinco, seis, sete, oito horas. Entretanto, dá pra fazer uma carga rápida e deixá-la com 80% da carga em apenas duas ou três horas. Mas, isso provoca o aquecimento dela e não se recomenda nenhum tipo de carga que aumente excessivamente a temperatura da bateria, pois isso reduz sua durabilidade.

Esse é o mesmo problema da bateria do seu automóvel. Quando ela se descarrega e um auto-elétrico se propõe a recarregá-la, cuidado com a carga rápida, pois ela aquece a bateria e, por isso,  terá sua durabilidade reduzida. Quando te sugerirem uma recarga, pergunte: é carga rápida? Se vai esquentar a minha bateria , só com o termômetro do lado. Não pode ultrapassar jamais os 50° sob risco de comprometer a sua durabilidade.

A carga rápida na bateria

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

2 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • José Eduardo 2 de junho de 2018

    Boa tarde Tenho um HB20 2016, motor 1000, a minha dúvida é, a garantia dele é de cinco anos, e a embreagem está trepidando, e o rapaz da revisão me disse, que a garantia não cobre procede?Obrigado

    • AutoPapo 3 de junho de 2018

      Olá, José. Realmente, as fabricantes alegam que a garantia não cobre itens como embreagem, consideradas de desgaste natural ou que podem apresentar problemas devido ao mau uso.
      De qualquer maneira, se você está se sentindo prejudicado, você tem o direito de recorrer aos órgãos de defesa do consumidor.

Deixe um comentário