Posso misturar gasolina e álcool no carro flex?

Tem muito técnico de araque que adora dar palpite no automóvel flex

Por BORIS FELDMAN06/05/18 às 09h30

Leitor da coluna tem a seguinte dúvida: ele tem um automóvel flex e abastece com combustíveis diferentes. Hora com gasolina, hora com etanol, em função dos preços na bomba. E mais, mistura gasolina e álcool no tanque. Ele completa com etanol com metade de gasolina ainda no tanque. E vice-versa.

misturar gasolina e álcool em carros flex

Ao comentar com um mecânico, a recomendação foi de evitar este abastecimento pois iria “confundir” o motor flex. Que ele pode variar quanto quiser, mas que só deve abastecer com etanol quando a gasolina estiver no final. E vice-versa. Caso contrário, o motor poderia até se danificar por estar usando um combustível não coerente.

“É verdade?” ele pergunta. E a resposta é negativa: o motor é chamado de flex exatamente porque ele pode queimar qualquer dos dois combustíveis e em qualquer proporção. Só etanol, só gasolina, metade de cada um, etc.

Uma das características do automóvel flex é ter um sensor no escapamento chamado sonda lambda, que detecta qual combustível está sendo queimado no motor. Ele o identifica pelo teor de oxigênio, e passa esta informação para a central eletrônica. Ela ajusta então automaticamente o motor para o combustível que vem do tanque. Por isso, pode, sim, misturar gasolina e álcool ao mesmo tempo.

Não considere nenhuma destas recomendações de que pode um e não pode o outro. De abastecer uma vez com etanol se você usa sempre a gasolina. E vice-versa. Até na concessionária, ao fazer a entrega do carro zero quilômetro, tem vendedor que “ensina” abastecer as primeiras vezes com gasolina e só depois com o etanol. E vice-versa. Flex virou prato cheio para os milhares de técnicos “de araque” que só dão palpite errado.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

113 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Erick 31 de julho de 2018

    Quando peguei o Palio flex, eu abastecia misturando o combustível, apos 7 meses tive problemas com a Sonda Lambda, que é responsável por reconhecer qual combustível a usar, eu mesmo troquei a Sonda, não sei se o problema que deu na sonda foi a mistura do combustível, pelo fato da sonda já estar em mas condições de uso, porém por precaução optei por abastecer somente com Gasolina e ou Álcool, quando gasolina estiver acabando eu completo com alcool, vice versa.

  • maria da penha 25 de julho de 2018

    o meu carro e um corsa flex 2011 nunca misture álcool com gasolina ele e 1.4 e n e ecomímico

  • Giovani avila 18 de julho de 2018

    tanque 45 litros..35 litros de alcool e 10 litros de gasolina aditivada…roda bem e nao perde potencia…pega facil em dias frios..

  • Newton 18 de julho de 2018

    No meu Pálio Flex, em termos monetários, com p álcool a 70% da gasolina, 10 litros de gasolina no tanque de 40 litros, sai mais barato por km rodado.

    Experiência prática

  • MARCIA 5 de julho de 2018

    Bom dia, tenho um siena 2009 flex 1.0 comprei ele tem uns 6 meses e toda vez que coloco gasolina o carro fica ruim pra pegar, alguem pode me explicar o que esta acontecendo?

  • Claudineia 2 de junho de 2018

    Tenho uma moto flex, isso tudo dos comentários anteriores,serve para moto também.

    Obrigada.

  • Lillian 31 de maio de 2018

    Olá, gostaria de saber se é viável trocar um carro flex por um veículo a diesel? Temos 2 Flex no momento, é nos dias de hoje, com relação ao custo benefício seria melhor?

    • AutoPapo 1 de junho de 2018

      Olá, Lilian. Como os carros a diesel tem um preço mais alto que os seus equivalentes a gasolina, você deve colocar na ponta do lápis quantos km você tem que rodar do mês para pagar essa diferença.
      O Boris fala desse assunto nessa matéria: Picape e SUV a diesel ou a gasolina?

      Obrigado

  • Allan Marques 30 de maio de 2018

    Estou com 3/4 de álcool no tanque e estou achando que está gastando muito. Se eu completar esse 1/4 faltante de gasolina, ele poderia ficar um pouco mais econômico? Obrigado

    • maria da penha 25 de julho de 2018

      o meu carro e um corsa flex 2011 nunca misture álcool com gasolina ele e 1.4 e n e ecomímico

  • Allan Marques 30 de maio de 2018

    Estou com 3/4 de álcool no tanque e achei que está gastando demais. Se eu completar esse 1/4 faltante de gasolina, ele pode ficar pouco mais econômico? Obrigado

  • Rebeka will 30 de maio de 2018

    Tô confusa com a questão do flex
    O que posso e o que não posso fazer???Como deveria abastecer o carro??
    Pois tinha um corsa que era só a gasolina
    Agora troquei por um siena 2005 modelo 2006 flex…
    Então como deveria proceder com o meu veículo? ???
    Se alguém puder responder no meu email
    Ficaria grata
    Rebekawill@hotmail.com

    • AutoPapo 30 de maio de 2018

      Olá, Rebeka! Os carros flex são feitos para usar etanol ou gasolina a qualquer momento. Pode usar os dois separadamente ou ao mesmo tempo e em qualquer proporção.

      Obrigado!

  • ronaldo 26 de maio de 2018

    Pois é, tem gente q deveria ficar de boca fechada. Para que vir aqui e humilhar quem tem um o ar, um de ou um GM. Sorte sua ter um Toyota ou um Honda. Nem deveria estar na discussão.

  • Fabiano Lima Ramos do Nascimento 24 de maio de 2018

    No verao uso etanol….no inverno passo a colocar um pouco de gasolina e assim a partida e a rodagem inicial ficam melhores…Siena 1.0 09/10.

  • Abraao 21 de maio de 2018

    Se não pode misturar pra que carro flex? Cada discussão!!!! O flex foi feito p misturar a HR q quiser. Agora, estamos falando de carro flex… VW, Ford, Fiat, GM,…. Esses aí da pau até sem ser flex. Vê se Toyota e Honda tem esses problemas! Misturo e nunca tive problemas. Abraço.

  • Antônio Carlos 21 de maio de 2018

    Só uso gasolina podiam. Nunca tive qualquer tipo de problema.

  • Amauri 8 de maio de 2018

    Já ouvi dizer isso qdo o carro tem GNV. Eles dão preferência para o etanol na hora da instalação. Dizem que configura no sistema. E realmente qdo coloca gasolina o carro fica desregulado.

  • Grupo Martins Centro Automotivo. 7 de maio de 2018

    Informação não procede! Os carros flex na prática travam ao utilizarem combustíveis distintos. Essa teoria dos fabricantes é bem diferente na prática. Atuamos há mais de 30 anos no Ramo Automotivo.

  • Luís Carlos Santos queiros 7 de maio de 2018

    Minha dúvida é se posso realmente usar ,os dois combustíveis num ,carro Flex ? Pois ouço muito dizer , que preujudica o motor!

  • Thiago Veiga 7 de maio de 2018

    Essa questão de rodar com o combustível misturado e não dar problema no meu dia a dia é mentira. Pois todo dia chega carro na Oficina com o afr fora devido ter trocado o combustível que usava. E a sonda lambda sem nenhum problema, e mesmo assim ela não fez a correção da mistura
    Ao passar o meu escanear que é um napro 5000 e configurar o afr o carro estabiliza. Então continuarei sim aconselhando meus clientes a abastecer com outro combustível somente quando na reserva e se o carro tiver gnv a usar etanol pois o afr do gnv é o mesmo do etanol.

  • Marcelo 7 de maio de 2018

    Bom dia em relação a pergunta do André
    Depende das condições de trabalho do seu carro ele pode rodar até os 300000 sem retifica.
    Não excedendo os limites de giro, trocando o óleo no período certo,e nunca rodar com falta do lubrificantes.
    Eu recomendo a retificação em uma boa oficina,pois o motor Volkswagen é muito bom,é um novo custaria muito caro.
    Marcelo , Técnico de Mecânica Automotiva
    Ótima semana …

  • jonatas oliveira 7 de maio de 2018

    Bom não é um palpite esim um fato real acontecido comigo na hiunday onde trabalhei na preparação dos Hb20. Eu os recebi fazia a primeira revisão e colocava combustível.. no caso álcool.. porém não foi um ou dois .. mas uma quantidade grande de carros que ao saírem da loja era abastecido com gasolina .. dava uma volta no quarteirão e voltavam com pequenas falhas de motor e.. fazíamos o AF e o motor voltava ao normal.. no final sempre existem casos e causos .. é comum nas oficinas de fazer AF em veículos flex.. AF ..

  • Valdemir 7 de maio de 2018

    Tenho um Voyage 2016,e no manual diz para mudar de combustível quando estiver na reserva,e rodar cerca de 10 KM P/ acostumar o carro,diz também P/ não misturar.Incoerente esta matéria.

  • Jordania 7 de maio de 2018

    Misturei um dia gasolina x álcool o tanque estava cheio e começou a apresentar problemas na partida meu mecânico disse que o computador de bordo não consegue identificar os 2 ao mesmo tempo então me orientou por ou um o outro.

  • Alex 7 de maio de 2018

    Problema mesmo, tá no combustível. Aí cê vai lá mistura aquela gasolina cheia de solvente com àquele álcool pura água, que não há sensor que identifique a mistura.

  • Fábio Boarato 7 de maio de 2018

    A preocupação da solubilidade da água na gasolina realmente é de chamar atenção, entretanto há álcool na mistura, sua molécula é capaz de se dissolver em água e na gasolina ao mesmo tempo. Assim, se houver água em quantidade bem pequena outra se formar uma mistura homogênea de três componentes que em nada afetará o funcionamento do veículo.
    A única preocupação é que não haja uma quantidade razoável de água, mais água do que álcool, nesse caso o efeito do álcool será compensado por propriedades da água que irão dissolver o álcool formando uma camada de água+ álcool e outra de gasolina.

  • FABRICIO SANTOS GUIMARAES 7 de maio de 2018

    Respondendo: a gasolina vendida no Brasil já tem 1/4 de álcool. E os motores TSi da Vw fazem a leitura da mistura dentro do tanque, muito antes do escape. Isso diminui o tempo de adaptação e ajuste para o módulo de injeção

  • FABRICIO SANTOS GUIMARAES 7 de maio de 2018

    Respondendo: a gasolina vendida no Brasil não é pura, uma vez que 1/4 dela tem álcool. E os motores TSi da Vw fazem a leitura da mistura dentro do tanque, muito antes do escape. Isso diminui o tempo de adaptação e ajuste para o músculo de injeção.

  • Jr 6 de maio de 2018

    E com. As motos flex e o mesmo procedimentos?

  • Pedro Guilherme Jungbluth 6 de maio de 2018

    Manual de flex explica evitar completar de etanol após um tanque inteiro de gasolina e deixar o motor esfrisr sntes de rodar alguns km… (algumas fábricas 7km e outras 20). Isso porque a central demora slguns km para definir qual a mistura está sendo usada e corre-se o risco de não enriquecer a mistura o suficiente para partida a frio.

  • Eclezio 6 de maio de 2018

    A sua observação não é valida para carros GM o motor 1.4 da Montana e do Corsa não aceita mistura.se alguém dúvida faca o teste,mas perto de uma oficina. Tive três vezes este problema por teimosia o carro afoga e não pega o mecanico falou seu carro e flex e não Mix não fiz mais tentativas .agora na Strada e no gol Gv já fiz mistura e não tive problemas.

  • Paulo Soares 6 de maio de 2018

    Essa história de misturar álcool com gasolina ser ruim é bobagem mesmo. Mas, e diesel S10 com S500? Fiz essa mistura em uma garrafa esterelizada, 50×50, e formou borra em 15min. Foi coincidência?

  • JOSE LEAL 6 de maio de 2018

    Misturar os combustíveis não dá problema. Só que para o mapa da injeção não ficar “travado”, o ideal seria rodar uns 20km depois de abastecer. É sabido que ao reabastecer, ativa-se o “modo aprendizado” na central de injeção. Por isso rodar esses 20km.

  • Lucio 6 de maio de 2018

    Não tem problema nenhum no carro Flex tanto faz álcool ou gasolina hora eu coloco só álcool hora só gasolina e com esse aumento da gasolina tenho usado mais álcool a única diferença é que o álcool evapora mais rápido do que a gasolina ok se é Flex tanto faz

  • carlos alberto de castro jacques 6 de maio de 2018

    Nos dias quentes nao vejo problema algum em abastecer com etanol.ja nos dias frios não aconselho usar o mesmo pois conforme estudos ele demora para queima pois engasga o motor; sendo assim aconselho usar a gasolina.

  • Léo 6 de maio de 2018

    É lógico que pode misturar, a própria gasolina já vem com uma porcentagem de álcool das refinarias.

  • LEANDRO DA SILVA MACHADO 6 de maio de 2018

    Peguei meu carro na concessionária é o vendedor falou que era pra tomar cuidado que só tinha 10 litros,mas não disse de que.
    Passei no posto e coloquei 50 conto de gasolina, o carro começou a falhar.
    Imaginei que o problema poderia ser uma possível mistura de combustíve e completei o tanque com gasolina,mas não resolveu.
    Fui na concessionária o vendedor perguntou que combustível coloquei,eu disse gasolina e ele me disse que tinha etanol.
    O mecânico colocou o computador dele no carro e consertou essa falha na leitura do combustível.
    Então no meu caso deu problema essa mistura.

  • Antônio Paulo Batista de Jesus 6 de maio de 2018

    Show.

  • Augusto Pintor dos Reis 6 de maio de 2018

    A identificação do combustível predominante não parece ser tão automaticamente assim pois tenho visto inúmeros casos onde a mudança drástica de combustível exige rodar ao menos 10 minutos antes de desligar o motor com risco de não pegar depois. Caso isso aconteça é necessário resetar a central de injeção para ajustar manualmente o combustível predominante.

  • Carlos henrique 6 de maio de 2018

    Ja vi varios casos de mistura de combustivel eo veiculo desprogaramar e ficar falhando ou ate mesmo nem pegar ..

  • Carlos 6 de maio de 2018

    Boa noite.
    Meu fiesta 2010 ..1.0teve melhor rendimento R$50,00 ….20gasolina e 30alcool
    Tanto para partida no frio e melhor rendimento na pista a 120km/h
    Só álcool carregado 9.5km
    Só gasolina carregado 10.8
    Mistura de 20×30 11.5

    Mas sempre misturei. Agora andar só na gasolina eh mais fraco

    • Eder Angelo Soares 26 de julho de 2018

      Sr Carlos, boa tarde, como você sabe os parâmetros referente a dinheiro é complicado, teria como falar a quantidade em litros de gasolina e quantidade em litros de álcool que esta colocando ?

  • Kumon 6 de maio de 2018

    Se deixar etanol ficar na reserva é encher com gasolina, depois rodar pouco é já guardar o carro , no outro dia não pega . É vice versa, parece que tem que rodar um pouco pra reconhecer o combustível.

  • Kadu 6 de maio de 2018

    Pode alterar a octanagem e assim aumentando a taxa de compressão e dar alteração na câmara de combustão ,furando a pistão.

  • Rogério Ribas André 6 de maio de 2018

    Aí onde vem o problema contaminação do combustível que não queima contaminando o óleo do motor e aí vai. Uma coisa puxando outra!!!!!!! Se nao for injeção eletrônica direta não misturem!!!!!!

  • Rogério Ribas André 6 de maio de 2018

    Olá, como vcs tem coragem de publicar algo do tipo, uma afirmação a fim de prejudicar o consumidor? Não entendo! Sou mecânico, e não sou de arake!!!! Se vcs rodarem no etanol e gasolina juntos o módulo de controle da injeção eletrônica nunca irá indentificar qual o tipo de combustível, isso acontecendo o consumo de combustível aumenta automaticamente é isso pode trazer sérios danos ao motor!!!! Uns dos mais prejudiciais e quando damos partidas com o motor frio e o módulo manda injetar mais comb

  • Wilma sampaio baptista 6 de maio de 2018

    E o carro flex que tem gas tenho que usar etanol. E gas mecanico me informou isso.

  • Luiz 6 de maio de 2018

    Pergunta besta tolerância zero……se o carro é flex não tem problema nenhum misturar os combustíveis.

  • Bemedito cesar Gama 6 de maio de 2018

    Com a mistura dos dois o consumo almentão o deminui?

  • Guina 6 de maio de 2018

    O combustível tem o reconhecimento do módulo sim. A informação vem do sensor oxigênio, o veículo chega a não da partida , além disso a péssima qualidade do nosso combustível

  • Lightdi 6 de maio de 2018

    Cabe ressaltar que se for fazer a troca completa de um combustível pelo o outro, não pode apenas trocar, tem qua andar um pouco com ele para o carro detectar e guarda qual mistura ele está usando. Uma vez fiquei no prego por que o carro estava usando gasolina e ficou na reserva, logo em seguida enchi de álcool e como o posto era perto da minha casa apenas parei o carro sem dar tempo dele detectar a troca

  • tonio giordano 6 de maio de 2018

    Nao se deve misturar os dois combustivel ta certo que os gases passa pela sonda lambida so que o modulo e quem comanda todi esquema de queima se vice misturar vai confundir o modulo entao ou voce coloca alcool ou gasolina

    • Eduardo 10 de agosto de 2018

      Nada a ver…

  • Daniel 6 de maio de 2018

    Ando misturado até no meu que é só gasolina, imagine no flexível kkk

  • Douglas 6 de maio de 2018

    Olha amigo, com 27% de álcool (na teoria) e os 0,5% de água na gasolina. acho muito difícil seu carro reclamar de ter colocado mais álcool no tanque.

  • Wilson 6 de maio de 2018

    Não dá certo a mistura pois sensor tem que ler um dos dois

    • Eduardo 10 de agosto de 2018

      Qual sensor? Se estiver falando da sonda lambda, ela não “lê gasolina” ou “lê álcool”. Ela é um sensor que mede o percentual de oxigênio resultante da queima e manda sinal para central equilibrar a injeção de combustível.

  • Ricardo braga 6 de maio de 2018

    Tem problema nenhum mas com a mistura dos 2 noto consumo maior

  • Carlos 6 de maio de 2018

    Então como explicar alguns carros q vc esta andando a muito tempo com gasolina e qdo vc muda para o álcool ele fica falhando por um tempo?

  • Gerson 6 de maio de 2018

    Negativo.tudo e de acordo com o seu pé no acelerador. Enbora haja sim uma diferença como vc amaciou seu motor.

  • JÚLIO CÉSAR 6 de maio de 2018

    MUITO PAIAÇO!

  • Ere 6 de maio de 2018

    Sempre usei gasolina,mas com o valor subindo toda semana optei pelo etanol, misturo QQ porpocao e nunca tive problemas.
    Dou a partida e não tenho surpresa…

  • Paulo 6 de maio de 2018

    Parabéns!!!!….kkkkkk…..o dia que der algum problema vc procura um profissional de (araque) como dizem aí….e coloca o valor do conserto ou da programação na conta do (profissional da reportagem ) que editou está pérola.kkkk

  • Ldauto 6 de maio de 2018

    A central eletronica do carro através do marcador de combustível reconhece que houve abastecimento e inicia o reconhecimento do combustível através da análise do gás do escapamento feito pela sonda lambda, se o carro for desligado esse processo se interrompe, podendo aumentar o consumo ou perder potência.

  • José Cavalcante Nunes 6 de maio de 2018

    Sigo as recomendações manual do fabricante, a cada 200 litros ou quatro tanques faço a troca do combustível, nunca tive problema.

  • Tem que colocar mínimo 15 litros, e rodar 14 km aproximado sem desligar o carro , apenas quando mudar o combustivel 6 de maio de 2018

    O ideal

  • Angel 6 de maio de 2018

    Sao matérias totalmente planejadas , pois com a repercussão dos aumentos indiscriminados dos combustíveis ,vocês veem com esse papo de gasolina e álcool juntos …..

  • Vitor 6 de maio de 2018

    Me desculpem mas não
    ão concordo! Na teoria isso é válido mas na prática o veiculo não trabalha bem nas partidas a frio, pois há sim dificuldades no reconhecimento do combustível qua se utiliza a mistura e o sistema de partida a frio não entra em funcionamento. Nesses casos só conseguimos sucesso com a reprogramação através de aparelhos.

  • Marcio 6 de maio de 2018

    Na verdade, todos carros com injeção eletrônica têm sonda lambda, para informar a central como está a queima. Ou seja, até os carros só a gasolina possuem sonda lambda. Tem carros, como a Blazer V6, que têm duas sondas.

  • Cassio 6 de maio de 2018

    Misturam e depois vão no posto reclamar da gasolina… falando q tá batizada Kkkkkkkkkkkkk reportagem fajuta

  • Fausto 6 de maio de 2018

    Tem certas perguntas q nem merecem ser respondidas…

  • Claudemir 6 de maio de 2018

    Boa tarde. Sua matéria sobre motores flex tem, em teoria, razão em argumentar que o motor aceita qualquer mistura de álcool e gasolina ou apenas um deles de cada vez. Mas há uma dificuldade de alguns sistemas de se adaptar rapidamente ào novo combustível ou mistura. Aqui na oficina que trabalho frequentemente chegam guinchados veículos cujos donos fizeram a troca de combustível no dia anterior e não houve tempo hábil para o sistema de injeção se adaptar. Logo, fica uma dica, trocou de combustível? Rode alguns quilômetros, quanto? Quanto mais melhor,e depois, no dia seguinte, com boa probabilidade seu veículo irá funcionar bem.

  • Lucas 6 de maio de 2018

    Acostuma sim! Desde que se seu carro for flex vc abasteça com diesel… Aí ao sair na rodovia ele altomaticamente vai para os 100 km/h e mantém essa velocidade sem precisar acelerar!
    Tenho um gol e só abasteço ele com diesel… E ele tem mais força que muitos carros a gasolina por aí!

  • Angelino Flores Bernado 6 de maio de 2018

    Boa tarde! No caso do sistema Flex pode misturar qual proporção. Sendo que : deve motorista rodar um pouco para que o módulo de injeção venha reconhecer a queima desse combustível. Isso porque da tabulação do tanque aos bicos existe ainda combustível antigo. Geralmente se vc rodar 10km já é suficiente.
    Já constatei que a tecnologia Flex ela não rápida em reconhecer o combustível à ser queimado. Teve vários casos desses do carro ficar ruim para pegar de manhã,
    O módulo perde a referência do combustível e ai vc é obrigo fazer ajuste do AF pelo o scanner ou forçado.

  • Paulo 6 de maio de 2018

    Teoricamente foi feito pra usar dois combustíveis.
    A sonda lambda ou sensor de oxigênio localizado no catalisador ou no escapamento , lê e manda informações pra central para adoção da mistura ar/combustível.
    Então abasteça, ande alguns kilometros para a central receber as informações necessárias para a conversão da mistura. Caso o contrário terá problemas tanto de consumo , quanto da partida pela manhã. Quanto ao título de técnico de ataque , deveriam ter mais umildade de ouvir o que vem das ruas .

  • Joseph 6 de maio de 2018

    Álcool anidro não é álcool de farmácia. Não tem água na sua composição.

  • Ciro A. Melo 6 de maio de 2018

    Uma das características do automóvel flex é ter um sensor… Sonda lambda, técnico de ataque, já estava presente nos automóveis movidos exclusivamente a gasolina… E são duas, nos mais recentes, pré e pós catalisador, técnico de araque…

  • Jorge 6 de maio de 2018

    Sinceramente, desconfio 100% deste post, a sonda lambda faz essa leitura, porém a eletrônica do carro também precisa saber qual combustivel esta sendo utilizado, dessa forma como esta explicado, vc tera um consumo excessivo de gasolina se misturar ao alcool, nunca façam isso para o bem do seu carro,.uma economia aqui leva um gasto enorme no futuro, tem carro como os Citroens que até detectam como sistema anti poluição estes casos.

  • José Mauro Fialho 6 de maio de 2018

    O meu é um corolla 2016, eu também faço misturava, abasteço com o que dá vontade na hora sem problemas

  • Joel 6 de maio de 2018

    So pra argumentar, nao é so o carro flex que usa a sonda lambda, carro flex pode sim misturar, o problema é que o combustivel disponivel no território nacional é de baixa qualidade, e isso costuma danificar a sonda e os demais componentes do sistema de injeção eletrônica

  • Adriano 6 de maio de 2018

    Olha isso vai depender do carro nada ver. Mistura no novo ford ka para voce ver se o carro pega. Fui na onda do mecanico falando que eu podia misturar ai misturei conclusão o carro nao pegava de manha cedo tive que guinchar. Entao não misturo ou e um ou e outro nao existe meio termo. Materia furada.

  • Delcio machado 6 de maio de 2018

    À essa bobagem toda acrescentem que a dita gasolina tem quase 30 % de álcool. Kkkkk

  • Wesley Alves 6 de maio de 2018

    Incrível ate onde vai a burrice das pessoas leigas.. por isso pessoas mas intencionadas se dão bem.. as pessoas preferem acreditar em boatos e em mecânicos de ponta de esquina do que acreditar no manual do proprietário do veículo. Se bem que essas mesmas pessoas não sabem o que é manual do proprietário..

  • Valdir 6 de maio de 2018

    Não amigo , nada haver o motor é mecanismos e vai sempre te responder na forma que vc der o comando.

  • Osni Muniz Borges 6 de maio de 2018

    Desde que surgiu o flex tive sete entre fiat, Volkswagen, honda e toyota e já usei todas as proporções possíveis de misturas ou somente uma outra pura e nunca tive problemas com falhas ou algo parecido!

  • Renato 6 de maio de 2018

    Qualquer carro com injeção eletrônica tem sonda lambda…não é um componente exclusivo de carro flex .. a sonda faz a leitura e manda a informação pra central, esta, com base na leitura da sonda enriquece ou empobrece a mistura.
    A sonda não detecta qual combustível está sendo queimado , ela detecta a quantidade de oxigênio , assim a central processa se precisa de mais , ou menos combustível.

  • Kaio 6 de maio de 2018

    Nossa em pleno ano de 2018 ainda estás dúvidas sobre carro flex da licença pow no manual está bem claro que pode usar como quiser a quantia que quiser brasileiro é meio lento no sistema

  • Julio César Galli 6 de maio de 2018

    O álcool tem cerca de 08 % ( ou mais… ) de água. Gasolina e água são imissiveis, ou seja, não se misturam. Então, como fica a água do álcool misturada com a gasolina ?

  • Seu Lunga 6 de maio de 2018

    Colocar querosene e fica tudo certo, estou até pensado se misturo diesel no também vai que vira triflex

  • Joaquim 6 de maio de 2018

    Sim

  • Moyses Willian Belisario Barbosa 6 de maio de 2018

    E ainda existe dúvida sobre isso? Se é Flex!!!

  • Douglas 6 de maio de 2018

    Minha opinião é a seguinte: a mistura irá separar a água que existe no álcool , pois sei disso pq fui frentista e é assim que eu analisava a qualidade do combustível antes da carreta descarregar.o acúmulo de água no sistema danifica escapamento motor etc…

  • Cristiano 6 de maio de 2018

    Então vou acostumar meu só com água kkkkkkkkkkk

  • Chris 6 de maio de 2018

    Olha amigo não sei onde vc mora, mas aqui na minha cidade no sul do país,onde a temperatura chega a -7 graus..abastecer com álcool é so pra se encomodar…acaba a bateria e o carro não liga..
    Obs…Citroen C3 2014

  • Jeferson 6 de maio de 2018

    Sempre coloco álcool ou só gasolina , não ando com os dois , pois outro dia deixei de por álcool no meu carro é abastecia com gasolina no outro dia de manhã ele não queria pegar , pois a central entendia que ele tava abastecido com álcool tive q passar o aparelho para ler ..e como se pode andar com os dois ao mesmo tempo cê vc não sabe quanto seu carro vai fazer de quilômetros com litros de gasolina ou álcool poriso ando só na gasolina ou só no álcool.

  • Gilberto 6 de maio de 2018

    Faço a maior mistureba no meu Clio , nunca deu problema.

  • Jorge Moreira 6 de maio de 2018

    Motor Flex tem vantagens e desvantagens. Pois o motor tem compressão média e não atendia bem nem a um bem a outro combustível

  • Rodrigues 6 de maio de 2018

    Não pôde misturar combustível. Porque quando é feito a calibração do sistema e feito com álcool ou gasolina.
    Com a mistura pode ficar gastando mais combustível.

  • Marcelino 6 de maio de 2018

    Não pôde misturar combustível. Porque quando é feito a calibração do sistema e feito com álcool ou gasolina.
    Com a mistura pode ficar gastando mais combustível.

  • Alessandro 6 de maio de 2018

    Na teoria é tudo maravilhoso, você abastece com qualquer dos dois combustíveis e o motor funciona maravilhosamente bem, mas infelizmente na prática não é verdade eu já tive a péssima experiência de estar rodando com álcool e depois abastecer com gasolina e rodar até chegar a garagem de casa erro fatal, a Central de geranciamento do carro não reconheceu o combustível e só após resetar a memória voltou a funcionar normalmente, aí vem um editor que só fica sentado em uma cadeira opinar sobre o assunto ou é pago pelo sistema pra dizer essas asneiras.

  • Marcio 6 de maio de 2018

    Infelizmente no meu celta eu sempre colocava gasolina, depois comecei a colocar sempre um pouco de álcool, conclusão o carro que pegava de primeira , começa a falhar as vezes dava mais que cinco partidas pra o carro pegar, levei no mecânico ele falou q eu gastasse a gasolina que estava no tanque misturada com o álcool que voltaria ao normal , foi isso q aconteceu, desde então só coloco gasolina…..

  • Alan 6 de maio de 2018

    É sempre bom tirar qualquer tipo de dúvida, eu mesmo devido o alto preço da gasolina tô alternando ora boto gasolina ora boto álcool. Creio que a dúvida do leitor acabou ajudando os demais leitores.

  • Saviano 6 de maio de 2018

    Entao porque vc abastece no alcool,sendo que o carro estava na gasolina e no outro dia o carro fica ruim pra pegar,sendo que tem gasolina na partida fria,tem ums que falam que quando faz a troca de combustivel o carro fica ruim.Porque?

  • Ivan 6 de maio de 2018

    Jamais misture os combustíveis, se vc misturar vc vai começar a gastar em injeção eletrônica e principalmente em sonda lambda, pq o carro é flex e não mix, a não ser q tenha duas sondas.

  • José 6 de maio de 2018

    A mistura de álcool com gasolina aditivada da problema sim no sistema de injeção. Também não acreditava mas tive um fiz que entupiu o filtro e bicos por 3 vezes quando fiz essa mistura.

  • José Fagner 6 de maio de 2018

    Como é comum a ignorância, a má influência vem de órgãos de produção, existe sim um inconveniente, quem conheça de engenharia sabe o real problema desta mistura, mas a “massa” foi feita pra engolir a “boa idéia” misturar os dois tem um inconveniente percebido em longo prazo!!! Mas para quem acha bom, continuem a misturar!!!

  • Eduardo 6 de maio de 2018

    Me falaram para utilizar álcool de vez em quando para limpeza, faz sentido???

  • Reginaldo 6 de maio de 2018

    Para os veículos Flex recomendo que a troca do combustível o mesmo esteja em reserva. Pois o sensor sonada lambida

  • Marco 6 de maio de 2018

    O pior é que estes técnicos de araque formulam teorias que parecem convincentes, e as pessoas acreditam. Nas reportagens de TV sempre um ‘ mecânico experiente ‘ é consultado. Já tive a experiência de ouvir uma teoria absurda sobre um componente ( junta de cabeçote ) que eu mesmo havia projetado.

  • Maycon COSTA 6 de maio de 2018

    As duas vezes que tentei mudar dei errado… evitem ficar mudando vai dar dor de cabeça
    Sim

  • Idailson 6 de maio de 2018

    Se eu corro sempre a mesma velocidade no carro 100k/h, o carro acostuma só com essa velocidade?

  • Dario 6 de maio de 2018

    Em dias frios coloco 70% etanol e 30% gas…o carro pega fácil de manhã e nunca deu qualquer problema.

Deixe um comentário