O carro puxa, mas não está desalinhado

Calibragem desigual e problemas no freio também podem fazer com que o carro fique tendencioso para uma direção

Por BORIS FELDMAN12/05/18 às 12h58

O automóvel estava desalinhado e o leitor da coluna diz que o mandou recentemente para o mecânico. O problema é que o motorista nota nitidamente o carro puxar para a esquerda ao tirar as mãos do volante. Mesmo em ruas com um ligeiro caimento para a direita onde o carro deveria estar naturalmente puxando para este lado. Mesmo assim, puxa um pouco para a esquerda. Sua dúvida: o alinhamento terá sido mal feito e é preciso voltar à oficina ou levá-lo em outra? Talvez não.

Boris explica quais são os problemas que podem fazer com que o carro "puxe" para um dos lados, ainda que não esteja desalinhado.
Foto iStock | Reprodução

O fato de o carro estar desalinhado e puxando para um lado ou para o outro nem sempre significa um problema de alinhamento, de geometria da direção. Outros motivos podem provocar este problema. Por exemplo, a pressão do pneu dianteiro esquerdo estar inferior à do direito pode “puxar” o carro para um lado. Basta calibrar os pneus.

Se o freio da roda dianteira esquerda estiver prendendo um pouquinho, vai também provocar o carro puxar para esquerda. E até mesmo uma diferença de desgaste entre os pneus direito e esquerdo pode resultar neste problema. Em caso de dúvida, experimente trocar uma roda pela outra: se o carro passar a puxar para o outro lado, está determinada a causa do problema…

O carro pode também estar puxando ao ser freado. Será um defeito nos freios?

Boris explica quais são os problemas que podem fazer com que o carro "puxe" para um dos lados, ainda que não esteja desalinhado.
Foto iStock | Reprodução

Talvez. Mas, por via das dúvidas, verifique se não se trata de um dos problemas mencionados acima: pneu descalibrado, um mais desgastado que o outro ou a direção desalinhada. O carro pode também ter puxado pois naquele lugar o piso estava molhado de um lado, seco do outro. Experimente frear novamente para ver se ele volta a puxar.

Se todos estes problemas foram verificados e nenhuma anormalidade registrada, então está na hora de levar o carro à oficina para verificar e reparar o sistema de freios.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário