Velas de ignição: trocá-las no prazo ou antes?

As velas, ao contrário dos freios, embreagem ou pneus, não sinalizam objetivamente ter chegado a hora de sua substituição

Por BORIS FELDMAN10/05/18 às 11h11

Depende das condições de uso do carro. As velas, ao contrário dos freios, embreagem ou pneus, não sinalizam objetivamente ter chegado a hora de sua substituição. Mas as velas de ignição podem ter perdido sua eficiência sem que o motorista perceba. O consumo de combustível pode ter aumentado, o desempenho está deixando a desejar, o motor “tossindo” ou “espirrando”.

Nem motorista e, às vezes, nem o mecânico imaginam que seja um problema de tão fácil solução, a simples troca das velas. Mas, e se o carro não tiver atingido a quilometragem sugerida pelo manual do proprietário para a substituição das velas? Aí está o “xis” da questão: o carro pode não ter rodado quilometragem suficiente para a troca das velas. Mas o motor já trabalhou um número de horas suficiente para aposentá-las.

Como assim?

As velas não se desgastam como os pneus (só quando o carro está rodando), mas sempre que o motor estiver em funcionamento, mesmo com o carro parado. Muitas vezes o motor funciona sem a indicação de um quilômetro sequer no hodômetro. É o caso do carro que roda com frequência no trânsito urbano: o automóvel fica mais parado do que rodando, pode ter registrado no hodômetro apenas 200 ou 500 metros, mas o motor funcionou por dez, 15 ou 20 minutos. Na estrada é o contrário: se o motor está funcionando, a quilometragem vai sendo registrada. Então, o motor de um carro que rodou 50 mil km pode ter funcionado mais horas do que outro com 100 mil km no hodômetro.

Dica interessante é reduzir pela metade a quilometragem para a troca das velas, caso o carro seja usado com muita frequência no trânsito urbano. Se o manual recomenda sua substituição aos 100 mil km, faça a troca aos 50 mil. Ou até antes: preste atenção no funcionamento irregular do motor, no excesso de consumo ou outros sinais de que as velas já deram o que tinham que dar.

Velas podem ser trocada antes do prazo

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

2 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Marco 10 de maio de 2018

    Quando o motor fizer atchim, tá na hora de trocar. 😂
    Valeu Boris.
    Curto muito seu programa!

  • Schiller Sylvestre 10 de maio de 2018

    Gostei do autopapo, muito bom para nos manter atualizados; reparador e tanto como motorista para conservar e manter seguranças de seus carros.

Deixe um comentário