Saiba como verificar a data de fabricação do pneu

Informação é importante porque esse componente tem uma vida útil de, no máximo, seis anos, mesmo se não tiver sido utilizado

Por BORIS FELDMAN01/06/18 às 17h53

Já comentei sobre a validade do pneu. Que ele expira como remédio e pode até estourar depois de vencido o prazo. Leitor pede detalhes: quanto dura e como verificar sua data de fabricação.

A durabilidade do pneu é sujeita a chuvas e trovoadas pois nenhum fabricante declara oficialmente durante quantos anos ele pode ser utilizado sem perigo. Mas, há um consenso de que sua validade seja de cinco a seis anos. Pois qualquer composto de borracha se oxida desde que esteja em contato com a atmosfera.

No automóvel, não é só pneu: palhetas do limpador, mangueiras e outros também se deterioram com o tempo. Nem precisa de o pneu estar em circulação: ele expira até na prateleira da loja! Muitas vezes não é perceptível a olho nú, mas a deterioração provoca pequenas trincas que se formam na camada de borracha, colocando em risco a segurança do automóvel.

Como verificar a data de fabricação? Na banda lateral do pneu estão gravadas várias de suas características: as medidas (largura, altura, diâmetro), capacidade de carga, velocidade máxima, e outras. Entre elas, três letras seguidas de quatro dígitos. As letras são sempre “DOT”, e os dígitos, por exemplo, 2514. Eles é que definem sua data de fabricação. Os dois primeiros (25, no exemplo) significam que foi produzido na vigésima quinta semana do ano. Os dois últimos (14), registram o ano: 2014, no caso.

Pneus têm data de validade; por isso, é preciso verificar a data de fabricação

Então, este pneu foi fabricado na vigésima quinta semana de 2014. E pode ser usado, com segurança, até o final de 2019. Ou, no máximo, até 2020.

Vale a pena insistir que o pneu pode estar novinho em folha, até com aqueles “cabelinhos” na banda de rodagem indicando que jamais foi colocado para rodar (caso do sobressalente). Mas expira do mesmo jeito e usá-lo é uma ameaça à segurança pois pode estourar com o aquecimento da borracha em contato com o asfalto.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

2 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Marcos 27 de junho de 2018

    Boa tarde, Boris seus comentários e suas orientações, ajudam bastante, mesmo porque vivemos em um Pais de espertalhões, onde alguns sempre tentam enganar o consumidor.

  • DIMARCOS SILVA 18 de junho de 2018

    Boris, sou seu fã … admiro a sua didática simples ….você sabe como ninguém, informar sem engambelar ….. parabéns….e sempre que tenho um tempinho, entro no site e permanece por horas….lendo sobre as coisas novas e também, sobre as antigas…..forte abraço e sucesso !

Deixe um comentário